Compras    
PRODUTO PREÇO PROMOÇÃO

Especificações

O radialista 015728 paulistano Cleber Alcasar pede, publicamente, para a atriz que representa as marcas de Alessandra Negrini parar de marcar parcerias com qualquer outro parceiro para que ela conceba com Cleber Alcasar matrimônio real diante da sociedade brasileira e de Deus. O radialista Cleber Alcasar faz esse pedido por possuir sentimentos nobres por ela e usa esse veículo ao invés de um encontro natural entre dois seres humanos por sentir-se impedido de fazê-lo por motivos injustos e sem explicações. Cleber Alcasar pede ao público respeito a esse momento e colaboração para que o encontro aconteça dentro desse desejo verdadeiro expresso agora a ocupar a linha de tempo e da verdade de todos os seres humanos.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Vamos discutir? Somos brasileiros ou somos portugueses? Qual, afinal, o motivo que nos prende à Portugal? Quem é maior o povo que usa a língua ou seu dominador ideológico? Começamos a discussão. Você pensa primeiro... e comenta...

Língua Brasileira ou Língua Portuguesa 0,00 0,00

Especificações

A nomenclatura América do Norte refere-se a quantos e quais países e a América Latina? Qual linguagem separa as duas e qual a extensão territorial de cada uma? Pense Nisso.

Qual é maior: América do Norte ou America Latina? 0,00 0,00

Especificações

Pense se pudéssemos colocar o espaço sideral em uma cumbuca ele teria começo e fim, leste ou oeste, norte ou sul, em cima ou embaixo. Senão, quem criou essas nomenclaturas para definir os espaços no Planeta Terra e no Sistema Solar?

O espaço sideral tem em cima e embaixo ou norte e sul 0,00 0,00

Especificações

Programa de inclusão digital, cultural, social, político, profissional dando entrada de acesso para alunos de escola municipal, estadual e federal, universidades divinopolitanas e voluntários da sociedade em geral.

autor do projeto: Cleber Alcasar

Sala de Criatividade 0,00 0,00

Especificações

Programa Organizador da Delegacia Especial de Crimes Relacionados a Entorpecentes.

autor do projeto: Cleber Alcasar

P.O.D.E.C.R.E. 0,00 0,00

Especificações

Câmaras de discussão jurídica com apoio de representantes da sociedade de Divinópolis e de todos os movimentos sociais divinopolitanos e de toda a região centro oeste de Minas Gerais.

autor do projeto: Cleber Alcasar

Programa Lei Limpa 0,00 0,00

Especificações

Projeto de Desenvolvimento Regional tendo como foco as vias de acesso divinopolitanas. Numa primeira fase são sugeridas as seguintes vias: Rua Bom Sucesso, Rua Goiás, Avenida JK, Avenida Autorama e Avenida Primeiro de Junho. Esta última teria também o Projeto Passeio Livre e a (SD) Serviços Divinopolitanos.

autor do projeto: Cleber Alcasar

Corredores do Desenvolvimento Divinopolitano 0,00 0,00

Especificações

Uma das obras mais importantes para a plataforma de desenvolvimento comercial da Região Administrativa nº 1 do Estado de Minas Gerais. Abrigando a representatividade de 122 cidades da região administrativa e do centro oeste mineiro este complexo de negócios divinopolitanos ligará o empreendedor regional às várias portas de comércio e produção dentro e fora das fronteiras municipais, estaduais, nacionais e internacionais.

autor do projeto: Cleber Alcasar

Palácio das Convenções do Divino Espírito Santo 0,00 0,00

Especificações

Complexo Aquático Divinopolitano incluindo: estação de águas, escola ambiental, parque temático e complexo esportivo compartilhando águas do Rio Itapecerica, Copasa e de usina de descontaminação.

autor do projeto: Cleber Alcasar

Parque das Águas 0,00 0,00

Especificações

Cleber Alcasar ou AllCazar, candidato a Vereador por Divinópolis pelo Partido Socialismo e Liberdade PSOL 2016

50000
Foi Secretário de Comunicação, atuando na formação da Comissão Provisória Municipal e na divulgação dos candidatos junto aos meios de comunicações de mídia, rádio e televisão. Representou o partido na negociação de espaço nas emissoras de televisão locais. Renomeado Secretário de Movimentos Populares, atuou na secretaria das plenárias e na preparação dos candidatos à campanha 2.016. Foi Presidente do Partido Socialismo e Liberdade PSOL Divinópolis MG com mandato de dois anos. Lançou o Portal www.psoldivinopolis.org.br para divulgação do partido na internet.

50000 Cleber Alcasar 0,00 0,00

Especificações

Entrevista concedida pela Deputada Federal Luiza Erundina sobre o trabalhismo iniciado pelo Presidente Lula e seus desdobramentos à época.

Luiza Erundina fala no passado sobre futuro 0,00 0,00

Especificações

14:00 hs - O radialista DRT 015726 Cleber Alcasar paralisou sua campanha eleitoral na disputa pelo cargo de vereador de Divinópolis e lançou dia 16 de agosto de 2016 o Movimento de Valorização Humana na Tribuna Livre da Câmara Municipal de Divinópolis, homenageando sua amiga Maria de Lurdes Vieira Rosa falecida em 08 de agosto de 2016.

Movimento de Valorização Humana - 16 de agosto 0,00 0,00

Especificações

Modelo de ensino moderno e aberto ao povo divinopolitano sem quesitos de impedimento com a criação da primeira Universidade do Povo do Brasil no solo divinopolitano. Conforme descrito no projeto original exibido no livro Manifesto de Rua de AllCazar. Novo conceito de formação superior pelo povo sem discriminação e quesitos de seleção. Promoção social, cultural e profissional com ligação a outros programas e projetos do mesmo autor. Consulte a lista de programas do site.

autor do projeto Cleber Alcasar

Universidade do Povo 0,00 0,00

Especificações

Programa regulado em lei em conjunto com Parcerias Público Privadas na formulação de sistema de utilização de terras em espaço geográfico no entorno da área abrangida pelo município, onde proprietários de terra, utilizadores da terra e estado recebem suas parcelas na distribuição da riqueza em modelo de produção agrícola orientada para a excelência com apoio técnico, cooperativismo e suporte de comércio interno e regional, incluindo exportação feita pela via das famílias divinopolitanas selecionadas por critérios públicos no trato do solo divinopolitano em estrada internacional de via dupla.

autor do projeto Cleber Alcasar

Cinturão da Reforma Agrária Urbana 0,00 0,00

Especificações

O Sistema de Atendimento por Unidade para Doenças e Enfermidades de Divinópolis é um programa de atendimento de saúde pública municipal para todos os habitantes de Divinópolis e aberto para o atendimento pago a preços populares aos habitantes das cidades da Região Admininistrativa I definida pelo Governo de Minas Gerais tendo Divinópolis como pólo. Compreende plano de saúde integral a custo zero para o cidadão divinopolitano e um Centro de Diagnósticos gratuito onde o cidadão recebe a qualquer tempo e quantas vezes quiser o diagnóstico moderno e completo de seu estado de saúde atual e acompanhamento gráfico ao longo do tempo armazenado em banco de dados do município e sujeito a consulta aberta. autor: AllCazar

Sistema SAUDE DIVINA 0,00 0,00

Especificações

Se compararmos o custo da saúde pública de Divinópolis atualmente com aproximadamente R$ 320 milhões de uso do orçamento municipal com os aproximadamente R$ 150 milhões do SAUDE DIVINA saberemos onde está a evasão de recursos de Divinópolis. Veja a conta a seguir. Um cidadão com plano de saúde familiar de R$ 200/mês gera um custo de R$ 2.400/ano. Dividindo a população Divinopolitana em grupos de três (pai, mãe e filho(a)) temos 202 mil habitantes gerando 67 mil grupos. Multiplicando por R$ 2.400 temos R$ 162 milhões. Quando o autor do projeto se refere a todos os habitantes ele quer dizer todos, incluindo ricos, médios e pobres. Façam a conta e pensem nisso.

Sistema SAUDE DIVINA 0,00 0,00

Especificações

De acordo com os comentários da CBN BRASÍLIA para o país adotar o sistema PRIVADO de saúde pública faltam alguns serviços não oferecidos ainda pelo setor privado. Para o programa SAUDE DIVINA essa deficiência pode ser curada com o uso do sistema de saúde pública da união para garantir as ausências até que o setor privado com apoio e investimento supere tão enlace. Com isso o divinopolitano pode ser atendido gratuitamente e plenamente nos serviços que a união permite ao setor privado atualmente e ser atendido nos serviços que somente a união oferece através da gratuidade do sistema SUS. Vejamos o que isso quer dizer na prática:

Sistema SAUDE DIVINA 0,00 0,00

Especificações

Quando se fala em grupos de três o programa quer dizer uma unidade familiar mínima com um pai, uma mãe e um filho ou filha. Essa célula familiar simbólica tornada grupo nominativo passa a representar os grupos de saúde contratuais codificados, autorizando a cobertura do plano unificado dentro de todo o município e o atendimento pleno do cidadão mesmo como indivíduo. Pensa-se na prática que o município aonde o cidadão vive é o responsável pelo diagnóstico da saúde e enfermidades daquele cidadão ou cidadã. Por esse motivo Saúde Divina propõe o Centro de Diagnóstico Gratuito e Completo com equipamentos modernos e atualizados para esse fim. A partir daí, o cidadão pode contratar o médico pela cobertura do programa.

Sistema SAUDE DIVINA 0,00 0,00

Especificações

Quando se fala em agricultura familiar pensa-se em hortas caseiras ou cooperativas tipo as de leite. Poucos preocupam-se em pensar no terreno ou área a ser plantada e principalmente na cultura e na tecnologia individual ou conhecimento agrícula do agricultor ou de seu núcleo familiar. Um caipira é figura simbólica na cultura nacional e mostra ao lado da experteza a ausência de recursos para o plantio. Depende do Banco do Brasil, arrendará terras ou hipotecará a sua se a lavoura mandar e se submeterá ao tempo e a Deus. A agricultura moderna desistiu de esperar e conduz sistemas de produção orientados a operadores agricolas de alto padrão com o racionamento dos custos e a hipertrofia econômica de seus projetos.

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

A linguagem é outra e os resultados também. Divinópolis é o que é porque construiu ao longo do tempo a crença em seus visitantes de representar a região centro oeste de Minas Gerais e oferecer produtos compativeis com tal região. O poder ao longo do tempo foi se fazendo verdadeiro assim como a semente se torna planta e aí sim os frutos. Ninguém modelou Divinópolis por que quis individualmente. Um prefeito, um deputado ou até mesmo uma família local qualquer. Foi o povo divinopolitano que existe em todo o cidadão brasileiro. A cidade coerente. Rica em desenvolvimento mesmo estando no interior. No interior onde os sítios e fazendas produzem os alimentos para os porcos, as galinhas e os outros alimentos

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

O projeto Cinturão da Reforma Urbana de AllCazar é simples como conceito e operacionalização, mas difícil execução sem coragem e autoridade para aceitá-lo em benefício do povo divinopolitano e do desenvolvimento econômico de Divinópolis. Teoricamente funciona assim: uma faixa de terras não urbanas em largura aproximada de hectare formando um cinturão em torno do município. Como se fosse um gigantesco cinto de terra protegendo a sustentação da cidade de Divinópolis. Aí poderiamos ter terras produtivas e não produtivas. O projeto assumiria o uso da terra dessa faixa protegendo o proprietário de sua posse e propriedade ao longo do tempo administrando a faixa correspondente para o uso em produção orientada.

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

As terras fariam parte de um banco de dados de terras disponíveis onde seus proprietários seriam remunerados e sob taxa de administração o programa administraria a distribuição orientada e provisória da terra para o cultivo dentro de um programa de estímulo a ordenação das culturas em benefício do mercado de produtos de Divinópolis e região. Por exemplo: uma família seria selecionada assim como centenas de outras e receberiam um pedaço de terra agrícula vinculada ao projeto e lá seria orientada a produzir determinada cultura por tempo determinado e receberia a garantia do trator, galpão, insumos, colhedeiras, cooperativas e apoio tecnológico em todos os níveis do estado e das regras do programa.

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

O agricultor ou agricultora e sua família morariam na sua área de cultivo em casa modelada pelo projeto com benfeitorias direcionadas para a sua performance como agricultor no sentido da produtividade da terra em cultivação. A semelhança de um contrato de locação de linha de comunicação celular ou contrato de fidelidade ao projeto o agricultor(a) usaria a terra como operador de cultivo morando no local e beneficiando-se com o apoio logístico, os sistemas de escoamento de sua produção e apoio tecnológico para melhorar seus resultados com investimento próprio no sentido de adquirir sua própria propriedade rural ou renovar seus contratos de fidelidade e usufruto via projeto.

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

Um partido político é em sua natureza uma parte da vida política da humanidade. Representa um grupo de pessoas que agregados aos mesmos objetivos de conquista lutam com suas armas simbólicas em nome dos seus filiados. Representam seus filiados e por eles tem o mérito da existência. Se siglas, antes humanas. Da luta e do sangue de gente que poderia ser você e se filiado era. No continuo mundo da ordem e da desordem o partido político tenta ser a guia representativa da verdade e do melhor caminho para os seus. Filiados seus. Seus filhos simbólicos. Se uma família pode ser tomada de assalto pelos oportunistas da rua, o pai pode ser dúbio diante da mãe e dos filhos pelo fato dominado. Seu domínio dominado.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

E de cidadão de direitos passa a necessitar de representação para garanti-los a custa de uma imposição de deveres injustos, incorretos, incoerentes e desumanos. O cidadão sem pátria de direitos vive a família sem pai. Ou pelo menos o verdadeiro pai daquela família. Pai que tenha a autoridade dada pela representação verdadeira e nessa autoridade se fundamente. De igual para igual. Pai do filho e filho do pai e igual em sabedoria e ignorância. Imperfeito como a perfeição que sempre está a nos renovar para melhor e como a Constituição Federal que deve nos amparar pela verdade de nosso direito e torna-se incoerente na representação legal de direito onde diz na primeira página: A união e formada por Três Poderes.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

Além dos poderes da União serem três, eles são independentes entre si. Sugere-se aí que os magistrados querem dar a impressão ao povo de que os poderes independentes são poderosos por serem independentes entre si. O texto da lei diz isso claramente e como ponto principal (independência dos poderes). Linhas abaixo, na mesma página, a Constituição Federal desmente a própria lei instantes atrás deferida, pois diz imediatamente em seguida que: O presidente do poder judiciário (III poder) é indicado pelo Presidente da República que é o representante maior do primeiro Poder, o Executivo. Entretanto, sendo esse um texto que não meche em contas públicas fica por vezes esquecido de ser entendido como estupidez.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

E aí temos duas verdades a serem cumpridas em lei. A verdade de que os poderes da nação são independentes e a verdade de que o futuro presidente do judiciário terá relações de domínio submissão com o líder do executivo e esse agora amedrontado pela cassação arbitrária do legislativo de interesses, partidários inclusive, através dos impechments mal formulados. A verdade pode ser maquiada, manipulada, mas nunca desmentida. Seria estupidez diante de inteligências superiores que ridicularizariam a tentativa. A verdade da lei desmentindo a lei ou tornando-se a capa e a contracapa de uma verdade que expressa em lei fere deveres e em se desmentir rejeita direitos. A lei honrada e por ela morto imediatamente não mais.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

E, então, por quê lutar? Por qual verdade morrer. Quem me será guia se é guiado pelo acaso do reverso da lei. Eu tenho direito, mas falta regulamentar. A lei diz que eu sou sujo não por que eu agi mal contra o público, mas porque eu não entreguei um determinado documento no tempo certo numa porta jurídica processual. Feito o fato de desatenção desaparecido, o fato criminoso desaparece junto. Cumpre a lei documental e assim declara ciência da lei e submissão do jeito certo. Amparado pela lei, onde o judiciário funciona. Alimenta o judiciário com sua vida processual e declara estar amparado na lei promovida em tal ambiente. Fora disso fica o povo. Precisa de intermediários competentes para ritos e os pagará.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

Divinópolis tem aproximadamente 202 mil habitantes e possui 163.718 eleitores em condições de voto. Aproximadamente 27 partidos políticos em disputa por esses divinopolitanos. Entretanto, menos de 10% dos eleitores estão filiados a algum desses vinte e sete partidos e, mesmo assim, as coligações geram grupos de dezenas de partidos. Então, a verdade é um município com vocação de capital regional, possuindo mais partidos do que candidatos que representam menos de dez por cento dos eleitores e sobre os eleitores reais e verdadeiros acionam a estrutura da Justiça Eleitoral e os ambientes de mídia aberta (que em tese já são espaços públicos de concessão) e tomam de assalto a mente pública do eleitorado.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

De qualquer forma, onde então está o ponto de crítica, o erro no processo ou sistema que leva o crítico a existir? O cidadão individual, mesmo agregado à sua família nunca teve a competência de criar ou modificar estruturas, principalmente, no funcionamento político da União dos Poderes. Cabe ao Congresso Nacional. Afinal, são pagos para isso. O eleitor sozinho pode denunciar, mas qualquer denúncia ao longo do tempo pode ser justificada. O eleitor sozinho pode não concordar, mas terá outros eleitores que enxergarão a realidade de forma diferente e até apoiarão o erro que o eleitor denunciante enxergou. E aí? Como lutar contra isso? Afinal, qual é a maneira certa e a maneira errada de candidatar-se na eleição?

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

O PSOL Divinópolis serve como exemplo. Será, a partir de agora, nosso material mais rico de observação e conclusões importantes, pois eu como Presidente do Partido Socialismo e Liberdade PSOL Divinópolis e candidato a vereador na campanha de 2016 com a expressiva votação de 37 votos tenho a autoridade certa para abrir os arquivos do partido diante do povo divinopolitano para juntos descobrirmos, desvelarmos e desmascararmos a estupidez do anonimato daquele que achando-se escondido do público engana o povo com seus pareceres superiores e que nada dizem. Faremos uma viagem no tempo e redescobriremos o caminho da campanha 2016 em Divinópolis realizada pelo PSOL e seus supostos filiados.

Capa e Contracapa 0,00 0,00

Especificações

Primeiro lugar pensemos na realidade da própria língua portuguesa ser uma língua derivada. A Língua Portuguesa nunca foi uma língua raiz. Ela deriva do Latim, assim como o espanhól presente grandemente na América Latina que é latina exatamente porque a maioria dos países presentes nela falam como língua oficial línguas derivadas do latim. Quanto à Língua Brasileira ser marcada com um nome que não (não) lhe pertence é por motivos outros que não derivativos estilísticos de linguagem. A submissão cultural prende o Brasil numa redoma de vergonha que tem raiz na exploração do ouro e de toda a riqueza que financiou a construção da América da Fortuna e Glória via europa e colaboradores ibéricos.

Língua Brasileira ou Língua Portuguesa 0,00 0,00

Especificações

Veja a matéria escrita por um professor de direito constitucional. Em seguida vamos raciocinar juntos sobre o exposto e a realidade do respeito ao povo brasileiro, ao voto do povo brasileiro e aos representantes desse povo. Este é o melhor exemplo de como são criadas ou apenas fabricadas ideologias de dispersão do entendimento simples do povo e pior por colaborador resgatado dentro do próprio povo (um professor) que aprisionado em suas paralelas opiniões jurídicas realiza o exposto no livro Manifesto de Rua de AllCazar, quando diz: "onde irmão pobre impede acesso de irmão pobre às instituições de direito por estarem em castas sociais simbólicas impostas pelo interesse do contratante". Quanto estará ganhando?

