Diagonal Invertida do Tempo em Paralelo Inconsciente

Quando aqui estamos sonhamos com o lá futuro para a realização do que planejamos viver. Quando lá estamos choramos por termos sonhado demais e não vivido o simples e direto. Apenas viver o que se pede viver, mesmo sem o glamour do sonho incompleto de realização plena. Descobrimos, então, que o tempo não mais suficiente e se vivido o simples a cada dia em pequenas ações o sonho com o tempo se realizaria ao longo do tempo. Esse é o arcabouço filosófico que nos amordaça no cotidiano filosófico de nossa ignorância sobre nossa própria vida atrelada aos desejos de outros a nos submeter em seus pensamentos e quereres pessoais. As vezes só deles e não nossos, as vezes reais para eles e filosóficos para nós.