Depoimento-Parte-1

Depoimento Público
Meu nome é Cleber Alcasar, sem entrar em juízo de valor quanto ao modo como fui conduzido ao confinamento, inicio meu relato sobre os artigos sobre os quais fui considerado criminoso. O artigo 31 e o artigo 33. No artigo 31 que deveria ser o artigo 32 da Lei de crimes ambientais incriminaram-me de maus tratos e prática de abuso sexual chamada zoofilia dos meus cães. Uma matilha de 18 animais criados por mim por 8 anos, sendo o que aparece na foto o macho reprodutor. No artigo 33 do Código Penal incriminaram-me de porte e tráfico de drogas de uma substância encontrada pela polícia na casa, contendo 4,8 gramas de substância química tratada no laudo técnico da promotoria como Crack.



A casa que aparece na foto ao lado, até o dia que fui retirado pela polícia de dentro dela, conduzido para a delegacia e de lá para a prisão era minha residência, sede da minha empresa Micro Empreendedor Individual MEI Sistema Mãe com CNPJ e Alvará de funcionamento registrado na Prefeitura do Município e sede do Partido Socialismo e Liberdade PSOL Divinópolis por, na época, ser o presidente da comissão provisória municipal e ex-candidato a vereador na campanha de 2.016 e no barracão ao fundo mantinha um pet de criação própria enquadrado na lei orgânica municipal em relação à quantidade de espécimes e fiscalizado pela polícia militar. Vivi nessa casa por 8 anos e fui obrigado a abandoná-la por ameaças de morte.



Eu, Cleber Alcasar, sou natural de São Paulo e para entenderem o que fazia em Divinópolis, morando nessa casa como presidente de um partido político ao lado de uma matilha de cães e sendo desenvolvedor de tecnologia com o micro empreendedor individual Sistema Mãe www.sistemamae.com.br, pianista, ator, cantor e parceiro de Maria de Lurdes Vieira Rosa é necessário darmos um salto no tempo e retroagirmos ao passado para de volta para o futuro entendermos porque tanto interesse em me mandarem para a cadeia, tomarem minha casa, meus cães, os acessos de senha à minha empresa, saquearem os documentos do partido e desejarem minha morte. Expulsando-me da cidade mesmo livre da prisão sob agressões e ameaças.



Sou filho de uma família de classe média alta com herança cultural de nobreza. Meu pai filho de imigrantes espanhóis descendentes de reis católicos vindos da raiz de Castela, tendo como sede o Castelo Alcazar. A palavra Alcazar é de origem árabe El Ceguer e significa Palácio Fortificado Árabe e pela invasão dos mouros foi dominado enriquecido de ouro e obras de arte durante anos e ao final abandonado e devolvido ao povo espanhól com todas as riquezas lá preservadas. Como sede de Castela envidou recursos pelas mãos de minha ascendente rainha Isabel de Alcazar para que Cristóvão Colombo construí-se as caravelas para o descobrimento da América e na esquadra de Cabral conta-se a presença do médico Rodrigo Alcazar.



Do casal Juan Alcazar Sanches (Andaluzia) e Mari Rami (Catalunha) nasceram no Brasil João, Fernando e José, meu pai. Minha mãe aos 16 anos era radioatriz da Rádio Nacional, tocava piano e estudava inglês, ao mesmo tempo que ainda acreditava que as gatas cuspiam os filhotes. Entretanto, nas gravações da Rádio Nacional, ao lado de estrelas como Renato Murce, Paulo Gracindo, dentre outros, interpretava falas de amantes com vozes sedutoras nos idos de 1958. José Alcazar encontra Gilma de Siqueira filha de Magnólia Lacerda (dona Bieza) e do galante Gastão Antunes de Siqueira, um soldado dançarino no Cassino da Urca a conduzir donzelas pelos bailes junto ao irmão o coronel do exército Brás Siqueira.



Como soldado Gastão em sua vida militar apresentou armas à Getúlio Vargas e foi parceiro de caserna com o então tenente João Batista Figueiredo ex-presidente do Brasil. O encontro do casal José e Gilma se deu quando José paraquedista acidentou-se e no hospital, ao lado do soldado César irmão de Gilma em visita, apaixonou-se. Ele dezoito, ela 16.



Aos 23, Gilma de Siqueira Alcasar, agora em São Paulo longe das frequências cariocas da Rádio Nacional tinha os filhos Claudio, Clóvis, Carlos e eu Cleber Alcasar como seu público cativo. José e Gilma fizeram sua vida ao lado da história brasileira passo a passo. Ele atuou na implantação da Volkswagen do Brasil no ABC com cargo de chefia, atuou na Ford e daí para frente como empresário no mercado de máquinas e bens de capital. Foi corredor de motonáutica e produtor de televisão na virada da televisão preto e branco para o padrão colorido na TV Gazeta canal 11 de São Paulo. Gilma cantora e jurada ao lado de José em concursos de beleza pela emissora, onde modelos femininas desfilavam de longo e maiô fechados.



Nesse ambiente José apoiou e colaborou no lançamento e carreira de grandes nomes da arte brasileira e das comunicações atuais, enquanto Gilma longe da interpretação televisiva lançava no futuro sua marca de beleza Gilma´s Modas, desfilando nas colunas sociais de Pernambuco. Ao lado, José dirigia a Diretoria de Motonáutica do Cabanga Iate Clube de Pernambuco no comando de seu segundo iate levando o nome da família Alcazar, o primeiro iate La Paloma fora usado pela atriz Sofia Loren em cenas de seus filmes e presenteado à família Alcazar pelo então amigo e hoje atual Comodoro do Iate Clube de Pernambuco João Regueira Filho



Eu, Cleber Alcasar, já estudante de economia na Universidade Federal de Pernambuco namorava no Ceará a filha do Diretor do Banco do Nordeste do Brasil e em Pernambuco a filha do Deputado e Prefeito de Paulista. Uma cidade proporcionalmente semelhante a Guarulhos em São Paulo ou Duque de Caxias no Rio. A família mudou-se para Minas Gerais mudança provocada pelo diagnóstico de Câncer no seio de Gilma e consequente tratamento. Gilma e José em festas de bodas no Uruguai sob o pôr do Sol das 21 horas da noite dividiam a comemoração de suas bodas em lua de mel de 25 anos de casamento e as lágrimas pela perda iminente de um dos seios de Gilma numa mastectomia, apesar dos esforços em tratamentos.



Eu já amadurecido buscava espaço de trabalho no Rio junto ao Banco do Brasil e depois de concurso público fui lotado em Minas Gerais na região centro oeste, enquanto meu pai José apoiava o Governador Newton Cardoso como político junto aos prefeitos locais e como assessor de negócios na implantação de uma usina de envasamento de leite em uma de suas fazendas na região, fornecendo máquinas e apoio tecnológico. Eu já trabalhando em Divinópolis sem minha mãe viva em corpo progredia no Banco do Brasil como instrutor de neurolinguística quando bacharelando em Psicologia no Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP na implantação da ISO 9000, o primeiro certificado de qualidade total brasileiro.



Além de produzir videos institucionais numa linguagem televisiva antes da existência da internet no país. Com nome Studio A, o programa estudantil Teoria e Prática do nosso grupo de estudos psicológicos sociais produziu, inclusive o video A Prisão que resultou no fechamento da cadeia municipal um depósito humano como assim chamava o próprio diretor o delegado Lauro de Sousa Matos e com o material em video a pressão para verbas na construção do Presídio Floramar. E por ironia do destino cadeia na qual fui preso e confinado conforme esse depoimento trata em relato..

Depoimento Parte 2