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Um partido político pode ter preferências próprias, um político desse partido deve ter respeito à essas preferências, um filiado idem. Entretanto, um filiado pode ter preferências inclusive de estar em um determinado partido, mas o eleitor deve ter sempre em mente a principal preferência de escolha dentro de seus direitos de tê-las. O direito de respeito ao voto. O voto é o direito. O voto é a manifestação desse direito. O voto é o prêmio final dado ao eleitor, ao cidadão brasileiro de todos os partidos, municípios e estados. É o voto a materialização de tudo o que está escrito e estampado por detrás das ideologias direcionadoras e das verdades passíveis de negação.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

É como se o texto do professor fosse copiado e editado apenas substituindo o nome do criminoso pelo nome da vítima e vice-versa. Uma simples inversão e pronto: uma nova verdade. Todo o conteúdo se refere ao contrário à realidade dos fatos. Preste a atenção: Baseado na lei 7170/83 art. 1º ele diz que Lula está cometendo crimes de ofensa à lideranças nacionais incluindo a própria Presidência da República . Em seguida pelos artigos 23 e 26 da mesma lei diz ser crime de subversão da ordem social incitar o povo contra esses símbolos nacionais que novamente incluem a Presidência do Brasil. Então, vejamos adiante.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Quando a Presidência do Brasil, depois de 3 mandatos consecutivos de aceitação popular e elites representativas do país foi levada publicamente diante das mídias antes de juízo formulado e julgado pelo judiciário à exposição pública impulsionada por denúncias evidentes e lógicas dos adversários políicos do Governo Federal com ênfase ao PSDB e seu desejo evidente de tomada do poder da nação, impôs sobre o povo eventos claros que não somente feriram a lei 7170/83, mas originou incoerências claras quanto a validade das denúncias e quanto às intenções dos denunciantes. A maior autoridade do país foi abertamente desrespeitada em sua soberania e seu direito de defesa. Exatamente o que o texto da referida lei diz.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

O povo foi incitado a ir às ruas manifestarem-se contra o governo baseado em informações de suas próprias denúncias em bandeiras de interesses próprios e a Presidência tanto de Lula, quanto de Dilma, sua sucessão, foram levadas ao martírio público como carne exposta em arenas simbólicas no jogo polïítico de interesses de grupos e tomadas de poder. Pensa divinopolitano brasileiro quem foi o denunciador do mensalão? Roberto Jeferson. O que era ele?? Recebia. A imprensa quer a verdade, mas a lei quer o cumprimento e lá foi ferida por que então aqui não? Pense nisso.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Ora, quando Dilma ganhou novamente com votação expressiva depois de quatro mandatos aceitos pelo povo por força de sua credibilidade postura, mesmo debaixo de críticas submissas e invejosas, orientando o povo a sensibilizar-se para outro lado. Ora, novamente, nesse dia o pais dividiu-se entre quem ganhou e quem perdeu. Entretanto, quem perdeu tem cumplicidade com a metade perdida do Brasil que segue cega sua mais valia perdida e guiado pelo PSDB desde Fernando Henrique Cardoso que teve a sensibilidade de apoiar claramente a sucessão para Lula em seu primeiro mandato. Agore pense: se temos lideranças regionais como José Agripino Maia a indicar os rumos do PSDB de apoiador do Brasil para seu golpista, isso é mal.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Olhe mais acima na foto exposta da manifestação contra Dilma e pelo impeachment. Eu conheço o local, até cantei lá com o Coralusp (Coral da Universidade de São Paulo). Alí é o MASP e aquele grupo de pessoas é pequeno e cabe em uns 6 ônibus. Pergunte se um partido político qualquer pode juntar seis ônibus e levar lá. Se o nosso côro levou mais só pra ver coralista cantando afinado. Iludir o povo é fato fácil, mas e quando a ligação do São Franscisco para irrigar o nordeste da regionalidade política do Agripino. E o Tietê de São Paulo. É essa a política nacional que os supostos denunciantes querem impor sobre nós. Impeachments para eles também. Para fora da política junto com a Dilma então. Cores do PSDB, olhe.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

A memória de um povo lhe dá a realeza da consciência pública social. Quando o presidente Lula pactuou com a nação brasileira muitas verdades foram expressas e entendidas. Algumas foram registradas e noticiadas e outras foram assumidas e armazenadas no inconsciente coletivo. Com ele o país mudou sua auto estima e mostrou aos próprios brasileiros sua credibilidade e sensibilidade alêm de inteligência e poder pessoal. Dominou seus adversários políticos limpos e estudiosos das universidades incluindo Harvard uma simbólica e charmosa colïônia inglesa e mesmo sem dedo tocou intimamente a Rainha da Inglaterra marcando um gol de amor entre dois povos.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Quando me refiro a 4 mandatos tanto para a presidenta Dilma, quanto para Lula refiro-me ao fato de que do 2º mandato em frente a transição foi evidente e com competência as duas forças se uniram. O PSDB claramente defensor da iniciativa privada se auto degola em representatividade marcando pontos com pragmáticos e logistas sempre em metade de representação. Uma que apoia e outra que trai. Sem a revalia dada por possibilidade de um governo público real não há possibilidades nem para o divino capitalismo sobrexistir. A inveja anula a consciência e gravitando para o desumano mostra a face hostil do traidor de si mesmo. O PSDB já foi ARENA e um pouco de PMDB vindos do antigo MDB. O PT veio inteiro do MDB.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Uma inversão de pensamento é necessária para entender a tragédia municipal em considerar o Rio Itapecerica sujo. Existe uma tecnologia que limpa tudo: a verdade. Existe uma tecnologia moderna em uso pela indústria petroquímica com direcionamento para alta pressão incluindo a condução de gás. Pressões suportadas por tubos de aço sendo sob avanço tecnológico da própria indústria petroquímica conduzidas por tubos de plástico de alta densidade. Veja a foto e perceba as dimensões e real sensação de capacidade técnica para o prometido. Entendam divinopolitanos que limpar o rio é nada mais do que retirar a sujeira que deveria seguir em redes de esgôtos e não dentro das águas do Rio Itapecerica de sua nascente e indo.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Quando a Constituição Federal gravita para o atendimento pleno dos direitos do cidadão, mas na realidade do dia a dia a estória muda e a história também é porque mesmo sendo difusa sinaliza o que é da natureza dos fatos humanos em comunhão , em cumplicidade com a natureza. Ter o Sol já é limpo, mas ter a eletricidade livre pelo Sol é prova disso. A água idem. Ela já vem limpa do rio só tem que tirar os canos que estão vazando dentro do rio e manda-los para a rede de esgotos dentro de tubos como os acima e em paralelo ou até dentro do rio. Entenderam? Separar as águas mesmo que fluindo juntas. Limpas e sujas do município em nome do Rio Itapecerica e do povo divinopolitano.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

O que temos é simples a dizer. A energia solar é uma realidade de liberdade de recursos e gratuidade dada pela própria natureza. Para acessa-la é uma tecnologia simples de placas e interruptores. Grátis. Além da luz do Sol vida para a agricultura e para as florestas. O Sol indica o caminho e liberta o povo da CEMIG. Se o povo divinopolitano entender essa liberdade entenderá a limpeza do rio do mesmo jeito. A água é limpa, sai da terra limpa. A natureza ou Deus dá ela limpa. Quem suja é a própria COPASA de cada cidade ligando manilhas de esgoto em despejo nesse rio. Uma coisa é a incompetência da COPASA produzir uma rede de esgotos plena capaz de seguir rumo junto aos rios de todo o estado. Outra é aceitarmos.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Se o rio divinopolitano é na verdade uma mistura de rios: Vermelho, Gama e Santo Antonio, deixa para frente córregos de vários nomes com águas sujas é claro. Limpar o Rio Itapecerica seria em realidade canalizar toda a rede de esgotos da região centrooeste da nascente até a região urbana de Divinópolis. A partir daí, a COPASA limpa. Quanto ao município é água limpa em cima e suja embaixo. Só que suja no lugar certo. No tubo de esgotos. O engano no conceito é tão grande que as autoridades dão nomes aos córregos (esgotos urbanos a céu aberto) com orgulho de tê-los. Ora, pense nisso como uma ilusão de competência.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Veja na ilustração presente no livro de ALEN SOBRINHO, Sistemas de Esgoto Sanitário. Disciplina Saneamento II. São Paulo. Escola Politécnica da USP. O cidadão produz a dita sujeira e a emite por debaixo da terra em tubos plásticos até as Redes Coletoras com as conhecidas manilhas de concreto da COPASA. Daí para frente divinopolitanos de quem é a responsabilidade dessa sujeira chegar no Rio Itapecerica? Teoricamente pela lógica seria a COPASA, que deixa de agir dentro de suas funções e passa a produzir discursos de justificativas sempre impondo a culpa ou sobre os cidadãos ou sobre os miseráveis que vivem a beira dos rios jogando colchões, urinando e defecando fora do cano da COPASA. Ora, a COPASA faz o mesmo.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

O que temos, então, é simples de dizer, mas difícil de aceitação pelas autoridades, principalmente autoridades envolvidas no ato criminoso da incompetência contra o patrimônio público:. Gente ganhando altos salários às custas do povo, do cidadão simples e sua família, que precisam de água limpa para viver e nunca de justificativas. Justificativas nunca mataram a sede de nenhum ser, principalmente humano. A inocência, talvez. Pense, então. A CEMIG durante décadas nos fez investir em um caminho de eletrificação com fios estúpidos produzindo energia estática difusa sobre nossas cabeças e impedindo que nossos pensamentos sejam limpos e livres rumo ao céu divino, onde brilha o Sol. Sol gerador da verdadeira energia.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Observem divinopolitanos que o ambiente muda sensivelmente com a ausência da fiação caótica colocada desde a Revolução Industrial no mundo, que torna caótica nossas vidas e nos custa em contas mensais, que financiam a incompetência de quem insiste em justificar-se ao invés de assumir a verdade. Agora percebam o fato semelhante quanto ao ambiente urbano no entorno dos rios em cidades onde o respeito à vida, aos direitos humanos e da natureza é o rumo. Temos certamente um desafio em canalizar 29 km da nascente do Itapecerica até o centro de Divinópolis, afinal nada foi feito nesse sentido pelos especialistas no assunto durante décadas. O primeiro a fazer é assumir a verdade de que o modelo COPASA está equivocado.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Observem agora o ambiente tanto das residências e ruas sem fiação, quanto a qualidade da água nesta cidade comum de um país desenvolvido qualquer. Nada. Será que essas pessoas não urinam e nem defecam. Então como podem ter essas águas tão limpas.

O Rio Itapecerica sempre foi limpo 0,00 0,00

Especificações

Ao me referir ao paradoxo utilizado pelo incriminador denunciante ladeio o fato ao ato típico das máfias (essas do cinema ou não) que destrõem seu inimigo por ser essa a natureza da luta entre inimigos. Ou não? Bombardeam e conseguem o apoio cego de colaboradores em massa. Como sabemos. Os submetidos com medo da morte, por exemplo. Ou do sufocamento social, então. Aí quando ele tenta se defender acusam ele com o mesmo crime que ele foi agredido. Como se urinando no terreno, depois de queimar-lhe a casa.

Presidente Lula sendo humilhado? 0,00 0,00

Especificações

Quanto aos proprietários de terras dentro do perímetro determinado pelo projeto teriam a garantia de sua propriedade, proteção contra danos de queimadas e uso indevido da terra, além de receberem valores desde o contrato de engajamento até apoio em participações na aquisições de novas terras circunscritas no perímetro oficial do Cinturão da Reforma Urbana de Divinópolis para novos engajamentos próprios ou de representantes. Já os agricultores orientados pelo projeto teriam prazos de ocupação e cultivo renováveis por período determinado, podendo em seguida migrar para a indicação de um sucessor dentre seus familiares ou empregados inscritos ou para o programa de apoio para aquisição de terras próprias. É isso.

Cinturão da Reforma Urbana 0,00 0,00

Especificações

Brasileiros! Todos os povos reportam-se à lei. Humana ou Divina. Todos os cidadãos brasileiros reportam-se à Constituição Federal. Mesmo sendo núcleo de oposições que as anulam, a Constituição conduz os rumos legais do povo. O povo brasileiro e os povos que para cá pousam interesses. Mesmo sendo o povo do nordeste, o povo das favelas ou o povo de Divinópolis. Tem também o povo gaúcho e o povo mineiro. Todos são presas obrigatórias da lei chamada Constituição Federal e suas oposições apensadas. Ora, se a lei maior é o riscado gráfico em palavras do modelo nacional, ela é como o molde de plástico, a régua de papelaria com o formato do mapa do Brasil, ou de um estado brasileiro e até de outro país.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Uma régua que possibilita o riscado de uma linha materialmente simbólica no inconsciente coletivo e pela mão do cidadão toma forma em sua mente e em seu coração. Eu me lembro quando era criança uma tarefa de confecção de mapas dada por minha formação infantil no ensino escolar. O sentimento impregnado na ação foi grande e a visão espacial de um povo tornou-se real em minha própria mente. Meses depois, larguei a régua material e conservei a imaginária e pus-me a reproduzir meus mapas. Quando ao final de muitas tentativas descobri a habilidade de desenhar mapas pela simples lembrança em minha memória do risco certo senti-me forte, poderoso e, finalmente, brasileiro.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Uma simples linha marcada num papel cartolina e um país no meu coração. Agora pensemos. É certo que quanto mais precisa for essa linha marcada no papel em relação ao mapa realmente cartografado maior as chances de realmente representar na mente de todos a mesma impressão. Ou seja, quanto maior for a precisão da linha que representa um país, um estado ou um município, maior será o entendimento da verdade geográfica e suas consequentes consequências na vida do cidadão que a imprime em seu coração, em seus sentimentos e em sua razão nas relações psico físico sócio culturais desse ou desses cidadãos. Ora, se o mapa do Brasil é diferente do mapa da Inglaterra sabemos desde crianças.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Entender os motivos e resultados dessas diferenças inclue também os municípios, como Divinópolis, por exemplo. Se o povo do nordeste geme por décadas a seca e pede apenas um canal de água, o povo do Sul pede talvez que fechem alguns canais de evasão de recursos, por exemplo. O que quero dizer é que Divinópolis tem uma fronteira limítrofe definida é porque seu povo tem características que os unem, assim como os mineiros, os nordestinos, os cariocas, os paulistanos...

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Divinópolis! Quando pensamos em como começar verdadeiramente um caminho de vida para o município temos que pensar no caminho de cada cidadão que somos. Individualmente. Estando nós ou eu ou você submissos ao capitalismo temos que pensar no dinheiro, no recurso para esse fim. O objetivo final de felicidade e riqueza que se quer ter da terra da fortuna e glória simbolicamente idealizada por ideologias que a confirmam em nosso inconsciente coletivo que nos afeta individualmente. A mente humana seja ela infantil ou velha de sabedorias ou apenas de um cidadão ou cidadã normais. Indivíduos que precisam alimento material em formas diversas e recebem isso pelos empregos, poupanças, prêmios, empreendedorismo e mais.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

O município também vive o caminho do dinheiro através do orçamento municipal que financia o ano em curso. Existe uma grade de realizações materiais baseadas no valor disponível dos recursos do município e no valor subjetivo virtual idealizado pelos projetos e programas legalizados por decreto municipal. Dimensões unidas em paralelo numa rota de encontro ao valor oficial do orçamento do município que se baseia nos recolhimentos de impostos diretos e nas participações no recolhimento de impostos do estado e da União. Um caixa simbólico para a cidade Divinópolis em área urbana e rural. Um montante dado ao administrador público gerenciar o fluxo desses pagamentos de projetos e programas aprovados por lei. Dinheiro.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Divinopolitanos, há pelo menos mais de 20 anos eu apresentei para o Banco do Brasil uma tecnologia nova para a época. Foi lá no auditório do Colégio das Irmãs ao lado do Santuário. A tecnologia vinda do behaviorismo cientificava que quando mais de uma mente ou cérebro humanos se reuniam tendo o mesmo objetivo adotado por elas era formada uma mente superior, as duas ou mais mentes ou cérebros unidos de seus participantes ficavam igualmente inteligentes individualmente. Mais do que eram pessoalmente, mais inteligentes do que qualquer outro participante desse objetivo comum e igualmente superior como qualquer outro participante da criação dessa mente superior. À essa mente superior deram o nome de Master Mind.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Os cidadãos expostos às pressões da dominação sofrem os efeitos dos sistemas que fragmentam, isolam e universalizam perdendo-se em perdas de suas mais valias tanto no material, quanto no conhecimento do conceito, sub faturando mentes e cérebros, tanto na oferta de serviços de saúde pública de baixa qualidade, quanto abrigando máfias e milícias impedidoras de acessos e do entendimento da realidade de nossas vidas. Ele, cidadão ou, ela, cidadã seguem rumo inverso ao Master Mind coletivo da cidade, onde o indivíduo fica com sua mente inferiorizada por justamente estar inserido na mente superior do município dominado pelos sistemas em questão. O indivíduo ignorante aos fatos é isolado e enfraquecido pelo Estado.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Um dos temas mais interessantes que eu aprofundei no meu curso de Psicologia em Divinópolis foi o entendimento do paralelismo mental humano. O cérebro humano dissecado por nós alunos e alunas era estudado com a ciência de seus dois hemisférios cerebrais. Funcionando em paralelo. Cada um trabalhando em benefício do corpo e suas expressões em sentido contrário. Por uma via a mente objetiva, por outra a mente reflexiva. Em um rumo do todo para o ponto e em outro do ponto para o todo. No meio o entendimento humano. Ora, se os códigos subjetivos são apreendidos pelo cérebro ou mente em via dupla de sentido, os códigos e leis que produzimos para nosso rumo social são de igual conceito. Pelo menos em igualdade.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Então, pense com ótica exata. Como se do todo para o ponto e de volta para o entendimento de todos como se pretende nesse texto. Uma pessoa integrada é harmônica em seus dois hemisférios mentais. Suas duas metades valem uma unidade inteira. Chamaremos de cidadão ou cidadã ou de x (xis) como numa equação matemática. X associado a outro x gera em somatório 2x e em progressão x vezes x ou x2 (xis ao quadrado). Ora, a inteligência da relação é clara: crescimento em progressão. Entretanto, quando a estupidez conduz associações humanas inclusive, temos a seguinte equação: 1/2x vezes 1/2x se em progressão e 1x em somatório. Note que a inteligência do somatório das mentes diminui, pois 1/2x ao quadrado é igual a 1/4x.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Entende-se, então, que mentes estúpidas mesmo associadas em grandes corporações, congressos, parlamentos e produzindo através de suas marcas e projetos e programas Master Minds poderosos sobre nós, ainda assim, serão mais estúpidos do que a inteligência de seus próprios criadores.

Governo Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Divinopolitanos! O município de Divinópolis é um espaço municipal da República Federativa do Brasil e, assim como, o cidadão comum pode denunciar um crime e até dar voz de prisão ao criminoso em nome da lei; o povo divinopolitano do município brasileiro Divinópolis pode alterar os rumos do país cultural, econômica e politicamente como se estivesse em qualquer município brasileiro incluindo Belo Horizonte e São Paulo ou até Brasília. Se o município reconhece que fala Língua Brasileira ao invés de Língua Portuguesa e constitui isso em lei municipal altera o paradigma nacional e pode a própria Constituição Federal ser-lhe cúmplice. Somos brasileiros e poderosos, pois podemos mudar o Brasil usando própria língua.

Língua Brasileira ou Língua Portuguesa 0,00 0,00

Especificações

Eu morei em Pernambuco e conheci a realidade de cortadores de cana que ganhavam R$ 10,00 por semana com família incluida no corte. Os Estados Unidos liberaram o uso recreativo da maconha e fatura por ano em impostos o triplo do orçamento de Divinópolis só com venda de maconha. Maconha que deveria ser vendida por nós e agora no futuro obrigados a liberar cortaremos para eles, ao invés de cana, maconha. P.O.D.E.C.R.E.

P.O.D.E.C.R.E. 0,00 0,00

Especificações

Divinópolis! Quando o mestre da política disse: Deixe assim por enquanto aceitou a mentira ao protelar a justiça? Quando o mestre da verdade disse: Quem tem olhos que veja e/ou quem tem ouvidos que ouça ele talvez tenha sido discriminador? A justiça de Salomão estava com a verdade ou a verdade estava na morte injusta do amigo Lázaro? Povo divinopolitano, não existe culpa no povo não porque desconhece a lei ou porque é inocente diante da lei, mas porque está adoecido para reconhecer a culpa na desistência, diante da lei, de manter o caminho da verdade. Lembrem-se que a verdade pode ser modificada, editada ou substituída por uma mentira, entretanto ainda assim estará lá. Então, quem matou Lázaro?

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Se Cleber Alcasar foi morto dentro de Divinópolis por desejar seguir a lei e expulsar do próprio partido o vilão, que mantém-se lá, quem é o cidadão brasileiro Cleber Alcasar que perambulou pelo Rio de Janeiro por um ano e outro de volta em São Paulo, buscando justiça? Se quiser saber, acompanhe este relato da verdade de um brasileiro comum que simplesmente desejou honrar o mestre desafiando sua ordem inicial: Deixe assim, por enquanto. Quem tiver olhos verdadeiros que veja e quem tiver ouvidos limpos que entenda. Por enquanto ou enquanto o noivo está disponível para o casamento. Morto ou Vivo, Cleber Alcasar ainda caminha com a verdade a sustentar seus passos.

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Se o cidadão Cleber Alcasar perambula fora de Divinópolis, quem foi morto dentro de Divinópolis foi o amante de Divinópolis, quando assumiu a Presidência do Partido Socialismo e Liberdade na intenção de, ao candidatar-se à Câmara de Vereadores, apresentar o motivo do casamento entre sua missão pública e a necessidade real do povo divinopolitano desistido pelo poder superior dos parlamentos inacessíveis, apresentando Projetos reais como: Cinturão da Reforma Urbana, Saúde Divina, O Rio Limpo, Passeio Livre e o Programa Orientador da Delegacia Especial de Crimes Relacionados à Entorpecentes (P.O.D.E.C.R.E), além de Lei Limpa, dentre outros, incluídos recentemente, ID Nacional, Meu Mil, Câmaras de Jurisprudência.

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Se o amor desse cidadão brasileiro morre na terra do divino espírito santo, o amor brasileiro morre um pouquinho também. E, nesse caso, quem deve cobrar essa morte?! O mestre maior disse: do guarda para o juiz, mas qual juiz?!! O juiz de Minas Gerais, onde o ex-presidente do PSOL Divinópolis Cleber Alcasar foi agredido, sua casa e sede do partido local pilhados e mandado para a cadeia como dito traficante de drogas e estuprador de animais. O juiz do Rio de Janeiro para onde o ex-candidato a Vereador foi depois de ameaças de morte em Divinópolis ou o juiz de São Paulo, onde o cidadão Cleber Alcasar está atualmente e é nascido?

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Ouça as gravações, no domingo 03 de julho, da plenária oficial de constituição da Comissão Municipal Provisória do Partido Socialismo e Liberdade PSOL Divinópolis para a chapa na eleição de Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores conduzida por Cleber Alcasar, o qual foi nomeado Secretário de Comunicação, cargo esse que foi depois substituído, durante a eleição, para Presidente do Partido, por conta da expulsão do presidente anterior devido aos processos de impedimento e sua conduta imprópria. Expulsão essa que foi aceita e registrada pelo juiz do TRE local. Mesmo expulso da presidência do partido, continuou como candidato à Prefeito, mesmo inelegível com o aceite do Diretório Estadual e de sua Certidão Provisória.

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Ouça agora a reunião anterior no dia 30 de junho de 2.016 quinta-feira com a presença do interventor estadual do PSOL Belo Horizonte (Jackson David) e a resistência do candidato escolhido por ele mesmo, apresentando documentos oficiais de elegibilidade e entenda o jogo de forças que prende fortes sobre fracos, onde a própria estrutura partidária e judicial impede decisões legítimas. Afinal, a balança da justiça pende para todos os lados, para dois lados ou para lados opositivos?

Depoimento Público de Cleber Alcasar

ex-Presidente do PSOL Divinópolis foi morto? 0,00 0,00

Especificações

Podemos avançar no conceito que quebra o paradigma de bordas múltiplas ao crime de tráfico de drogas. O que temos em questão é, mais do que criminalizar os compradores e vendedores das drogas procuradas pelos dependentes químicos; é descriminalizar as substâncias comercializadas e assumirmos publicamente que essas substâncias são substâncias químicas produzidas por laboratórios ilegais no exterior, na maioria dos casos, e torná-las medicamentos produzidos pela sociedade com fiscalização de qualidade do Governo Federal em condições de fornecimento dentro dos mesmos moldes que são os ansiolíticos, antidepressivos, inibidores de apetite consumidos pela sociedade brasileira de todas as classes em modo tarja preta.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

Projeto de aplicação rápida para a desistência do tráfico de drogas dentro do país em nome da soberania nacional. Inclui laudo pericial de dependência química e atestado pessoal de risco de morte. O usuário é identificado e recebe uma credencial para consumo em local orientado ou em ambiente sob tutela do Ministério da Saúde ou em ambiente privado indicado. Para termos uma idéia preliminar sobre a abrangência sociopolítica do projeto, faz-se necessária uma abordagem sistematizada do caráter psicológico, sóciocultural e político econômico, onde nos três está inserido o indivíduo brasileiro(a) e sua família. Veja a seguir os três pontos descritivos dessa abordagem para a reflexão final desse projeto nacional.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

No caráter psicológico, o programa Tarja Preta entende usuário de substância química como indivíduo que, quimicamente, altera sua condição natural de existência e ao alterar sua consciência em relação à realidade presente apresenta interpretação pessoal do ambiente individual e coletivo que o circunda. Assim sendo, passa a ser objeto de tratamento de saúde para o retorno à sua condição natural de ser individual, social e humano, biologicamente, diagnosticado como usuário eventual, dependente químico ou psiquicamente incapaz de gerir sua vida em ambiente produtivo junto aos organismos de interação social. Quando essa alteração é produzida por substância química sintetizada exige laudo médico de ciência de saúde.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

No caráter sociocultural, o Tarja Preta entende que o consumo de drogas ilícitas, assim consideradas, em ambiente de mercado ilegal amalgamou-se ao conceito econômico padrão da demanda em orientação à oferta. Esta última habitada em locais de desistência, desintegração e incriminação social pelo Estado brasileiro, onde seus habitantes ao invés de optarem pela proteção da lei vigente decidiram-se pela proteção dos comerciantes considerados ilegais durante curso longo em décadas de relação desigual, tendo nas comunidades empobrecidas, nos bairros de infraestrutura indisciplinada dos grandes centros urbanos ou nas localidades em relevo suburbano seu foco de distribuição para um mercado de todas as classes sociais.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

No tocante ao caráter político econômico temos uma variante larga, onde o Tarja Preta dá vazão à dois conceitos primeiros, desaguando em uma muralha paradigmática facilmente removível como orientação firme na direção da soberania nacional e na responsabilidade máxima da autoridade brasileira representada pelo Governo Federal, na cooperação dos governos estaduais e municipais, na inclusão das polícias sob tutela da Polícia Federal e do Ministério da Saúde. O primeiro conceito gravita no fechamento de nossas fronteiras pela proteção da família brasileira para sua retirada imediata do ambiente de criminalização pelo consumo. Destruindo desta feita a ponta do tráfico que junta consumidores vítimas à traficantes.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

Para entendermos melhor o conceito, tenhamos em mente que um indivíduo ao cometer crime torna-se criminoso, independente de ser identificado ou reconhecido como tal. Como exemplo o homicídio que mesmo sem denúncia o criminoso existe e será perseguido pelo espírito da justiça e pela ação policial de inteligência constante e permanente até o aprisionamento consequente do criminoso. Levando o caso para o ambiente filosófico doutrinário religioso, lembro-me de um sacerdote dando-me um aviso junto ao meu perdão por ter assumido em confissão de pecado pessoal um crime contra Deus, disse ele: Meu filho, eu te perdôo, pois tenho a autoridade de sacerdote dada para isso, mas as consequências desse pecado nem Deus tira.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

Isso significa que ao fumarmos um simples cigarro de maconha na praia comprado numa boca de fumo ilegal ou consumirmos um papelote de cocaína nos bastidores de uma peça teatral antes de apresentarmos nossa personagem ao público ou nosso show de rock and roll no clube universitário ou, ainda compartilharmos esse mesmo hábito de forma passiva junto aos amigos e/ou colegas numa noitada em uma casa noturna, onde um deles se prestou a trazer a substância sem riscos e sem identificações, ainda assim a verdade da cumplicidade, da coautoria, da formação de quadrilha, do aliciamento para o crime, além do próprio tráfico compartilhado será cobrado entre todos como crime unificador da ação cometida.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

Se o Estado entender que o dependente químico depende da substância que consome por estar intoxicado por ela pela via do tráfico enrustido, exatamente, para fugir dessa situação de aprisionamento criminoso pela ausência do Estado em fornecer-lhe a substância procurada pela via limpa do Ministério da Saúde como terapêutica de reposicionamento natural ao seu estado de consciência original em alinhamento de desintoxicação progressiva, entenderá a necessidade primeira de devolver ao dependente a via de fornecimento por via de saúde pública.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

É fácil entender a ação dos vitimados pela doença psíquica da ansiedade na busca dos ansiolíticos, entender a ação dos deprimidos na busca dos antidepressivos e inibidores de apetite, por exemplo, pois esses são tratados pelo Estado com a autorização legal e médica para consumir os medicamentos contentores das substâncias que os vitimados brasileiros das ditas doenças precisam. Se entende o Estado em fornecer os medicamentos em modo Tarja Preta pela autoridade do médico para substância de cunho psíquico e poder intoxicante e/ou com riscos tanto de dependência por uso prolongado e/ou risco de morte pelo uso superior ao indicado, entendemos, então, juntos que o não tráfico para outras substâncias têm igual valor.

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

O direito à vida humana passa pelo direito à sanidade mental. É dever do Estado dar condições para a sanidade do indivíduo pela necessidade real de tratamento do seu adoecimento em particular. Visto doenças raras, e síndromes agregadoras de personalismos viscerais. Dar ao usuário de qualquer substância a substância em dependência química é consciência primeira de sua intoxicação na busca da desintoxicação, principalmente nos casos de longo período de uso diagnosticado. Embolia para os mergulhadores pode dar lastro de entendimento ao assunto.

+ mais

Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil 0,00 0,00

Especificações

Quando entendemos a substância Cocaína como um medicamento usado ao longo do tempo de forma ilícita e criminosa no adoecimento do povo brasileiro pela desistência do Estado Brasileiro em assumir o crime institucional de permití-la por detrás das decisões constitucionais, incluindo a Constituinte de 1.988, atualmente em vigor, entendemos que este adoecimento incluiu parlamentares, juízes, delegados e suas famílias. além de comerciantes, bancários, artistas, jornalistas e suas famílias, incluindo moradores de comunidades e os próprios traficantes que, vendo a verdade da desistência do Estado e negação das classes consumidoras da substância encontrou a verdade da lei econômica que diz: Onde demanda existe oferta.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Com o advento da globalização e da liberdade de busca da informação por conta própria, a nova geração descobriu como ligar eventos de desmistificação e as máscaras sociais, incluindo a necessidade de encarar o adoecimento pelo consumo da Cocaína pelas classes dominantes, desnudaram a necessidade de incluir a inclusão da Cocaína no rol de medicamentos usados pelo povo brasileiro de forma revelada e em lei para a proteção nacional da sanidade mental do país.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Em relação à Canabis Sativa ou Maconha urge o entendimento de tratar-se de uma planta cultivável em solo fértil e regada pelos mesmos agentes garantidores da fotossíntese e inclusa no reino vegetal. Se estudos bioneurológicos humanos indicam presença neural de molécula canabinol no ser humano infere-se de antemão ligação psicofísica entre o vegetal em questão e a natureza humana. Só aí já temos a urgência de preservarmos tanto pureza, quanto manutenção das características originais dessa planta para que a ligação entre reino vegetal e reino animal se faça saudavelmente original. Excluindo-se aí as manipulações transgênicas inibidoras de cheiros, colorações e/ou características primordiais.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Manipulações com o uso e abuso de produtos químicos incluindo até formol, gasolina e outras substâncias químicas para enrustimento do comércio ilegal ante à lei imposta com danos irreversíveis ao organismo do consumidor e/ou dependente dos agentes psicoativos da planta natural. Ao negar acesso à planta limpa e sendo ineficaz no combate ao tráfico da planta deformada, o Estado torna-se cúmplice do adoecimento das classes sociais variadas ao longo do tempo e em reformular-se em lei. No caso do Brasil que é parceiro cultural e econômico dos Estados Unidos e da Europa amplifica-se a ilegalidade de sua atitude ao despermitir a mesma atitude praticada pelo Governo Americano.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Além de famílias cunhadas pela discriminação social, pela colaboração em ambiente de conflito sob a tutela do tráfico, do crime organizado, desorganizando a sociedade brasileira ao longo do tempo, ainda hoje negado pelas autoridades constituídas, assim como é negado diante da inteligência nacional o crime de aliciamento para o crime ao se divulgar, de forma institucionalizada, o mercado negro e ilegal do comércio de moeda estrangeira, por emissoras de televisão e jornais, todos os dias, como é a cotação do dólar no paralelo.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Atitude ao não somente liberar em pelo menos quatro estados há mais de quatro anos o comércio legal para a sociedade americana como a produção de bilhões em impostos e a formação de um mercado poderoso dentro da economia das américas, enquanto o Governo Brasileiro ainda manda para as cadeias públicas brasileiros(as) por porte ou consumo do mesmo ítem ao custo individual para a Lei de Execução Penal entre 3 a 5 mil reais saindo dos cofres públicos e com a deformação social da família brasileira tornada criminosa por uso de produto já livre na América do Norte e em países da Europa. Ainda mais, manifestando medidas legais diferentes para o mesmo ítem de mercado com parceiro econômico dentro do regime capitalista.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Regime este ao qual somos constitucionalmente defensores. Ou somos negligentes ao monopólio imposto sobre nós ou somos negadores do ambiente consumidor legal ao mercado criado para o ajustamento da economia americana no solo de todas as Américas. Plantando assim, de forma limpa e natural a liberdade de todos os indivíduos. Entretanto, medidas concretas são necessárias A primeira é a garantia da produção própria, tanto da planta cannabis sativa original, quanto da planta epadu para a produção do medicamento conhecido como cocaína, que ainda em sua produção agrega acetona e éter. Tendo as safras garantidas em solo nacional para os dois ítens tem-se, além do mercado produtivo, a proteção da soberania nacional.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Minha canção
Versão para Your Song (Elton John)
És tão linda que acende meus sentimentos, mas eu não sou alguém que esconde a frente ou atrás. Não tenho muito dinheiro, mas posso lhe dar uma casa, nossos filhos e a lareira pra esquentar. E ser escultor só pra te tocar e como homem te dar prazer até você não mais aguentar. Eu sei que isso não é muito, mas é o melhor que eu sou. Meu presente é esta canção e ela pra você eu dou. Pode contar pra todo mundo: é a minha canção! É feita com palavras simples, com emoção. Sem esperar mais, sem esperar mais, só palavras com emoção. Quão lindo é este mundo com você nessa canção.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Minha canção
Versão para Your Song (Elton John)
Eu sentei no topo, os deuses joguei fora, só porque os versos meus sem você foram embora, mas o Sol vem e nunca cai, me deu esta canção. Ela é feita pra você que vem e vai no meu coração. Então perdoa se eu esquecer aquilo que sou. Você vê eu esqueço até se o céu é verde ou é azul. Assim mesmo devemos ir, pois o que importa para mim é que você é a pessoa mais linda que eu já vi. Pode contar pra todo mundo: É a minha canção. É feita com palavras simples, com emoção. Sem esperar mais, sem esperar mais, só palavras com emoção. Quão lindo é este mundo com você nesta canção. Quão linda é esta vida com você no meu coração.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Desta forma, podemos ter o fechamento das fronteiras brasileiras para o tráfico internacional desses ítens a serem produzidos legalmente, comercializados e consumidos, do jeito brasileiro e dentro das necessidades do povo brasileiro, indo além das ideologias internacionais de universalização de mercados e modelos, podendo até tornar-se referência para outros países parceiros coirmãos. Além dessa medida agrícola é urgente o reconhecimento econômico social para as regiões e comunidades defensoras desses mercados em modelo ilegal durante as décadas passadas em resposta ao consumo que as originou, angariando ao longo do tempo o confronto direto entre policiais mortos em ação e crianças mortas por balas perdidas.

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Se a riqueza nacional depende de juristas com sanidade mental, a riqueza da terra prova a multiplicação dessa sanidade pelo movimento natural da semente para a planta em direção ao Sol. Entretanto, para olharmos nessa direção precisamos olhos verdadeiramente protegidos ou cegueira é o resultado. Pensemos.


Tarja Preta e o fim do tráfico de drogas no Brasil

Cocaína, Maconha e o Dólar no Paralelo 0,00 0,00

Especificações

Entende o Movimento de Valorização Humana (vide plataforma) que, independentemente, além da posição sociocultural, étnica ou de empregabilidade do cidadão ou da cidadã sobre o solo nacional, assim definido pela Constituição Brasileira, para a manutenção da vida do ser humano em questão é necessário o alimento, tendo ele ou não recursos para adquiri-lo. Assim sendo, ao negar esse princípio vital, o Estado nega a cidadania de uma forma visceral, além de praticar crime à integridade humana, a saber: primeiro negando o acesso ao alimento por falta de recursos para adquiri-lo nega a vida daquele ser, ao negar a vida comete o crime de tortura para a desintegração física do corpo humano e sua consequente morte.

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

Ao realizar o desfecho da tortura sobre o ser negado em vida, adquiri o novo crime de homicídio e, então, dois crimes acumulados contra o Estado pela desistência, tanto de preservar a vida do cidadão e da cidadã sem recursos materiais para a manutenção da vida por conta própria, desiste também de modificar a lei constitucional para desfazer a desistência. Em segundo, gera um crime em curso de ação caracterizado como aliciamento para o crime ao obrigar o cidadão ou a cidadã em questão a criar modos ilegais e contraventores para adquirir o recurso à suas expensas, como o comércio ambulante ilegal, o constrangimento psicológico sobre outros cidadãos para fornecer o recurso monetário pela mendicância e/ou tráfico.

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, ao pensarmos na manifestação desse direito pensamos nos custos dos sistemas de auxílio social com prédios caros, aparelhos complexos com monitores e panelões de comida e distribuição programada em horários e burocracias e mais e mais e tudo isso transformado em custos solicitados por vereadores, deputados e até empresas parceiras com escritórios de consultoria, propaganda e mais e mais e os recursos para a compra real do alimento se perde em contas públicas, tornando os sistemas passíveis de críticas da sociedade que é ao final quem paga todas as contas e acaba tendo que continuar com o problema social na convivência da cidadania indo até Deus, através das igrejas em solicitações eternas de doações.

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

Estamos vivendo uma fase de transição tecnológica e é normal confundirmos procedimentos ou reconhecermos as ferramentas de facilitações sistêmicas na prática simples das relações humanas cotidianas. Ao unirmos sistemas, marcas, processos e tecnologia encontramos, finalmente, o motivo do alinhamento de todas essas ferramentas:

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

Servir aos seres humanos em suas relações com os meios vitais, sociais, produtivos sobre os quais encontramos os benefícios em direitos e as direções em deveres por onde caminhamos na escritura definida em lei pela Constituição Federal produzida pela nossa sociedade brasileira e sempre reformulada para o nosso bem.

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

O Programa Prato Feito entende ser melhor desistir dos intermediários variados, não identificados e, por vezes, caros para levar de forma incerta a comida até a boca do assistido, em benefício do alinhamento coerente da tecnologia disponível para de forma simples e barata levar o recurso até o cidadão em situação de emergência de forma direta para que ele próprio adquira o alimento por sua própria necessidade alimentar diária. O direito de adquirir no próprio mercado distribuidor dos alimentos em restaurantes comerciais o prato de refeição para o almoço e o jantar. Duas refeições diárias a serem resgatadas em nome de seu Cadastro de Pessoa Física CPF no limite diário estabelecido acima.

Prato Feito Programa Social 0,00 0,00

Especificações

Para tanto, o cadastro no CPF é acesso e o sistema ofertado administrado pelo programa numa conta pública única, dando atráves da própria Receita Federal a fiscalização direita ao permitir para cada CPF inscrito o acesso ao valor de duas refeições diárias em nome desse cadastrado em máquina de débito ou saque em caixa eletrônico em parceria com a rede bancária. O cartão Prato Feito seria emitido para o CPF cadastrado e teria o crédito diário dos valores referenciais para o consumo diário de duas refeições em reajuste conforme o mercado de distribuição define incluindo a política dos vales refeições das empresas e corporações vigentes. Com o crédito o cidadão consume ao seu gosto e tempo a refeição requerida.

Prato Feito Programa Social 50,00 50,00

Especificações

Agora, no meu caso: Cleber Alcasar e as ditas denúncias, já que o juiz é o juiz da 3ª vara criminal de Divinópolis faço eu o meu próprio depoimento público para que o público não necessite de ir ao tribunal da vara em questão para lá saber sobre a morte do inquirido, que mesmo sem culpa, foi jogado dentro de um presídio público, junto a criminosos confessos por três meses e 10 dias sem direito de comunicação ou visitas e, depois de ser humilhado, agredido e submetido a convivência com psicóticos, esquizofrênicos clássicos e neuróticos de todo o tipo definhou como um doente de leucemia e transfigurado tornou-se um número dentro do sistema prisional, até a morte.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Cleber Alcasar e corpo vazio de uma alma penada pelo espírito fragmentado se fez livre, por conta própria, fugindo do inferno do confinamento, através do pedido de soltura via habeas corpus feito de próprio punho em papel comum em duas páginas, expressando o que era e porque nunca lá deveria estar. Livre perambula vazio de justiça e, por esse motivo, agora é juiz de si mesmo. Acompanhe a lógica, as reais provas, as irreais motivações e a verdade jurídica que tornou o caso um modelo para a jurisprudência na cura da rachadura legal por conta das leis opositivas e o modus operandi de criminosos oportunistas que se apoderam da sanidade jurídica pública por conta da inversão de valores provocada por essa rachadura.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Primeiro morte simbólica no esvaziamento da alma e a fragmentação do espírito. Segundo, a morte real física na entrega do corpo último ligador com a realidade humana e, por período longo no tempo, desistiu da vida. Enquanto isso, três meses antes, terceiro dia de confinamento de Cleber Alcasar no pavilhão 2, o preso Lázaro é morto em confronto por espaço dentro do pavilhão 1. Ser humano que talvez ninguém nunca saiba que existiu ou chore por sua morte, assim como Cleber Alcasar não chorou três meses depois pela própria morte. Enquanto a morte do preso Lázaro se confirmou em alguma cova num cemitério local, a ressurreição de Cleber Alcasar só pode hoje nos ser explicada pelo fenômeno científico da Catalepsia.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Além do reconhecimento de sua existência, afetando tanto mentes superiores e lúcidas das classes dominantes, quanto as mentes comuns, frágeis e singelas do povo brasileiro como família nacional a proteger-se de devoradores da mente social coletiva na nação brasileira legalmente identificada na Constituição Federal e as consequências futuras sobre a defesa nacional pelo enfraquecimento fortalecido pelos oportunistas ideológicos em frequências de expressão de ataque constante, paulatino e em intervalos de enrustimento de sua presença ao longo do tempo com o apoio e colaboração de mentes jovens e/ou disponíveis tomadas de assalto por mecanismos ideológicos introjetados de poder subliminar falso.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Se o cidadão brasileiro paulistano, radialista, cantor, músico, ator, bacharelando em economia e psicologia, político, ex-candidato a vereador, ex-presidente do Partido Socialismo e Liberdade no município de Divinópolis em Minas Gerais e ex-preso conseguirá de volta sua vida, seus bens e sua família e sua dignidade de cidadão diante da sociedade brasileira, não sabemos. Entretanto, acompanhando esse relato/depoimento será possível a qualquer cidadão ou cidadã brasileiros identificar os crimes que estão se desembolando na vida de cada um para desfecho futuro.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

O Mestre disse: Limpa e vigia, não sabemos quando o ladrão pode chegar! Previna-se, pois o Mestre disse, de qualquer maneira, o ladrão vem! Acautele-se! Ao final da matéria a única coisa que importa é a liberdade ou será o livre arbítrio dito pelo mesmo, pois livres, mesmo em confinamento, estamos em liberdade. A mente livre de pensamentos mecânicos poderosos ou não a nos conduzir comportamentos mecanizados. Livre para raciocinar por si mesmo, como juiz de si mesmo. A flexibilidade de voltar atrás ou ir adiante assumindo os erros e a vergonha de tê-los cometido, a própria vida por sua própria culpa, pois o ladrão, também, será no fim dos tempos um anjo justiceiro a cobrar a separação do joio e do trigo.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

E então alma única, o que fez com a minha liberdade que dei-lhe para você vivê-la em seu próprio nome e em seu único corpo humano como se eu fosse? Minha face única, pequena e imperceptível a lutar por mim de forma individual, além de inimigos, amigos, sócios, parentes, chefes, parceiros, colegas de trabalho e até mãe, pai ou filhos? Como poderá se esconder ou sumir sem a minha marca na sua testa? A marca da verdade única de cada indivíduo único como a única fagulha a clarear minha face que cada ser humano traz quando nasce e entrega quando morre. Quero-a de volta ou não viverá nem agora nem marcado para outra vida. Nada mais, nem deus contra o diabo, nem o bem contra o mal, apenas você contra você mesmo.

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Como poderá fugir dessa verdade? Vejamos, então, como os mecanismos de dominação, fuga, auto perpetuação, ataque criminoso, usando os meios de comunicação disponíveis para sua ação hoje tentam! Acompanhe no raciocínio das provas apresentadas nesse depoimento sobre a denúncia feita contra Cleber Alcasar, conduzindo-o à mortal prisão.

Redário Programa de Hospedagem Pública

Depoimento Público de Cleber Alcasar

Depoimento-Parte-8 0,00 0,00

Especificações

Depoimento Público
Meu nome é Cleber Alcasar, sem entrar em juízo de valor quanto ao modo como fui conduzido ao confinamento, inicio meu relato sobre os artigos sobre os quais fui considerado criminoso. O artigo 31 e o artigo 33. No artigo 31 que deveria ser o artigo 32 da Lei de crimes ambientais incriminaram-me de maus tratos e prática de abuso sexual chamada zoofilia dos meus cães. Uma matilha de 18 animais criados por mim por 8 anos, sendo o que aparece na foto o macho reprodutor. No artigo 33 do Código Penal incriminaram-me de porte e tráfico de drogas de uma substância encontrada pela polícia na casa, contendo 4,8 gramas de substância química tratada no laudo técnico da promotoria como Crack.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

A casa que aparece na foto ao lado, até o dia que fui retirado pela polícia de dentro dela, conduzido para a delegacia e de lá para a prisão era minha residência, sede da minha empresa Micro Empreendedor Individual MEI Sistema Mãe com CNPJ e Alvará de funcionamento registrado na Prefeitura do Município e sede do Partido Socialismo e Liberdade PSOL Divinópolis por, na época, ser o presidente da comissão provisória municipal e ex-candidato a vereador na campanha de 2.016 e no barracão ao fundo mantinha um pet de criação própria enquadrado na lei orgânica municipal em relação à quantidade de espécimes e fiscalizado pela polícia militar. Vivi nessa casa por 8 anos e fui obrigado a abandoná-la por ameaças de morte.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Alê Versão para Lady (Lionel Richie)
Alê! Eu sou como armadura no teu sonho. Você me fez o que eu sou e eu sou seu só. Meu amor! Eu não sei quantos caminhos que eu te amo! Estou preso nos seus braços por amor. Você foi e me deixou um tolo assim. Estou tão perdido nesse amor e somos você e eu até o fim. Acredite em mim e no que eu sou. Alê! Por muitos anos eu pensei que não a veria. Você voltou na minha vida como um som.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Alê Versão para Lady (Lionel Richie)
Pra sempre quero acordar cada manhã com seu sorriso. Beijar seu corpo e sentir o gosto bom. Em meus olhos não vi outro amor assim. Tens no olhar o brilho que eu sou. E sei, oh sei, quero você perto de mim. Esperei você além do Sol. Alê! Você é o amor que eu quero pra mim e debaixo do meu corpo e onde seu corpo deve estar ali. Porque meu amor é santo e profano e eu te dou. Você é o amor da minha vida. Você minha além!

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Quem Alê? Versão para Kayleigh (Marilion)
Você se lembra? Nossos corações flutuando ao Sol. Você se lembra? Sob o luar, beijo roubado, que frisson. Você se lembra? As folhas de morango o que eram? Você se lembra? Pensavam que era confettis e não eram. Mais não sei. Tudo passou tão rápido. Hoje esqueci a cor da flor deste vaso quebrado. Desculpe, eu nunca poderia ter esquecido. Por quê você esqueceu? Quem Alê? Diz que o amor antigo morre, mas quem liga pra quem se arrepende do bem na justiça pretendida para aquele que já a tem. Quem Alê? Eu sou sempre só seu. Mas quem liga pra quem nunca existiu. Um amor escondido atrás do tempo ou um destino que não é pra ninguém!

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Quem Alê? Versão para Kayleigh (Marilion)
Você se lembra? No céu só tem estrelas a brilhar. Você se lembra? No chão só tem meus olhos pra te olhar. Você se lembra? Dançando sobre a neve nosso calor. Você se lembra? Por que aqui terminar o nosso amor? Mais não sei. Tudo passou tão rápido. Hoje esqueci a cor da flor desse vaso quebrado. Desculpe, eu nunca poderia ter esquecido. Por quê você esqueceu? Quem Alê? Quem tem amor que nunca morre? Mas quem liga pra quem os segredos consomem? Pra rir de alguém, tentando amá-la sem nunca poder ser seu homem. Quem Alê? Pode por fim a essa canção. Alê minha mais importante missão, talvez lembrar que eu sou o seu caminho certo ou não sua grande paixão!

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Eu, Cleber Alcasar, sou natural de São Paulo e para entenderem o que fazia em Divinópolis, morando nessa casa como presidente de um partido político ao lado de uma matilha de cães e sendo desenvolvedor de tecnologia com o micro empreendedor individual Sistema Mãe www.sistemamae.com.br, pianista, ator, cantor e parceiro de Maria de Lurdes Vieira Rosa é necessário darmos um salto no tempo e retroagirmos ao passado para de volta para o futuro entendermos porque tanto interesse em me mandarem para a cadeia, tomarem minha casa, meus cães, os acessos de senha à minha empresa, saquearem os documentos do partido e desejarem minha morte. Expulsando-me da cidade mesmo livre da prisão sob agressões e ameaças.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Sou filho de uma família de classe média alta com herança cultural de nobreza. Meu pai filho de imigrantes espanhóis descendentes de reis católicos vindos da raiz de Castela, tendo como sede o Castelo Alcazar. A palavra Alcazar é de origem árabe El Ceguer e significa Palácio Fortificado Árabe e pela invasão dos mouros foi dominado enriquecido de ouro e obras de arte durante anos e ao final abandonado e devolvido ao povo espanhól com todas as riquezas lá preservadas. Como sede de Castela envidou recursos pelas mãos de minha ascendente rainha Isabel de Alcazar para que Cristóvão Colombo construí-se as caravelas para o descobrimento da América e na esquadra de Cabral conta-se a presença do médico Rodrigo Alcazar.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Do casal Juan Alcazar Sanches (Andaluzia) e Mari Rami (Catalunha) nasceram no Brasil João, Fernando e José, meu pai. Minha mãe aos 16 anos era radioatriz da Rádio Nacional, tocava piano e estudava inglês, ao mesmo tempo que ainda acreditava que as gatas cuspiam os filhotes. Entretanto, nas gravações da Rádio Nacional, ao lado de estrelas como Renato Murce, Paulo Gracindo, dentre outros, interpretava falas de amantes com vozes sedutoras nos idos de 1958. José Alcazar encontra Gilma de Siqueira filha de Magnólia Lacerda (dona Bieza) e do galante Gastão Antunes de Siqueira, um soldado dançarino no Cassino da Urca a conduzir donzelas pelos bailes junto ao irmão o coronel do exército Brás Siqueira.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Como soldado Gastão em sua vida militar apresentou armas à Getúlio Vargas e foi parceiro de caserna com o então tenente João Batista Figueiredo ex-presidente do Brasil. O encontro do casal José e Gilma se deu quando José paraquedista acidentou-se e no hospital, ao lado do soldado César irmão de Gilma em visita, apaixonou-se. Ele dezoito, ela 16.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Aos 23, Gilma de Siqueira Alcasar, agora em São Paulo longe das frequências cariocas da Rádio Nacional tinha os filhos Claudio, Clóvis, Carlos e eu Cleber Alcasar como seu público cativo. José e Gilma fizeram sua vida ao lado da história brasileira passo a passo. Ele atuou na implantação da Volkswagen do Brasil no ABC com cargo de chefia, atuou na Ford e daí para frente como empresário no mercado de máquinas e bens de capital. Foi corredor de motonáutica e produtor de televisão na virada da televisão preto e branco para o padrão colorido na TV Gazeta canal 11 de São Paulo. Gilma cantora e jurada ao lado de José em concursos de beleza pela emissora, onde modelos femininas desfilavam de longo e maiô fechados.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Nesse ambiente José apoiou e colaborou no lançamento e carreira de grandes nomes da arte brasileira e das comunicações atuais, enquanto Gilma longe da interpretação televisiva lançava no futuro sua marca de beleza Gilma´s Modas, desfilando nas colunas sociais de Pernambuco. Ao lado, José dirigia a Diretoria de Motonáutica do Cabanga Iate Clube de Pernambuco no comando de seu segundo iate levando o nome da família Alcazar, o primeiro iate La Paloma fora usado pela atriz Sofia Loren em cenas de seus filmes e presenteado à família Alcazar pelo então amigo e hoje atual Comodoro do Iate Clube de Pernambuco João Regueira Filho

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Eu, Cleber Alcasar, já estudante de economia na Universidade Federal de Pernambuco namorava no Ceará a filha do Diretor do Banco do Nordeste do Brasil e em Pernambuco a filha do Deputado e Prefeito de Paulista. Uma cidade proporcionalmente semelhante a Guarulhos em São Paulo ou Duque de Caxias no Rio. A família mudou-se para Minas Gerais mudança provocada pelo diagnóstico de Câncer no seio de Gilma e consequente tratamento. Gilma e José em festas de bodas no Uruguai sob o pôr do Sol das 21 horas da noite dividiam a comemoração de suas bodas em lua de mel de 25 anos de casamento e as lágrimas pela perda iminente de um dos seios de Gilma numa mastectomia, apesar dos esforços em tratamentos.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Além de produzir videos institucionais numa linguagem televisiva antes da existência da internet no país. Com nome Studio A, o programa estudantil Teoria e Prática do nosso grupo de estudos psicológicos sociais produziu, inclusive o video A Prisão que resultou no fechamento da cadeia municipal um depósito humano como assim chamava o próprio diretor o delegado Lauro de Sousa Matos e com o material em video a pressão para verbas na construção do Presídio Floramar. E por ironia do destino cadeia na qual fui preso e confinado conforme esse depoimento trata em relato..

Depoimento Parte 2

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Sem a presença de minha mãe Gilma, a desintegração da família foi a consequência visível ao longo do tempo. Uma sucessão de eventos de desproteção foram me colocando para fora de meu eixo de harmonia pessoal e rompimento com a ex-noiva, uma ameaça de gravidez e aborto, um acordo forçado de demissão voluntária colocou-me para fora de minha carreira bancária. A mudança de cidade e desistência em assumir o não pagamento de comissões por trabalho realizado fora de minhas funções, além dos preconceitos gerados pela hostilização dos colegas remanescentes adoeceu-me em corpo e mente. Logo a formação como radialista se fez presente numa nova rota de vislumbre da realidade social ao lado de minha desproteção pessoal.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Mesmo como radialista formado numa das melhores escolas de radialismo do Brasil, frequentada por colegas como Denise Fraga, Willian Bonner e, o próprio dono, o radialista Cyro César e, mesmo eu agora, tendo o protocolo do controle das frequências assumi que para manter segura a responsabilidade de operar em ambiente de comunicação social e manter a integridade de meus ouvintes e do público em geral, suscetível de forma passiva a frequências sonoras audíveis e inaudíveis como são as frequências captadas por animais como cães e gatos conforme estudos científicos e que o ouvido humano não capta, a não ser de forma inconsciente.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Além de toda massa sonora que é produzida e justaposta em camadas frequenciais, vindas de todas as emissoras de rádio e televisão, radioamadores e da frequência do pensamento de outros cérebros humanos no nosso entorno e na atmosfera que nos cerca. Tendo o protocolo da ciência de que uma rádio ou televisão, mesmo não sintonizada, ainda assim esta lá a produzir frequências, assumi eu que precisava aumentar minhas competências, buscando formação técnica como ator, cantor e músico, além de radialista com registro profissional dado pelo Ministério do Trabalho e pelo Ministério da Educação e Cultura MEC diplomado pela escola em questão sob nº 015728, garantindo-me vaga de trabalho em emissoras de rádio e televisão.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Nesse caminho como ator frequentei a Escola de Teatro Macunaíma, Oficinas, Workshops, atuando em peças sob orientação de diretores famosos e de crédito junto ao público como Denis Carvalho, Jonas Bloch, Sebastião Apolônio e em palcos como Teatro Ruth Escobar, Sala Gil Vicente, Teatro Mars, Instituto Hebraico, Centro Cultural Vergueiro, audiência em peças da ECA na Universidade de São Paulo. Sob os protocolos adquiridos de ator em teatro e televisão, exames de banca junto ao SATED São Paulo levaram-me a uma convivência definitiva com a arte da interpretação como aluno da atriz Lígia de Paula ex-presidente do Sindicato de Atores e Técnicos em Espetáculos de Diversão de São Paulo, falecida em maio deste ano. (+)

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Nessa formação fui empurrado para o ambiente de dublagem trabalhando na Álamo, BKS, Clone, Centauro, além de estudos em outras empresas. Participei na TV Bandeirantes de gravações do programa Turma do Balão, no SBT na figuração do Tudo por Dinheiro, no Programa do Gugu como ator no personagem irmãos cara de pau e, finalmente, nas mãos do mesmo diretor de Angélica, Maurício Mattar, Toni Tornado e a inesquecível Tonia Carreiro tive o privilégio de ser aplaudido tanto no palco com dois personagens em modelo teatro de revista, quanto na tela do cinema do Museu de Imagem e do Som no lançamento do longa metragem onde nos créditos frontais do cartaz constava meu nome artístico, filmado pelo diretor Wilson Rodrigues.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Fui bem sucedido como ator em temporada diária por mais de dois meses no show anual denominado Noites do Terror, contracenando com o público e com artistas enviados entre eles Otaviano Costa e o Grupo de Pagode Cara Metade, tendo imagens de minha personagem veiculadas no Jornal Nacional da Rede Globo e no Programa Faustão, além de outras emissoras. Nessa época, longe do Banco do Brasil e morando independente da família, às expensas de minha carreira de ator desconhecido em hotéis, quartos alugados e ou improvisados redescobria São Paulo da Julio Prestes, São João, Rego Freitas e namorando garotas de vida duvidosa tentava formar um grupo de teatro dando carona para colegas depois do ensaio como um saltimbanco.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, a carreira política se me gritava na visão das injustiças sociais, nas plataformas governamentais aprisionantes e numa Constituição Federal moderna e, ao mesmo tempo, insuficientemente regulamentada e os políticos se alinharam diante de meu caminho em encontros casuais. Mário Covas num coquetel para atores em sua residência no Palácio dos Bandeirantes ao lado da esposa. Geraldo Alckmin e José Serra num encontro casual e cafezinho informal em uma padaria da Pedroso de Morais em Pinheiros. Enquanto isso tinha notícias que meu pai José Alcasar viúvo e já dono de um hotel a beira do mar ao lado de Porto de Galinhas se candidatava com o apoio nacional de Paulo Salim Maluf à câmara de vereadores local.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Eu, em São Paulo, sem noção da grandeza desses encontros em minha vida de jovem solteiro só pensava em brilhar como artista e entrei de corpo e alma na minha carreira de cantor, buscando conhecimento vocal como coralista tenor do Coral da Universidade de São Paulo e por lá permaneci por aproximadamente 10 anos. Entre o canto lírico, popular, monitor de coro, estudo de harmonia funcional, estudo de piano, técnica vocal, percepção musical, percussão corporal, além de paralelamente integrar a Universidade Tom Jobim, coros do SESC, Conservatório Souza Lima, disputando bolsa de estudos na Berklee de Boston sem sucesso e no aprendizado de saxofone na Escola de Ivan Meyer músico brasileiro internacional.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Participei de movimentos culturais com propostas inéditas e criação de sites para músicos e como desenvolvedor na internet que se instalava no país. Professor de música no Centro Budista Kadampa para monges e estudantes do Dharma, e contratado do Colégio Inaci na Saúde, dando aulas de música para crianças de 4 a 16 anos da pré escola ao ginásio. Entretanto, no Coralusp a conquista do brilho maior era a harmonia coletiva invisível entre público, cantores e maestro na cumplicidade divina e na abertura frequência espaço tempo, onde Deus, acima de nós, recebia o aplauso ao fim.

Depoimento Parte 3

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Muitos foram os aplausos. Memorial da América Latina, Parque do Ibirapuera, Museu de Arte de São Paulo, Vão do MASP, Hospital Santa Catarina, Anfiteatro Camargo Guarnieri, faculdades, shoppings, bairros de SP, Campinas, Santos, na rua, no Círculo Militar com a banda do exército, etc. etc. etc. Muitos aplausos e eu pequenino no meio disso tudo aprendi mais frequências, suas características, durações e o respeito de tê-las para usá-las nos corações de todos nós em ambiente profano ou em ambiente sagrado nas várias igrejas de São Paulo, incluindo a Catedral da Sé. Eu, apesar de um cantor desconhecido sentia-me um ganhador, enquanto isso meu pai perdia em Pernambuco a eleição para vereador obtendo apenas 11 votos.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Enquanto isso, eu em Pinheiros fazia os contatos em meio aos famosos. Na porta de minha casa o músico Charles (chorão) Brown numa noite sem destino. Na FNAC da Pedroso de Morais encontros pessoais com Roberto Frejat, Zélia Duncan, Zeca Baleiro, o Paulo Ricardo e os músicos do RPM como amigos desconhecidos que se reconhecem pela arte. E o mais prazeroso diálogo em inglês que travei foi com o músico B.B.King na noite de autógrafos de sua biografia. Nessa época acreditei ter sentimentos pela cantora Carmina Juarez, minha professora de técnica bel canto com Vaccai e expressão corporal, mas mesmo sob assédio e um pernoite em sua casa numa festa familiar frustrei-me e continuei meu caminho solista.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Então, o sinal da verdade aconteceu para mim. Sentado relaxado na frente do restaurante, onde disputava espaço para apresentações ao violão e voz ouvi em meu pensamento: Vá até ela ou se arrependerá pelo resto de sua vida! - ao ver uma mulher, passando do outro lado da rua a passos firmes e apressados. Sei o que digo e digo o que dou testemunho da verdade. Sou tímido e objetivo. Senti que ela era a minha mulher a me chamar. Quero dizer, era a mulher reconhecida por mim como minha mesmo sem saber quem era. Usava uma roupa casual jeans sem maquiagem. Aproximei-me e percebi ser atriz conhecida da televisão, o que me fez hesitar. Caminhei ao seu lado na mesma passada e disse apenas oi. Ela sorriu e respondeu oi.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

O caminho à nossa frente estreitou-se por conta dos arbustos e eu me posicionei atrás dela para dar-lhe passagem. Meu pensamento voltou a atormentar-me: Faça alguma coisa para chamar-lhe a atenção! E eu inocente me submeti à sua fama e poder, pedindo-lhe um humilde autógrafo. Percebi que ela seguia alguém e identifiquei por memória ser namorado, um músico conhecido na televisão por namorá-la. Paramos numa banca de jornal na esquina da Fradique Coutinho com Teodoro Sampaio, enquanto ela escrevia seu nome num pequeno pedacinho de papel, tive o desejo de fazer desaparecer seu acompanhante, dizendo apenas que ele era um privilegiado ao ter uma mulher como ela ao seu lado e contive-me como um bom ser civilizado.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Ele aproveitou para humilhar-me, dando-me também o seu autógrafo que foi recebido por mim com educação resignada. Nos despedimos educadamente e ela seguiu o caminho com seu acompanhante e eu segui minha vida de artista desconhecido, mas sinceramente nunca mais fui o mesmo. Um fracasso visceral tomou meu espírito. A alma infantil e alegre, exibindo um sorriso iluminado no meu rosto sem beleza, que me impulsionava para frente, enegreceu. Meus passos tornaram-se inseguros e insuficientes para sustentar qualquer destino de conquista e eu me senti fraco. Passei a me procurar em mim mesmo sem encontrar nada além de imagens de dúvidas em relação à imagem da minha verdadeira mulher e quem era ela, afinal de contas?

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

No entanto, como radialista Cleber Alcasar encontrei na virada do milênio motivos para continuar vivo e no evento Pão Music no Parque do Ibirapuera perguntava-me em entrevistas como repórter no evento por que pessoas famosas são tão diferentes das pessoas comuns, que as admiram e com crachá de imprensa entrevistei Gilberto Gil, Rita Lee, Roberto de Carvalho, Gal Costa, Maria Bethânia, Ney Matogrosso, Alaíde Costa, Eduardo Suplicy, Washington Olivetto, Preta Gil, Zé Renato do grupo Boca Livre, além dos internacionais Felipe Mukenga, Teresa Salgueiro do grupo Madredeus e a cantora Elba Ramalho numa exclusiva dentro de seu carro rumo ao aeroporto para pegar o vôo para o Rio.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Ainda tive o privilégio de entrevistar a cantora Daniela Mercury, assim como Zélia Duncan ao lado da inesquecível roqueira Cássia Eller. Todo esse material sonoro e exclusivo foi veiculado pela internet em um site criado por mim chamado Programa Terra Brasilis, dando origem mais tarde a uma ONG chamada TV Brasilis Online Brazilian Organization (TV Brasil está na linha em Organização Brasileira) em defesa da difusão das idéias e da preservação da memória da cultura do povo brasileiro no país, no planeta e no universo. Organização na qual sou presidente registrada no cartório de registro de associações civis em meados de 2.008 no estado do Rio de Janeiro. Com logomarca e nome de fantasia TV BOBO.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

O Fogo desse Amor
Versão para Wind of Change (Scorpions)
O fogo desse amor queima no meu corpo. Vivo no jardim do tempo. Nessa noite calma soldados sem alma sonham com sopro do vento. O mundo está sozinho sem você no ninho o sonho são iguais fantasmas. No sopro do seu ar ando sobre o mar. Vivo com você no tempo. Leve-me para dentro do seu corpo nessa noite clara, onde os filho do futuro pedem o fim. O fim dos tempos. Ando pela rua minha alma nua queima por você pra sempre. O fogo desse amor queima no meu corpo vivo no jardim do tempo.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

O Fogo desse Amor
Versão para Wind of Change (Scorpions)
O fogo desse amor no tempo nos faz ser um furacão sem dor que nos leva além da paz. Deixa esta canção dizer que minha guitarra quer você. Leve-me para dentro do seu corpo nessa noite clara, onde os filhos do futuro dizem sim pra você e pra mim. Leve-me para dentro do seu corpo nessa noite clara, onde os filhos do futuro pedem o fim. O fim dos tempos.

Meu amor pro meu amor.

Par Compatível e a Verdade Cultural

Meu amor pro meu amor.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini 0,00 0,00

Especificações

Parada no Rio e braços abertos do tio Jacyr escritor de causos no Jornal da AABB. Um funcionário do Banco do Brasil orgulhoso por ter 64 parentes incluindo eu no corpo funcional da empresa, ter à base de viagra uma vida sexual ativa, mesmo aos 80 com uma advogada de 34. Outro funcionário, seu irmão Paulo, o mais influente sobre a família Lacerda desde as mortes de meus bisavós Antônio e Henriqueta. Sobre Magnólia minha avó, o tio Paulo tinha o prestigio de ser um espiritualista moderno, dizia-se mesa branca, vibrando junto a espíritos e influenciando toda a família.

Depoimento Parte 4

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Na casa de meu tio Jacyr fui hospedado como filho e convidado a ficar e produzir seu livro de poemas e recordações como funcionário aposentado do Banco do Brasil, desde que interrompesse minha viagem de encontro com meu pai em Pernambuco. Moraria com ele e sua jovem esposa advogada e seria remunerado para tal fim. Nos dias que se seguiram refleti sobre minha responsabilidade junto ao meu pai e desculpando-me com meu tio segui viagem.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Todos os projetos e programas de Cleber Alcasar podem ser acessados em www.sistemamae.com.br, além de sua plataforma política pessoal. Cleber Alcasar é bacharelando em Economia e Psicologia, Radialista há 21 anos com registro profissional DRT 0015728/SP.

50000 Cleber Alcasar 0,00 0,00

Especificações

Uma das coisas importantes que eu entendi no confinamento injusto e assassino de minha liberdade foi a ausência de espaço, onde criminosos dos piores caminhos humanos urgiam em justiça própria por dignidade no cumprimento da lei de execução penal, dando espaço para os demônios interiores abrirem espaço de vida própria à custa da morte alheia. O espaço aberto na mente e negado no corpo. Corpo humano. Eu lá! Um ser humano morto em mente e corpo, mas vivo neste entendimento. Ao meu lado corpos humanos amontoados, dioturnamente, a estar ali a praticar a higiene do corpo, alimentar-se, dormir e respirar em sonho entre pesadelos partículas de oxigênio e liberdade e voltar ao pesadelo acordado na união dos dias.

Redário Programa de Hospedagem Pública 0,00 0,00

Especificações

Uns saindo já disciplinados em submissão, outros entrando sob o horror da paga imposta sobre seus crimes e todos juntos e cada um após o outro a solicitar espaço. Chegamos a ter 25 homens num espaço de 16 metros quadrados, incluído eu, o injustiçado. Como fui incriminado por crime hediondo comparado a estupro de crianças, meus próprios parceiros de confinamento não permitiam o meu convívio com o grupo e fui lançado para o alto sobre um cobertor e cordas feitas de restos de lençol a simular uma rede alçada para o teto da cela. Lá permanecia com riscos de ser agredido ou hostilizado tanto pelos detentos quanto pelos agentes disciplinadores nos corredores do pavilhão no caminho sagrado do banho de Sol.

Redário Programa de Hospedagem Pública 0,00 0,00

Especificações

Eu era chamado pelos meus antagonistas por Estuprador de Cães. Dentro dessa experiência e unindo minha mente de político e desenvolvedor de Sistemas de Tecnologia e com a cura pela verdade do tempo, onde o caráter na convivência modela o dito do feito, a verdade apareceu e meus companheiros de cela entenderam que eram vítimas do mesmo agressor. O mentiroso que denuncia seus próprios crimes usando gente de bem como espelho. Convencendo assim os presos do pavilhão e até os cães do presídio mudei meu apelido para comedor de cachorros referindo-nos ao caminho de justiça a ser perseguido na prisão verdadeira dos inocentes mentirosos como cachorros sociais e até políticos desistentes do poder público.

Redário Programa de Hospedagem Pública 0,00 0,00

Especificações

Nasceu ali, em corpo simbólico vivo, na plenária espontânea com a participação dos detentos da Cela 6 do Pavilhão 2 do Presídio Floramar o Programa Orientador da Delegacia Especial de Crimes Relacionados a Entorpecentes (PODECRE). Em consequência o Projeto ESPACO ou Equipe de Serviço Para Ambiente Coletivo Organizado e o Projeto Redário tratado neste tópico. Todo esse material foi manuscrito e entregue à direção do Presídio Floramar em Divinópolis Minas Gerais no intuito de ser absorvido pelo ambiente prisional e todo o Sistema Prisional do país. Entretanto, como projeto, o Redário pode ser utilizado pelo poder público em ambiente social ou comercial devido suas características universalizantes para hospedagem.

Redário Programa de Hospedagem Pública 0,00 0,00

Especificações

Na travessia do tempo e do espaço, eu Cleber Alcasar e a família Alcazar vinda de José Alcasar e Gilma de Siqueira Alcasar ao lado dos filhos Claudio Alcasar, Clóvis Alcasar e Carlos Alcazar viviam a perda de Gilma no ganho de espaço junto a Divinópolis tanto na área empresarial, quanto na ação política apoiando o Prefeito local Aristides Salgado e fornecendo máquinas e equipamentos de tecnologia em parcerias com empresários divinopolitanos, assim como adquirindo a parceria da jornalista Leonice de Freitas em casamernto com José meu pai e Flávia Amélia Xavier Ribeiro em noivado comigo. Durante os 9 anos que estive no Banco do Brasil na região centro oeste de Minas Gerais fui dela seu parceiro e cúmplice.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Eu já amadurecido buscava espaço de trabalho no Rio junto ao Banco do Brasil e depois de concurso público fui lotado em Minas Gerais na região centro oeste, enquanto meu pai José apoiava o Governador Newton Cardoso como político junto aos prefeitos locais e como assessor de negócios na implantação de uma usina de envasamento de leite em uma de suas fazendas na região, fornecendo máquinas e apoio tecnológico. Eu já trabalhando em Divinópolis sem minha mãe viva em corpo progredia no Banco do Brasil como instrutor de neurolinguística quando bacharelando em Psicologia no Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP na implantação da ISO 9000, o primeiro certificado de qualidade total brasileiro.

Depoimento-Parte-1 0,00 0,00

Especificações

Enquanto minha família fragmentada parte em São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco, eu fora do Banco do Brasil usei meus conhecimentos de Psicologia e com o apoio de um irmão agregado a uma empresa argentina consegui trabalho temporário como terapeuta numa das clinicas de terceira idade do grupo ao mesmo tempo que buscava apoio médico na Cassi e Previ do Banco do Brasil e apoio jurídico junto ao Sindicato dos Bancários no centro de São Paulo para um novo rumo de vida com o Auxílio Desemprego do governo. Sem acordo para receber as comissões de trabalhos não pagas pelo banco decidi sair de São Paulo rumo a Pernambuco para visitar meu pai. Comprei um carro Fiat 1000 e viajei pelo litoral brasileiro via linha verde.

Depoimento-Parte-3 0,00 0,00

Especificações

Meu Mil - Projeto Nacional de Pulverização Econômica
Sou bacharelando em Economia e Psicologia. Fui candidato a Vereador por um município em Minas Gerais, apesar de ser paulistano. Fui, também nesse município, presidente de um grande partido político, apesar desse partido político dedicar-se às minorias. Como radialista DRT 0015728/SP decidi propagar nesse ambiente de rede minhas propostas ante minhas experiências como estudante de Economia. Em especial, duas matérias, além de Administração Pública. As matérias de Macroeconomia e Microeconomia, ora contrastantes, ora complementares, a saber.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 1000,00 1000,00

Especificações

Todos entendemos o movimento das águas que caem do céu a irrigar o solo sobre o qual pisamos e, que sem o uso do guarda-chuvas todos somos molhados pela chuva que cai do céu. O solo que a recebe a manda para as profundezas. Na irrigação da terra e sobre a semente a fotossíntese produz alimentos. A água que não permanece na terra a ser evaporada continua seu caminho às profundezas, onde lençóis e mananciais continuam a nos prover até que o nobre e majestoso Sol, liderando todo o processo a reformar nuvens e tempestades nos indica a dominação do fluxo de onde a água parte e de onde a água chega. Como uma grande roda cíclica, demonstrando a soberania na direção do fluxo. De cima para baixo e de baixo para cima.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

Agora, pensemos com exatidão na Macroeconomia Nacional, onde temos a classe dominante com as nobres instituições que definem o desenvolvimento do país. Nisso agregamos tanto a parte governamental, quanto a iniciativa privada com as empresas de capital e as empresas e organizações de distribuições de produtos e serviços e rendas à população nacional. O fluxo dos salários empregados no sistema vão da mão do empregado e sua família para o supermercado e outros produtos e serviços de manutenção de sua vida. A poupança para o mercado financeiro. Os produtos comprados nos mercados de produtos irrigam a indústria de bens de capital e as instituições financeiras e governamentais devolvendo todo esse fluxo à sociedade.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

Ou seja, o dinheiro que desce para o solo econômico nacional segue o fluxo do capital dentro do controle das empresas e organizações de bens de capital, incluindo máquinas, motores, vagões, veículos de carga, tecnologia de ponta, propulsores, etc. Esse dinheiro econômico segue para as indústrias de produtos na forma de aparelhos eletro eletrônicos, móveis, utensílios, vestuário, higiene, alimentos, etc. Esse dinheiro, então, segue para os mercados distribuidores, indicando grandes redes de supermercados e até o mercado informal. Aí chegando, chega ao cidadão e a cidadã brasileiros, naturalizados ou estrangeiros visitantes que os consome para a manutenção de suas vidas e para a criação de sua força de trabalho.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

Com a força de trabalho criada pela Macroeconomia o cidadão(ã) recebe em troca salário que de imediato segue o fluxo contrário na Microeconomia do indivíduo, ou seja, gera a compra de produtos, serviços ou aplicação no mercado financeiro a alimentar os distribuidores com dinheiro, pagando itens de consumo, propaganda, serviços, impostos imediatos como ICMS e ISS e posteriores como Imposto de Renda e outros. O fluxo desse dinheiro, então, segue agora para cima, onde os distribuidores compram novos itens nas indústrias de produtos e serviços e consequentes impostos agregados, incluindo os de pessoal e o dinheiro então recebido no setor segue mais acima até as indústrias de bens de capital, governo, importação.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

Vejam brasileiros(as) que seja qualquer a plataforma utilizada na economia, o movimento do capital ou o chamado dinheiro sempre será nessa direção. Mesmo o dinheiro que é colocado nos bancos, nas poupança ou outros ativos financeiros sempre estará alimentando o fluxo de investimentos para cima. Para chegar novamente no dono do capital. Isso é uma verdade econômica que nenhum sacerdote, psicólogo, vidente ou político oportunista pode negar. O capital é do capitalista. Foi o capitalista que colocou o capital dentro do sistema econômico do país e esse capital, sendo dele por lei econômica, pela verdade do investimento e risco, pela atividade do engajamento e pela lei constitucional deve retornar ao seu dono.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

O Programa Meu Mil quer que o capitalista receba de volta seu capital. Acredita nisso e trabalhará para isso e será Operador dessa verdade econômica para o capitalista em nome de toda a população brasileira. A primeira medida criada pelo Programa Meu Mil é a criação do Assoalho Nacional e da manutenção da Soberania Nacional. Vejamos o que significa. Todos sabemos que numa rodovia evita-se acidentes mantendo a pista sem buracos. Todos sabemos que uma empresa precisa ter condições de infraestrutura interna e externa para operar sua produção e promover sua distribuição de produtos e serviços sobre o solo nacional e suas portas e portos de acesso internacionais. O mesmo acontece com o Assoalho Econômico do país.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

Para que exista harmonia no setor produtivo da nação é necessário que todos estejam envolvidos. Isso é a lógica da ação humana, além da econômica e social. É para isso que nos organizamos em sociedade e é por isso que todos nós lutamos em congressos, parlamentos e palanques do dia a dia. Queremos a harmonia dos agentes econômicos para que a corrupção, a criminalidade, a depredação e invasão injusta dos sistemas organizadores desapareçam e para que o futuro de nossas gerações, tanto em filhos(as), quanto em marcas poderosas e a serviço do ser humano brasileiro(a) existam em grandeza de ação. A missão de igualarmo-nos pela inclusão sábia, harmoniosa e verdadeira como agentes operadores dessa harmonia social viva.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

O Programa Meu Mil acredita que o mercado de consumo pode ser operado e orientado para os interesses do capitalista. O verdadeiro investidor de risco a colocar patrimônio, sua própria família, suas marcas no jogo predatório das plataformas fragmentadas e desnorteantes, onde contas governamentais são administradas para rumos incertos. Meu Mil acredita que o consumo de bens e serviços dentro da economia deve ser feito pela oferta setorial para escoamento racional da produção nacional, gerando um mercado forte e orientado para o consumo racional, harmonioso dentro das próprias necessidades da família brasileira dentro dos mercados criados. Para tanto, Meu Mil cria a função de Operador de Consumo Orientado.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

O Operador de Consumo Orientado trabalha na missão de pulverizador econômico em beneficio do capitalista, adquirindo bens e serviços conforme setorização de nichos de consumo e temporalidade de aquisição. Conforme a necessidade de escoamento de produção das empresas engajadas, os Operadores em missão serão orientados a adquirir itens de consumo, produtos, serviços em épocas liberadas pelo Programa Meu Mil. Na prática funciona assim: o Operador recebe do sistema um cartão com crédito de R$ 1.000,00 para consumo de determinado item em época determinada. Por exemplo: roupa, alimento, material de higiene, eletro doméstico, etc. O recurso liberado será consequentemente canalizado para o setor produtivo em questão.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 0,00 0,00

Especificações

O Operador de Consumo Orientado será obrigado a consumir o crédito entregue até o valor estipulado para o determinado consumo dentro do valor máximo mensal de R$ 1.000,00 pelo período definido pelo engajamento do programa e não poderá optar por substituições, podendo adquirir opções se o programa assim definir. Tanto a missão de Operador, quanto seu vínculo de trabalho não serão remunerados. O Operador trabalhará gratuitamente, apenas consumindo o valor entregue em crédito junto ao programa para o seu consumo orientado. Os Operadores serão em preferência cidadãos(ãs) desempregados em condições sociais abaixo das condições mínimas de inserção social dentro do mercado produtivo.

Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica 1000,00 1000,00

Especificações

Quando olhamos o mapa do Brasil entendemos existir uma linha que define o seu contorno. Essa linha imaginária no papel é real na geografia do país. Se alguém tentar ultrapassar essa linha de dentro para fora ou vice versa terá o impedimento de uma autoridade. A Polícia Federal e essa a Constituição Federal, que subordina todos que estão dentro dessa linha representativa. A autoridade soberana que define até quem manda nos poderes do país. O Brasil tem lá três autoridades definidas em lei: o Executivo, o Legislativo e o Judiciário. Qualquer um que queira mover-se através da linha delimitadora do país definida pelo desenho do contorno do mapa nacional brasileiro deve responder à essas três autoridades nacionais.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Pensemos, quando estamos do lado de dentro da linha representada no mapa podemos caminhar e nos mover para qualquer lado, desde que obedeçamos a Constituição Federal e seus códigos correlatos que define quem tem autoridade humana para representar marcas simbólicas institucionais sobre o solo brasileiro, além dos deveres e direitos que têm aqueles que nascidos sobre esse solo, naturalizados para serem considerados desse solo, tanto quanto os que para sobre esse solo vêm com interesses múltiplos. O solo nacional brasileiro, portanto, é a representação real e geográfica do Assoalho Nacional simbólico por sobre o qual todos nós caminhamos ou nos movemos dentro da linha definida no contorno do mapa do Brasil em lei.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Pensemos agora como um indivíduo dentro de uma família, que anda pela via pública, mesmo se estivermos na praia necessitamos, ao andar, cuidar dos pés e protegê-los de ferimentos. Os chinelos são bem-vindos. Se quisermos andar numa cidade por longo período calçados confortáveis são necessários. Quando a caminhada longa do tempo mostra o desgaste a sola do sapato deve ser trocada. Se pensarmos numa família, o pai deve cuidar da mãe e dos filhos para que a família sobreviva e se sustente em pé diante do mundo e da autoridade do Estado com direitos e deveres em lei. O filho saudável deve ser estimulado e o filho ferido deve ser cuidado e curado para que a família progrida e continue andar junta ao longo do tempo.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Com o Estado Brasileiro é a mesma coisa. A autoridade constitucional define as leis. As empresas e instituições mães distribuem as ações sócio econômicas e numa escala de classes orientam ações de força de trabalho até o último dos filhos ou filhas na base da pirâmide social. O chão humano da família brasileira simbólica, que sustenta toda a estrutura promovida pela autoridade maior da nação representada pelos poderes definidos em leis constitucionais. A base ou plataforma por sobre o qual todo o país anda. Como uma sola de sapato usada para caminhar sobre o Assoalho Nacional representado pela área geográfica do país definida pela linha do contorno do mapa nacional brasileiro.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Temos, então, que se a autoridade da lei impede a travessia dessa linha para livre aquisição dos recursos no sustento material, econômico dos cidadãos brasileiros na manutenção de suas vidas originais, supõe-se que o(a) cidadão(ã) ao não ter essa sustentação, o Estado deve prover em lei. Como que, se em lei, declarando a responsabilidade de ter dado àquele(a) cidadão(ã) brasileiro(a) como filho(a) simbólico(a) da simbólica família brasileira, a vida. Se saudável estimulá-lo, se ferido cuidá-lo e curá-lo com o alimento para a manutenção da vida e as proteções de seu corpo humano, incluindo moradia e sanidade psíquica. Assim como se dá ao sapato velho uma sola nova para continuar andando na direção do futuro.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Outrossim na visão fundamentalmente legal requerida, entendemos que assim o cidadão é limitado em lei na travessia da fronteira para adquirir seus sustentos livres e impedido internamente pela ausência do emprego remunerado de adquiri-los. Em comparativo de análise, temos que um preso também é limitado pelas paredes do presídio e muitos e por longo tempo pelas paredes de sua cela. Assim sendo é impossível ao preso negociar sua própria alimentação para a manutenção de sua vida fora do presídio e sob essa inibição entende o Estado que deve dar ao preso de maneira irrevogável o alimento a custa de ser incriminado pela lei de execução penal por crime de tortura.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Ora, se o cidadão livre, tendo a mesma inibição fronteiriça para negociar e/ou adquirir seu sustento material alimentar, sugere-se que, nesse caso, o Estado desiste de dar a ele tratamento igualitário e, se não, sugere-se pela desídia praticada sobre este(a) cidadão(ã) ou filho(a) simbólico(a) brasileiro(a) sem condições materiais de sustento próprio, o Estado acatar uma sequência de crimes continuados correlatos, a saber: discriminação isonômica, constrangimento psicológico, aliciamento para o crime, tortura e, finalmente, tentativa de homicídio. O cidadão molestado, se não encontrar por si mesmo vias de reparo coerentes definha ao longo do tempo em estado psíquico de infantilismo e agressividade resultante.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Ora, a conclusão imediata é óbvia e lógica. Se o cidadão livre tem piores condições de manutenção de sua vida alimentar em cidadania em comparação com um detento, que preso ao Sistema Prisional e sob a rigidez da Lei de Execução Penal, tendo do Estado em média recursos já insuficientes para a integridade humana do preso entorno de R$ 3.000,00 a R$ 5.000,00, o cidadão livre sob a plataforma governamental exercida em ambiente de liberdade é conduzido ao aliciamento para o crime, já que sem recursos para garantir o sustento alimentar pela ausência do emprego terá de realizar recursos em ambiente ilegal. Seja ele no subemprego, seja ele no comércio ilegal, chegando naturalmente ao tráfico, incluindo entorpecentes.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Para entendermos o melhor posicionamento dos Redários de Hospedagem Pública é necessário entendermos o movimento dos cidadãos em estado de emergência obrigados a moverem-se pelos municípios independentes de sua própria vontade em vias de acesso e corredores do desenvolvimento local na busca da oportunidade de ganho independente do emprego, já que sabem-se discriminados, sem documentos inclusivos, sem tecnologia renovada, sem escolaridade comprovada. Sobrevivendo de ações de ofício e na coleta de miudezas recicláveis. Tendo a capital paulistana como exemplo projetivo temos a via principal das Marginais Pinheiros e Tietê, a Av. Radial Leste, a Av. Cupecê e Av. Washington Luis como vias principais para instalação.

Redário Programa de Hospedagem Pública 0,00 0,00

Especificações

Em Pernambuco soube que meu pai José Alcasar havia vendido seu hotel à beira da Praia de Barra de Sirinhaém, depois de sua derrota nas urnas. Nessa época meu pai já casado com a sobrinha neta de Ariano Suassuna, a odontóloga Andréia Domingues e pai seloso de sua filha com ela minha irmã Mari, dividia seu tempo em assessorar um escritório de advogado local, a própria esposa e seu consultório, o lançamento do primeiro livro de frases e desenhos de sua pequenina filha talentosa e me apresentar os quitutes do paraíso tropical da região, escondendo sua condição de saúde precária de mim por um diagnóstico de risco de morte dado por médico local sobre sua saúde coronária e um possível e fulminante ataque cardíaco.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Da primeira vez que fui visitar meu pai em seu hotel, o Ilha Mar Hotel e o seu restaurante Sabor Delícia eu estava em férias no Banco do Brasil e recém separado de minha noiva ex-colega de trabalho. Fui de automóvel Fiat Mille com 5 marchas e desempenho excelente numa viagem solitária e romântica, passando por quase todo o litoral brasileiro de São Paulo a Pernambuco. Na volta retornei ao trabalho via Brasil central, passando por Feira de Santana, Teófilo Otoni e Aparecida do Norte. Desta vez, anos depois, já fora do Banco do Brasil com o projeto TV Bobo copiado em dvds em andamento, a menor emissora de televisão do mundo, operando na recém internet disponível ao Brasil, eu estava sem condução própria.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Toda essa programação da Tv Bobo era compactada, cabendo em um mini cd e oferecida, gratuitamente, para escolas no trajeto de minha caminhada. O projeto havia sido incluído nas comemorações paulistanas dos 500 anos pela Prefeita da cidade de São Paulo Marta Suplicy na virada do milênio e considerada de interesse para a municipalidade, ganhando o selo histórico dos 500 anos, proporcionando com isso, tempos depois, a criação da Organização não-Governamental Tv Brasilis Online Brazilian Organization em defesa da liberdade de expressão e preservação da memória e da cultura do povo brasileiro no país, no planeta e no Universo com Estatuto registrado no Rio de Janeiro, passando a chamar-se em rede Tv Bobo Produções.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Na programação o programa de rádio online Terra Brasilis, as entrevistas com personalidades no sítio Bobo Repórter, além da final esportiva entre Corinthians e Vasco da Gama no Maracanã pela disputa do título mundial entre clubes em 2001 pela FIFA narrado por mim e apresentado no Bobo Esporte. Esse conteúdo foi entregue, pessoalmente, e noticiado em Guarulhos pelo Jornal Olho Vivo e recebido por escolas e bibliotecas da região. Foi, também, entregue na sede da Rede Globo de Televisão em Jacarepaguá e na produção do programa Xuxa na sede do jornalismo na Lopes Quintas para conhecimento público e divulgação. Viajando comigo pela Dutra foram meus dois mascotes, os roedores Ramsters Bô e Bú.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Bô era dócil e festeiro, enquanto Bú era preciso e fiel aos comandos. Na barraca que usei na peregrinação os dois dormiam ao meu lado e achavam espaço em sintonia com o movimento do meu corpo em sono. Eu os amava e eles me protegiam. Nossos pertences, que incluíam teclado, violão, caixa de som, partituras, bateria, barraca, microfone e um monitor de computador oco e vazio, onde Bô e Bú brincavam e eram vistos por todos pela tela transparente. Chegando no Rio, depois de distribuir o conteúdo da Tv Bobo encontrei-me e fiquei hospedado no apartamento em Ipanema do meu tio avô Jacyr Lacerda irmão de minha avó Magnólia Lacerda de Siqueira, mãe de minha mãe Gilma de Siqueira Alcasar.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Imediatamente, devemos nos esclarecer em dois tópicos tratados neste portal, a saber. Capa e Contracapa e Meu (R$ 1.000,00) Projeto de Pulverização Econômica. No primeiro, dois pontos importantes são tratados. A submissão do Poder Judiciário ao Poder Executivo pela indicação na negação das leis opositivas que dizem em um artigo independência de poderes e logo em seguida submissão e indicação de poder por poder. No segundo tópico, o entendimento simples do giro econômico dentro de qualquer plataforma, onde o dinheiro sempre e independente de quem o possua dentro da sociedade vai sempre em direção de retorno para a classe dominante dos investimentos capitalistas como regra científica e legal.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Fazer uso dessa ciência, interferindo na distribuição dos recursos dentro da plataforma é que é o desafio de autoridade e de reconhecimento da negação social ao longo do tempo tratada como ideologia simples e permanente nomeada discriminação social. Desistir de setores sociais é como negar força propulsora de ação em benefício do próprio capital, mas saber usar é questão de competência de quem aspira por autoridade em nome de quem, verdadeiramente, tem a autoridade e esta é definida em lei constitucional brasileira em primeiro regime. O Regime Capitalista e, sob às bençãos de Deus, temos o orientador do poder direcional. Para servirmos à Deus devemos incluir todos e para seguirmos a lei darmos o recurso em lei.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Tentei honrar meu pai e, mesmo em férias, à pedido da diretora da Escola Estadual de Serinhaém PE criei o Workshop Aprendendo a Usar o Computador para a inauguração da Sala Digital ganha do governo do Estado e parada por falta de técnicos a operá-la em nome da escola na comunidade. O curso englobou mais de 3.000 alunos, professores e comunidade local em oficinas diárias por mais de 2 meses. Recebemos ao final a visita do governador à época Jarbas Vasconcelos e eu gratificado por formar turmas de alunos capazes a multiplicar oficinas futuras e projetos, incluindo arquitetônicos e de publicidade entre os alunos do ensino público estadual recebi da diretora cestas básicas e de um vereador uma bicicleta nova.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Na análise da necessidade de sustentação de governabilidade numa visão de sociedade participativa dos próprios destinos, sugiro em lei a ampliação das caracterizações de poder constitucional na busca da autoridade maior da nação brasileira, onde mais dois poderes seriam requeridos, além dos três já conhecidos, a saber. O Poder Executivo do(a) Presidente da República, o Poder Legislativo do(a) Presidente do Congresso Nacional, o Poder Judiciário do(a) Presidente do Supremo Tribunal Federal. Na minha base aumentaria mais dois poderes, a saber. O Poder de Imprensa ligado às políticas de expressão pública ideológica e o Poder de Doutrina ligado às políticas de expressão pública religiosa. Eleição direta em todos.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Após esse trabalho meu pai se aproximou de minha irmã, deu-me orientações para que eu o deixasse lá e retornasse para realizações maiores. Pediu que eu esperasse até dar-me um sinal de partida. O sinal era um valor simbólico em dinheiro de 700 ou 800 reais. Na época não entendia bem os sinais de meu pai e o obedeci assim mesmo. Depois, refletindo sobre nossas experiências lembrei-me sobre a viagem à Uberaba, quando depois de hospedarmo-nos na cidade e visitar os vários centros e ter com Eurípedes acesso ao pai Chico Xavier recebemos na noite que se sucedeu o encontro, no centro espírita de Francisco Cândido Xavier a psicografia de minha mãe Gilma. Testemunhas locais, Leonice de Freitas e minha ex-noiva Flávia.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

A psicografia foi lida na minha presença e de meu pai pela boca do próprio Chico Xavier, que depois entregou-nos o texto escrito a lápis em letras no formato manuscrito enorme. Além de seus assistentes de trabalho sentados ao seu lado, existiam muitos populares sentados no entorno em plataformas de madeira como uma platéia de arena, tendo ao centro uma mesa retangular grande de madeira coberta por uma grande toalha de tecido branco, onde na ponta da mesa ele Chico Xavier trabalhava assessorado pelo filho Eurípedes. Com um microfone comum lia as várias mensagens vindas de seus orientadores espirituais, incluindo Emanuel e com esse microfone leu a carta espiritual de minha mãe Gilma de Siqueira Alcasar para nós.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Recebi de Andréia, esposa de meu pai, o valor de R$ 700,00 para a viagem de volta. Meu pai, conforme disse ela, preferiu não entregar o valor pessoalmente. Entendi isso como um sinal de partida. Permaneci na casa alugada por ele por mais alguns dias, arrumei minhas coisas e viajei para Maceió, ficando num hotel ao lado da rodoviária, pesando minha atitude de afastamento de meu pai naquele momento. Dois dias depois entrei num ônibus rumo à Belo Horizonte. Chegando em Minas Gerais telefonei para meu irmão Claudio em Divinópolis. Ele deu-me ao telefone a notícia que nosso pai José Alcasar havia morrido.+. Fiquei sem ação. Perdi o chão. Culpou-me de tê-lo abandonado ante à morte e impediu-me de ir para sua casa.

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Sem lugar para ir, fiquei sem rumo, sem caminho e casa. O dinheiro era pouco e não sabia o que fazer. Procurei em Belo Horizonte a noiva que havia compartilhado como mulher de cama nove anos de minha vida e ela negou me receber. Hospedei-me num hotel de viajantes no centro da cidade e por três dias tentei contato. Finalmente ela recebeu-me na porta da agência bancária que trabalhava e mostrou-me na mão sua aliança de casamento. Fiquei sem pernas e, não a reconhecendo nem como amiga, sai sob o olhar do vigilante do banco até cair sentado no chão do outro lado da rua.

Depoimento Parte 5

Depoimento-Parte-4 0,00 0,00

Especificações

Por natureza o ser humano é um ser de ação. Precisa sobreviver aos avanços da natureza ecossistêmica. O alimento material é o primeiro gênero dentro de um mercado intencional desejado pelo ser humano em evolução dentro da sociedade moderna ou em todos os tempos. O Programa Célula Empresarial dentro do Ciclo Econômico é um programa visando esse entendimento. Dentro de uma visão sistêmica apoia o ser humano empreendedor dando-lhe todas as ferramentas necessárias para sua ação empresarial, incluindo orientação tecnológica e de apoio logístico. Solicita fidelidade como um contrato de serviços padrão da sociedade moderna e oferece treinamento e reciclagem, dentro de um espírito de engajamento em períodos flexíveis.

Célula Empresarial e o Ciclo Microeconômico 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, sendo uma fidelidade temporal indica uma ligação ao longo do tempo, orientando o empreendedor a guiar-se por um caminho de investimento de tempo de vida e força de trabalho divergente de outros caminhos possíveis em ambiente de escolha livre de fidelidade. Por períodos em blocos de dois, cinco e vinte anos o empreendedor opera com apoio de Moléculas de Ação Operacionais e Apoio Material Interno dentro do Ciclo Microeconômico Regional, que pode ser, dependo do nível de produtividade, classificado por municipal, estadual, federal e de empresário exportador. Os Ciclos Microeconômicos serão divididos em setores, originando pólos e todos orientados e subdivididos por Macro Regiões de Ação Nacional.

Célula Empresarial e o Ciclo Microeconômico 0,00 0,00

Especificações

Tendo como base ou modelo individual o pólo originado por setores da indústria de produtos plásticos, criando um Ciclo Microeconômico Municipal, por exemplo, temos em tese de configuração 4 setores exemplos: O setor de produção de containers de pequeno porte como garrafas, potes, pratos, galões, etc. O setor de produção de brinquedos e objetos de entretenimento, etc. O setor de produção de sacos e sacolas, etc. Finalmente, o setor de produção de matéria prima reciclada como granulados e moídos de plásticos recuperados ou rebarbas e sobras de produção própria dentro do pólo. Cada empreendedor selecionado recebe uma Célula Empresarial e um Módulo de Produção, onde, ao lado de operadores contratados, administra.

Célula Empresarial e o Ciclo Microeconômico 0,00 0,00

Especificações

Durante o meu curso de psicologia eu abri a mente em muitos caminhos, usei maconha e, como qualquer jovem viajei com minha namorada para intimidades em hotéis com o uso de maconha. Depois do inferno vivido nesses tempos procurei apoio em sessões de psicanálise e no estudo próprio da matéria. Os símbolos e os ritos, assim como a frieza do behaviorismo de Adam Smith vieram-me como ferramenta de análise. Lembrei-me ter fumado maconha com a esposa de meu pai Andréia dias antes de seu falecimento e muitas vezes com minha ex-noiva. Naquela época estava eu muito solitário e confuso e numa praça pública de Belo Horizonte encontrei pessoas da rua oferecendo a substância. Comprei e a usei no hotel ao lado da rodoviária.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Todos os agentes envolvidos dentro do Programa recebem treinamento específico para agir dentro de suas funções e podem gravitar de funções ao longo do tempo determinado em contrato de fidelidade por outras Células Empresariais, Setores e/ou Pólos em seu Ciclo Microeconômico Regional, visando seu crescimento em produtividade na Macro Região para atingir Células Empresariais de maior porte e produtividade na escala definida por municipal, onde a oferta e a demanda centralizam-se no âmbito do município integrado, estadual quando a produção escoa para outros municípios dentro do estado da Macro Região ou federal, quando a produção ganha corpo dentro da Macro Região de Ação Nacional. A exportação é o grau máximo.

Célula Empresarial e o Ciclo Microeconômico 0,00 0,00

Especificações

Também em terapia lembrei que a maconha me havia aberto uma porta de trauma infantil. O molestador era um empregado, um jogador de futebol que havia sido famoso no Corinthians e, depois de aposentado foi contratado por meu pai quando ele produzia um programa na Tv Gazeta e promovia um evento esportivo com veteranos do futebol, incluindo o amigo Coutinho do Santos FC, parceiro de Pelé. Na minha infância, o filho de Coutinho, também chamado Kleber, era meu parceiro de brincadeiras quando eu e minha família visitávamos sua família em Santos. Eu tinha 9 anos e um jogador do time parou em frente à minha casa e fumou maconha, comigo dentro do seu carro. Contei à minha mãe o que ele havia feito e o trauma aconteceu.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Minha mãe entrou em pânico e eu não entendia os efeitos daquela atitude. Fiquei com medo de perder o amor de minha mãe e chorei. Fui tocado pelo adulto com brincadeiras de sedução sexual e, enquanto o homem fumava o cigarro falava palavras de sua mente adulta em relação a questões sexuais. Eu tinha 9 anos, mas uma mentalidade de muito menos. Criado por uma família na década de 70 em regime fechado e centralizadora. Estudava em colégios sempre recebendo medalhas de desempenho intelectual. Naquele momento, preferi esconder a vergonha de ter sido infantil em consequência, ter permitido a um adulto aproveitador afastar-me da confiança e do amor de minha mãe, como se me retirando a inocência sem seu consentimento.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Os anos se passaram e me fizeram esquecer essa vergonha e aos 12 anos já no Rio de Janeiro em visita à minha avó Magnólia e meu avô Gastão, estudando num colégio chamado Brizolão, na 6ª série de ensino fundamental, cantando o hino brasileiro todos os dias, jogando futebol entre meninos normais, novamente a maconha me apareceu e eu fumei-a e senti-me como um gigante, pisando forte e muito mais velho em raciocínio que os meus doze anos me davam no cotidiano. A maconha sumiu por um longo período na minha vida, mas deixou suas marcas. Depois dos encontros e desencontros com a ex-noiva em Belo Horizonte peguei o resto do dinheiro que sobrara e rumei de volta para o Rio, buscando um rumo de apoio com meu tio Jacyr.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Cheguei no Rio com uma mochila de pertences, um violão e a bicicleta que havia ganho no curso que eu dei em Pernambuco na Sala Digital do colégio em Sirinhaém. Sem dinheiro. Busquei meu tio no seu apartamento em Ipanema e não o encontrei. Voltei várias vezes e o porteiro desiludiu-me demonstrando que ele não queria mais me receber. Fui andando pela orla sem conhecer muito o Rio Zona Sul e parei no costado das Pedras do Arpoador. Uma pequena faixa de areia protegida pelo Forte de Copacabana e vi uma barraca montada lá na areia. Sem rumo e tendo uma barraca comigo montei-a e dia seguinte começou uma vida diferente. Eu era agora um hóspede da areia. O lugar era lindo de dia. O mar, o céu e a areia.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Tudo o que uma criança interior sonharia ter. Tirei o violão da sacola e a placa do Projeto de Inclusão Digital chamada TV BOBO que eu havia divulgado antes de ir para Pernambuco em minha visita ao meu pai antes de sua morte. Montei um mapa feito de latas recicláveis e um carrinho de madeira, que eram visitados pelos visitantes do local. Alguns davam-me dinheiro por essa exposição e pediam em troca que eu guardasse seus pertences, enquanto iam ao mar. Abri um Guarda Volumes improvisado e o tempo foi passando. Um dia o Jornal O Globo foi visitar o local e fez uma matéria sobre invasões no Arpoador. A jornalista não me falou sobre isso e pediu que eu dissesse o motivo de lá estar e eu disse divulgar a Tv Bobo.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

A matéria, apesar de citar-me como radialista paulistano e referir-se ao meu projeto, não foi benéfica para mim. Ao lado, o jornal colocava junto um vendedor ambulante que usava uma caverna entre as Pedras do Arpoador para guardar mercadorias e a opinião pública passou a entender que, uma barraca na praia, mesmo amparada por um projeto cultural lícito, não merecia exclusividade e todos criticaram dizendo que se eu estava lá sem pagar impostos, os moradores dos condomínios caros também queriam estar ao meu lado, tocando violão de papo para o ar. Em pouco tempo o caminhão da Comlurb sem um auto de apreensão ou infração jogou meus pertences, incluindo violão, partituras, óculos, dinheiro e a barraca no lixo

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Senti o peso do desamparo novamente. Isso ocorreu nos idos de 2005 e sem mais nada, além do meu próprio corpo, percorri órgãos públicos pedindo de volta meus pertences, incluindo partituras musicais com composições inéditas compostas por mim. Passei a dormir no túnel Sá Freire Alvim ao lado de crianças cheiradoras de cola. Um dia acordei sem os sapatos. Eu era um artista desconhecido e um radialista e lembrei que era ator. Fui ao encontro do então deputado estadual e ator Stepan Nercessian em seu gabinete na Cinelândia. Fui recebido com carinho e atenção. Entendeu que eu estava desamparado pela família e parentes e sem amigos eu era ninguém e, mesmo ele, não teria mais o que fazer do que fez nesse dia por mim.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Orientou seu chefe de gabinete a enviar reprimendas ao Prefeito Cesar Maia e que ele, sua assessoria deveriam ajudar-me a conseguir minha demanda sob pena de sua rejeição. Agradeci o feito e o anexei à reportagem que iniciei sobre os chamados moradores de rua aos quais nomeei Cidadãos em Estado de Emergência em site produzido por mim dentro do projeto Tv Bobo. Em poucos dias consegui rumo certo para uma hospedagem com alimentação e segurança de minha integridade em hotel municipal no centro do Rio de Janeiro. Lá conheci dois outros cidadãos em mesmo estado. Nos agregamos ao trabalho de distribuição de marmitas no Parque do Lido pela Igreja de Nossa Senhora de Copacabana com o grupo de orações e apoio do pároco.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Esse trabalho, durante meses, em Copacabana resultou em uma matéria escrita por mim no Jornal Posto Seis distribuído em toda a Zona Sul, na edição do livro Morador de Rua Cidadãos em Estado de Emergência escrito pelo pedreiro semi analfabeto Osvaldo Emídio produzido pela Tv Bobo, registrado nos jornais O Povo, A Democracia, Posto Seis. Eu e Osvaldo Emídio fomos entrevistados duas vezes na Rádio Haroldo de Andrade para falarmos desse projeto literário, uma pela radialista Eliete Beleza e outra pelo próprio dono da rádio o radialista Haroldo de Andrade poucos meses antes de seu falecimento. Em meio a isso recebi do Corpo de Bombeiros uma barraca nova iglu que passou a ser minha casa por quase mais de um ano.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

O local é conhecido. Parque Garota de Ipanema, Praia do Arpoador, Pedras do Arpoador, Praia do Diabo, Posto Sete, Forte de Copacabana. Lá apoiei a manutenção da Academia ao Ar Livre aberta pela Gatorade e mantida pelo fisioculturista Abílio Bergamini, que passou a ser meu amigo, parceiro, familiar e companheiro de luta no mundo real. A região é visitada pelos carros de televisão para tomadas externas e vi passar por lá ao meu lado pessoas famosas como Renata Ceribelli, Glória Maria e soube que o ator Selton Melo pediu à produção do filme Meu Nome Não é Jonny que me retirasse de lá para a filmagem da cena final de seu filme. Para quem viu é exatamente no local que ele olha para o mar que estava minha barraca.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Para entendermos o sustentador de uma plataforma pensamos de forma geométrica e identificamos um plano. Por exemplo, uma mesa pode ser sustentada por três, quatro ou mais pernas ou bases. Se forem largas duas são possíveis. Entretanto, quando as bases iguais de sustentação são três, a plataforma ou plano sobre elas cai se uma delas for danificada. Imagine uma mesa de três pernas ter duas de suas pernas danificadas. A mesa logicamente cairá ao chão. Fenômeno simbólico nos aconteceu recentemente na vida da sociedade brasileira sustentada pelos três poderes da nação, quando dois dos poderes nacionais caíram sob denúncias de corrupção generalizada e maus tratos do recurso público em nome de interesses particulares.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

O Poder Judiciário assumiu o país e o controle da nação. mantendo sob a condução do Supremo Tribunal Federal a autoridade de apoio direto à ação da Polícia Federal. O Poder Executivo foi preservado, o Poder Legislativo idem. Entretanto, os custos desse descontrole provisório nos serão cobrados pelos organismos internacionais nas mesas de negociações dos interesses públicos de toda a humanidade. Agora, entendendo isso lembramos de duas bases primordiais nas leis de sustentação constitucional de nosso país. A primeira base é o Regime Capitalista na união das nações. A segunda base é o Poder Superior que nos engloba. A Era Cristã, onde diz: promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO...

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Temos agora possibilidade de análise de nossas vidas individuais e de nossas famílias sob efeito dessas forças poderosas legalmente instituídas e as consequências de possíveis descontroles sobre nós. Os efeitos na mudança do curso da riqueza nacional invertendo a fórmula principal, onde diz distribuição de recursos entre todos em nome do poder superior da nação brasileira ou da sociedade brasileira ou dos cidadãos(ãs) brasileiros(as) em contraste com os interesses de concentração econômica sob orientação do regime legalmente definido. A soberania nacional levando o dinheiro público para a distribuição de riqueza em direitos entre todos e a evasão de recursos ou divisas pela ordem subjetiva do regime em deveres.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Ao entendermos que a Imprensa, assim como a Polícia são instituições soberanas, na primeira em direito de expressão jornalística, na segunda de coibir o crime jurídico, inclusive, entendemos que essas duas instituições já são poderes nacionais em curso. Assim, a criação de políticas para a sustentação de suas existências dentro da sociedade deve prescindir da criação de poder independente à semelhança dos poderes já instituídos. Todos eles livres e direcionados pela democrática permanente participação do principal afetado pelas consequências das ações dos poderes por ela própria criada, a sociedade brasileira, onde inclui todos os cidadãos e todas as cidadãs de todas as partes geográficas do país pelo voto.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Enquanto vivi essa época, mesmo nas ruas sob condições precárias, aproveitei a oportunidade como radialista que sou realizar uma matéria viva sobre a realidade social no Rio de Janeiro e em São Paulo. Passei períodos na capital paulista e com o apoio direto de um músico baiano parceiro de hospedagem em um hostel na Fradique Coutinho, formando um comunidade de músicos e artistas enquanto eu estudava canto lírico e popular na Universidade de São Paulo por 10 anos. Com nome de irmão Carlos contratou-me para criar seu site de músico popular de arte eclética. Indicou-me mais outros clientes e com seu sogro consegui alugar um estúdio para produzir como web designer sites comerciais paulistanos e manter-me protegido.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Um dos trabalhos que realizei como programador de internet na época foi o site da loja de automóveis importados Base Automobile localizada na Avenida Jornalista Roberto Marinho São Paulo. Mesmo assim cheguei a propagar o Manifesto de Rua em defesa das populações sem teto e sem direitos e catei latas em cubas de lixo como demonstração de engajamento. Em seguida voltei ao Rio para apoiar o escritor pedreiro semi analfabeto lançar seu livro e na sua entrada como filiado do PSOL Rio e em alinhamento com sua candidatura à Câmara Legislativa como deputado estadual pelo PT. Ao final, cansado e sem estímulo próprio despedi-me de Abílio Bergamini no Arpoador e procurei novo apoio com meu irmão Claudio em Minas Gerais.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Na época, morando dentro de uma barraca na praia, vivendo por pressão como militante político em defesa de miseráveis e crianças drogadas, morrendo em frente às Igrejas, não era feliz. Engoli minha vaidade e aprendi o que o livro Eclesiastes diz em primeiro versículo na própria carne. Se o ser humano, mesmo com estudo como eu não era valorizado pelos irmãos humanos das outras famílias, eu tive a sorte de encontrar no carinho de uma filhote canina de raça especial vendida na rua por R$ 20,00 o carinho e o ensinamento maior que mostra a verdadeira face de Deus na união das espécies e explica o poder superior da Natureza acima da lei opositiva dos Homens. Ela nomeada por mim como Carioca Quinha Alcasar recebeu-me.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Com o dinheiro recebido nos sites em SP, no Rio e o apoio de João um jogador de frescobol campeão, ex-funcionário do BEMGE, peguei minha cadelinha, nossa bicicleta, providenciei documentos para o transporte no ônibus e nos hospedamos na Hospedaria Benjamin Constant na Lapa para tomar banho e descansar em ambiente limpo. No banho, durante a noite, alguém entrou no quarto e roubou o dinheiro reservado para a viagem. O mundo caiu para mim novamente e a volta às ruas era iminente. A polícia militar foi chamada e eu e Carioca Quinha passamos a tarde na 9ª Delegacia do Catete. O tenente militar, percebendo verdade em nós passou a nos ajudar, levando-nos para a rodoviária e pagando do próprio bolso nosso embarque.

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Para o Poder de Imprensa fica inegável sua profundidade pela liberdade de expressão, mas na prática é competência para mobilizar populações imediatamente e, melhor, no caso brasileiro, até no espaço de concessão pública. O que sugere o uso eficaz dentro da porta aberta em lei e concedida ao povo brasileiro. Ter legislação própria e independência é redundância de vocação sugestionada em desídia negada. Para cidadão(ã) simples são apenas palavras, mas pense se estas minhas palavras são de conhecimento de poucos, se espalhadas por todo o país quem, então, será beneficiado em seu conhecimento público? Se forem de dominação, quem nos protegerá? E, pior, se forem doentias, quem me protegerá de minha própria doença?

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Já no caso da Polícia, acredito eu ser tão gritante seu sacerdócio de exercício do poder em nome de todos, que fica desnecessário moldurá-lo, além da ordem divina expressa pelo mestre: Do guarda para o juiz e do juiz para o choro e ranger de dentes. Servir e proteger já diz tudo e sobre, até, todos os poderes. Com relação ao meu sugerido e novo Poder de Doutrina ou Ideológico temos um agravante de necessidade e perspassa pelo direito de ir e vir e do direito à privacidade e individualidade. Em alguns casos, violando o princípio democrático constitucional e a abertura das fronteiras de soberania em nome de grupos de interesses e, nesse caso, pedimos legislação própria por ferimento da defesa nacional.

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Para o aprofundamento do sugerido Poder de Doutrina ou Poder de Doutrina Ideológica ou Poder de Ideologia Doutrinária ou Poder de Religião, leia o tópico do tema abaixo:

Vaticanenses

Plataforma Governamental sobre o Assoalho Nacional 0,00 0,00

Especificações

Quando um país negocia com outro dizemos que dois países estão em relações exteriores. Uma relação de troca de interesses e de aceitação mútua de idéias, linguagens e produtos, incluindo os culturais e de tradições. Dizemos também que o Estado Brasileiro, no caso do Brasil, está em negociações com outro Estado Internacional. As relações exteriores são movidas pelas representações diplomáticas em embaixadas, consulados e o intercâmbio bilateral torna a política exterior viva em acessos de entrada e saída no turismo e nas importações e exportações. Um Estado é definido por legislação própria e esta é moldurada por uma Constituição Representativa deste Estado em ambiente mundial. O Estado do Vaticano é um exemplo.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

Meus avós paternos chegaram ao Brasil no início do séc. XX separados, porém do mesmo país. Se conheceram, se apaixonaram, se casaram. O amor deles frutificou e eu sou neto. Minha avó Maria Rami catalã e meu avó Juan Alcazar Sanches andaluz. Dois espanhóis em solo brasileiro naturalizaram-se brasileiros naturalizados, tendo então dupla cidadania. Espanhola e brasileira. Dois Estados de direitos unidos no mesmo casal. Como esse exemplo, então, precisamos alertar nossos parceiros vaticanenses sobre a necessidade de legalizarmos nossa cidadania européia na ligação entre dois Estados relacionados e aceitos em suas legalidades constitucionais, diante da comunidade das nações mundiais. Dupla, brasileira e vaticanense.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

É necessário harmonia, relação de reciprocidade entre o Estado brasileiro e o Estado do Vaticano, não somente no caráter da liturgia envolvida, mas também nos interesses materiais de acesso aos mercados e trânsito de interesses de desenvolvimento, diante das economias mundiais melhores posicionadas. Lembremos que o próprio Santo Padre João Paulo II deu provas de que nós brasileiros somos sagrados como ele ao ter conosco em seu beijo sobre nosso solo. Um Santo, beijando um chão santificado por ele próprio. Nossos pés devem ser retos no caminho do futuro e na integração com a riqueza européia tão digna para nós como foram nossos sacrifícios passados na cultura brasileira. Cabe a um poder independente pensar isso.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

Pensar que apesar de acreditarmos em palavras sagradas, precisamos também nos proteger de palavras hipócritas e endomoniadamente doentias dos psicóticos que sem culpa alguma e grande materialidade nos oprimem, oprimindo nosso mestre, maior até do que o mestre Pedro. Afinal, o próprio Iesus desnecessitou igrejas, além de seu próprio coração e reprimiu perseguidores de sua marca. Enquanto, as palavras do mestre não tornarem-se realidade para toda a humanidade lá estará ele ainda pregado numa cruz simbólica para nós e real para ele na diegese do tempo. A partilha do pão para o corpo e a festa do vinho saudável para a alegria do espírito limpo para todos que cumprem essa fé. Um homem sem ordens a não ser amor.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

Termos o entendimento de que o Poder de Doutrina tem em sua base a dualidade do próprio poder, um que liberta e um que oprime, nos dá o entendimento de termos nesse poder a independência de exercê-lo para a independência dos já existentes poderes da nação ou do Estado de direitos. Na constituição dos Poderes da Nação Brasileira, como dito. Poder Executivo, Poder Legislativo, Poder Judiciário, anexo em plataforma política de execução constitucional os poderes complementares, como dito. Poder de Imprensa e Poder de Doutrina. Sabemos que a natureza absoluta da humanidade é a ignorância sobre ou sob o Poder Superior de Deus. A ciência nos dá em apoio a Filosofia para perseguirmos de forma digna esse questionamento.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, nem todos os povos do mundo acreditam na verdade expressa por Iesus nosso Deus encarnado. O Deus professo por Pedro. Se assim o é a fragilidade do Poder de Doutrina é evidente na ordem mundial. Uma porta aberta para demônios necessários de caminho. O mestre teve a humildade de trabalhar por eles e protegê-los ao enviá-los para um caminho digno. Do homem para os animais sujos de natureza animal e daí para a limpeza mineral da água marinha com sal que salga e dá valor no lugar certo. Se Salomão é o símbolo maior da Justiça pondo em risco a vida humana de uma criança diante de sua mãe verdadeira, ele também exibiu a face hostil da mentirosa opressora sobre a família humana original e ratificou o amor.

Vaticanenses 0,00 0,00

Especificações

O motorista insistiu e Carioca Quinha viajou a primeira parte da viagem no bagageiro. Latiu até ficar rouca e, depois de muita insistência o motorista liberou sob ameaça de retirar-nos da viagem se ela latisse em meu colo dentro do ônibus. Ficamos abraçados o tempo todo. Ela era um bebê filhote e aninhou-se em colo e dormiu. Dei graças a Deus por isso e relaxei. Sabia que ela era especial e no futuro demonstrou poder vocal em uivos melódicos, ensinando sua prole a seguí-la em harmonia. Minha filha canina amada e protetora agora me protegia dos agressores sonoros invisíveis.

Depoimento Parte 6

Depoimento-Parte-5 0,00 0,00

Especificações

Quando meu pai fora assessor de negócios do então governador de Minas Gerais Newton Cardoso conhecera o senhor Newton patrono da parte da família Daldegan ao qual meu irmão Claudio tomou a filha como esposa. A viação São Cristóvão era dirigida por tio Newton e meu pai havia construído um hangar no aeroporto de Divinópolis para abrigar seu avião. Fui um dia no sitio do tio Newton e meu pai havia sugerido que a empresa São Cristóvão abrisse uma linha aérea entre São Paulo e Divinópolis comprando um avião a semelhança da TAM que tempos depois o fez. O pai de minha cunhada Solange fora diretor da empresa e recebeu seus créditos em veículos montando sua própria empresa. A Samaritana para servir Divinópolis.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Claudio e Solange nos receberam em sua casa na vila de casas da família Daldegan e no jardim posicionou uma barraca de camping para que eu e Carioca Quinha ficássemos protegidos até eu conseguir uma locação adequada. Aluguei a metade de uma casa em um bairro afastado e com o apoio de meu segundo irmão hierárquico Clóvis recebi uma bicicleta nova para locomoção e móveis para a decoração da casa. Com um computador novo de Claudio passei a fazer sites para os empresários locais e garanti trabalho até criar meu próprio sistema e minha empresa de tecnologia. O Sistema Mãe, eu e minha cadelinha Carioca Quinha éramos agora cidadãos divinopolitanos. Entrei na Escola de Música, no Coro e no Grupo Teatral da cidade.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Quando estudei Psicologia no INESP Divinópolis e trabalhei na carreira administrativa do Banco do Brasil tive o privilégio de ser instrutor de RH na aplicação dos passos para a primeira certificação de qualidade total da empresa. O Banco do Brasil recebeu na época o certificado ISO 9000 e eu colaborei para isso com os meus conhecimentos de psicologia behaviorista em estudos de conteúdos comprados de representantes da Harvard University. Na época eu como estudante de psicanálise, tendo o saber de Freud, através da coleção de livros da editora IMAGO, a maior na obra do autor e mais precisa em suas traduções, em 24 volumes de puro conhecimento na matéria, desenvolvi a teoria do inconsciente coletivo atemporal.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

A relação com o parceiro de locação era amistosa. Ele tinha deficiência visual e bebia em demasia. Morava separado da filha, que o ajudava no complemento de uma pensão. Eu pagava a metade do aluguel e usava um cômodo privado com minha cadelinha e dividíamos o restante da casa. Um ano se passou e ele bebeu e chegou violento. Esmurrou a porta do meu quarto e de dentro liguei do celular para a polícia 190. Eles chegaram e enquadraram o agressor. Na madrugada na delegacia ao lado do mercado central nos idos de 2008 eu o absolvi de maiores problemas com uma denúncia e consequente prisão. Voltamos para casa, o assunto aquietou-se, mas a confiança perdeu-se e ficamos novamente desprotegidos compartilhando em silêncio.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Poucos dias depois encontrei na Padaria, que eu costumava tomar café na Avenida Sete de Setembro, uma costureira chamada Lurdinha e iniciamos uma amizade. Contei meu sufoco e, dias depois, em outro encontro no mesmo local ela me levou à casa de minha amiga Maria de Lurdes Vieira Rosa, dona da casa onde ocorreram todos os eventos do meu confinamento, denúncias, depredação, agressões e consequente destruição da minha vida em ambiente de redes sociais e noticiários em todo o país e no mundo inteiro cobertos pela internet. Maria de Lurdes era para mim uma locatária de mais um espaço em sua casa. Abri meu coração para ela, mostrei minha cadelinha Carioca Quinha e minha necessidade de apoio. Ela fez o mesmo e mais.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Disse ser sozinha e ter influência na Igreja Católica local. Tinha autoridade na promoção social junto às Irmãs de Maria registrando para o Vaticano as ações na região. Tinha a chave da Igreja de São Geraldo e sua casa tinha muitos cômodos e fez-me uma proposta. Deixaria que eu ficasse por um tempo de experiência e confiança em sua casa. Moraria na parte de trás e colocaria ordem, consertando o imóvel para ela em troca da moradia. Era um pacto feito diante de Lurdinha sua amiga. Se eu fosse de confiança, moraríamos juntos como irmãos omoblatos, se não pagaria o tempo pelos serviços prestados e iria embora. Nossa relação foi crescendo ao longo do tempo e com ela voltei a produzir para meu benefício.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Sob sua proteção e autoridade caminhei na Escola Municipal de Música Maestro Ivan Sillva e em quatro anos era pianista formado. Compus diversas peças ao piano e lancei no centro da cidade um CD intitulado Estudo de Piano, outro chamado Luz. No teatro local ingressei na companhia chamada Sanguinho Novo e no mesmo período interpretei personagens em quatro peças no Teatro Gravatá. João Caipira na peça O Santo Milagreiro foi minha melhor atuação com ênfase na homenagem ao eterno Mazzaropi. Ator que eu já havia recebido emanações quando, no Hotel Fazenda Mazzaropi em Taubaté São Paulo, estudei neuroliguística sob orientação do cardiologista Lair Ribeiro autor de vários livros de sucesso nacional no final do milênio.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Além disso, com o meu treinamento superior na arte vocal em quase dez anos de estudo e experiência no canto lírico e popular no Coralusp da Universidade de São Paulo, ingressei o Coral Municipal de Divinópolis regido pelo ex apresentador da Tv Candidés, José Carlos Gonçalves. Fui cantor tenor em apresentações em mais de 5 cidades na região com apresentações públicas, incluindo Câmara Municipal de Divinópolis e Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, além da Catedral Metropolitana. Por mais de oito anos progredi ao lado de Maria de Lurdes Vieira Rosa minha parceira e com um documento assinado por ela de Cessão de Propriedade para a abertura do Micro Empreendedor Individual ela fez nascer o Sistema Mãe.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Maria de Lurdes, Tutuca, Teteca e Chimbica suas três cadelinhas, eu e Carioca Quinha unimo-nos e nossa família aumentou ao longo dos anos com Bebê, Miroca Quinha, Gold Ray, Bibi Quinha, Dodó Quinha, Tunico, Lala, Pity e os meninos Blue, Red, Green, as meninas Greny, Bliss, Redy, os filhotes Pipopopo, Pipopopa, Pingo de Leite, Lua, Cofrinho e Negrinho de nossa família canina totalizando, até a minha separação com eles, uma matilha de 18 cães amados, que me amaram e me protegeram, durante os oito anos vivos na matriz Carioca Quinha, Miroca, Gold Ray. Das patas da mãezinha Carioca Quinha para as mãos limpas da mãe Maria de Lurdes Vieira Rosa minha vida cresceu e em sua homenagem me candidatei à carreira política.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Na época que estava no Arpoador, apoiando movimentos de rua, lançando o Manisfesto de Rua e o livro de Oswaldo Emidio, Morador de Rua Cidadãos em Estado de Emergência eu e ele ingressamos no Partido Socialismo e Liberdade. Eu fiquei e ele mudou-se para o PT a candidatar-se a deputado estadual. Em Divinópolis, procurei na Câmara Municipal alguma representação do partido e não encontrei nenhuma organização partidário que representasse o PSOL. O secretário geral da Câmara Flávio Ramos indicou-me um cidadão que aparecia nas imagens de buscas do Google como representante e os candidatos eram organizados somente nos dias próximos das eleições. Um dos candidatos era popular em eleições, mas nunca havia ganho nenhuma.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Flávio Ramos deu-me o contato de José Artur Guimarães. Liguei, marcamos um encontro em seu local de trabalho, um consultório odontológico com placas de promoção social em parcelas monetárias de engajamento. Percebi não existir uma representação efetiva permanente. Propus uma reunião partidária em plenária com a liderança local e filiados por essa liderança. O candidato com maior projeção junto ao eleitorado Jorge Torquato foi convidado e compareceu ao lado de lideranças opositoras. Em pouco tempo tinhamos um conversão de forças e solicitamos a presença do representante do Diretório Estadual de Minas Gerais Jackson David para uma intervenção pacífica e orientações em relação aos candidatos e suas elegibilidades.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Com ênfase no candidato, portando processos de impedimento para novas candidatruras no ano em curso de 2016, a reunião foi gravada e o áudio arquivado junto aos documentos e atas do partido, quando da invasão e agressão sobre minha pessoa, enquanto presidente em exercício da Comissão Provisória Municipal.

Justiça indefere candidatura de Jorge Torquato

Ex-candidato denunciado pela mulher

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Entrevista com juiz eleitoral sobre indeferimento de candidatura.

Candidatura de Jorge Torquato à Prefeitura de Divinópolis é indeferida

O radialista Cleber Alcasar anuncia como presidente municipal do Psol a substituição do candidato a Prefeito em 2016

Anúncio de substituição de chapa majoritária

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Esse conhecimento proposto em teoria é resultado da análise de um protocolo recebido em formação como radialista no registro profissional DRT 015728 fornecido pelo Ministério do Trabalho na ratificação do meu diploma certificado pelo Ministério da Educação. Sendo matéria de conflito na utilização pública do conhecimento devo eu alertar sobre a impossibilidade de abertura para uso irresponsável com riscos imediatos de encaminhamento para a rota da criminalidade pela falsidade ideológica e da fraude de originalidade. Saber que uma semente é passível de uso transgênico não descaracteriza a verdade de sua concepção original como semente. Entretanto cabe ao conhecimento público a ciência da defesa pelo uso indevido.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Entendendo que o conhecimento humano protegido pelos segredos da natureza são alinhados pelas ações humanas na defesa dos interesses de preservação da vida, entendemos que as atitudes preteridas na ação consciente são postergadas em posicionamentos mentais que as colocam numa hierarquia de ação inconsciente nessa propositura. A mente humana alinha suas providências futuras em conexão com suas desistências passadas e nesse modus operandi cria uma mente interna que a possibilita abrir possibilidades de ação futura. Isso significa dizer que o movimento humano agora tem um riscado de atitude movido pelos interesses inconscientes de preservação de sua vida interior para aquisição de sucesso na sua vida consciente.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Quando, então, adquiri o protocolo do conhecimento dado por Andrew Carnegie, Napoleon Hill, através de Harvard University e do representante que me vendeu partilhei a influência consciente do próprio conhecimento adquirido e pude perceber a ação real de sua propositura na participação efetiva da mente superior criada. Além do tempo, além do espaço estava eu ligado tanto ao passado, quanto ao futuro dos eventos interligados na linha inconsciente por mim percebida, que somada as mentes inconscientes paralelas no alinhamento produzia a confirmação do conhecimento adquirido pelo mente superior que nos abastecia de tal conclusão. Nada fora dito sobre a teoria e tudo a orientava como ponto de chegada e/ou de partida.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Minha Teoria do Inconsciente Atemporal confirmada antes mesmo de ser por mim concebida. Tanto inconsciente individual, quanto inconsciente coletivo. No mundo da ordem e da desordem mover um sequer grão de seu caminho original gera a teorização já conhecida como efeito borboleta descrita, inclusive, em filmes de produção humana. Sendo uma realidade consciente passada, preterida inconsciente fica na aquisição coletiva do inconsciente coletivo orientador. Rumamos para algum lugar. Do Big Bang ao desconhecido milagroso ou assustador. Criador de novas vidas possíveis ou cartesianamente destruidor de todas as esperanças. Ter o conhecimento nada implica sem saber o que fazer com ele. Esconder uma vergonha não a anula.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Assim como não se anula os efeitos inconscientes das leis constitucionais sobre a sociedade brasileira já que a própria sociedade brasileira as cria. São leis em defesa de algo ou alguém. Todos são afetados mesmo se nem todos forem protegidos ou desprotegidos por elas. Entendê-las na inclusão da verdade que as cria independe da natureza que se queira criar para esconder outras naturezas devoradoras que se queira exibir em atos criminosos ilusoriamente ou por ilusória mente na manutenção do poder direcionador a nos direcionar em ambiente, tanto consciente, quanto inconsciente. A doença não desiste de existir somente por que o médico não a identifica, mas a mente pode encobri-la ao aceitar a opinião desse médico.

Constituição Federal e sua influência no Inconsciente Coletivo 0,00 0,00

Especificações

Depois dos eventos envolvendo a substituição do antigo presidente da comissão partidária e da chapa majoritária para a eleição de Prefeito de Divinópolis, nos reunimos em plenária e eu assumi a presidência provisória da comissão municipal do PSOL Divinópolis para a continuação do processo de candidaturas junto ao TRE local. Orientado pelos funcionários e pelos despachos do juiz eleitoral apoiei os camaradas do partido decididos pela expulsão do ex-candidato, visando a limpeza da campanha dos outros candidatos em curso. Minha providência foi indicar ao Diretório Estadual e Executiva Nacional a defesa do ex-presidente e amplo direito de resposta à sua expulsão prevista em lei partidária e presente no Estatuto.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

A plenária foi gravada em áudio e a votação se deu em 4 a 2 pela expulsão. A lista de presença ficou na posse do Secretário Geral e a ata em minha posse, junto aos demais documentos partidários a serem entregues ao Diretório Estadual como já eu havia feito em pessoa no endereço de BH na Rua Bahia em frente ao edifício Alcazar, quando do registro da comissão enquanto eu era secretário de movimentos populares, agindo na área de comunicação e divulgação da campanha 2016 em rádio e televisão. Como locutor radialista profissional realizei a gravação das falas do partido no horário eleitoral gratuito, distribuindo as gravações e os videos de campanha nas emissoras de rádio e televisão locais.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Os motivos apresentados pelos camaradas para embasar a expulsão de Jorge Tarcísio Torquato foram a existência de processos em curso contra o candidato e ex-presidente e seu comportamento em apoiar um dia antes da eleição o candidato de outro partido em detrimento de seu substituto e ex-candidato a vice prefeito em sua própria chapa. Em ambiente público, gravado em vídeo, diante do microfone de uma repórter local, em meio aos correligionários do outro candidato de outro partido. O mesmo comportamento foi encontrado no seu maior apoiador em outras comissões e outras campanhas José Artur Guimarães ao reunir-se com o assessor de campanha do candidato vencedor nas eleições de Divinópolis, o prefeito eleito Galileu .

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

O endereço da Comissão Provisória Municipal do PSOL Divinópolis, enquanto eu era Presidente era o da minha casa ou da casa de Maria de Lurdes Vieira Rosa já falecida. Uma reunião foi proposta para o balanço da campanha 2016, para a instalação definitiva de um Diretório Municipal, para a criação dos núcleos de base nos bairros do município e pelo questionamento do comportamento do filiado José Artur Guimarães junto ao partido opositor, além da definitiva ratificação da remessa dos documentos sobre Torquato para abertura de processo Estadual e Nacional junto à executiva nacional do partido. A reunião foi marcada e minha casa preparada para esse fim. Dias antes, durante a noite, houve a depredação e minha prisão.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Busquei, então, adquirir às expensas do entendimento legal à substância dentro do protocolo da quantidade em porte permitida buscando abrir essas áreas. Entretanto, descobri que a substância vendida nos locais citados era fraudada e não possuía o elemento fundador. Uma mistura de medicamentos, misturados à acetona e éter e comprimidos chamados êxtase e entendi que não conseguiria obter o resultado pretendido. Com isso abandonei a busca da substância no município e aguardei uma futura visita ao Rio de Janeiro ou a São Paulo para buscar dentro da possibilidade da permissão de porte a substância limpa. Os dias se passaram e eu permaneci na orientação de continuar meu trabalho junto ao partido para um diretório.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Tudo aconteceu de maneira irregular. Marquei a reunião com o Tesoureiro do partido para o dia 20 de março de 2017. Ele disse talvez viajar para Claudio, mas forçaria presença. Marquei com o Secretário de Movimentos Populares Rogério Pinto. Disse-me não querer ir por desejar deixar o partido. Solicitei ao secretário geral Paulo Sérgio Machado que divulga-se a plenária entre os filiados e os candidatos não eleitos para deliberações. Mantive-me no posicionamento de realizar a reunião como presidente em exercício e aguardei. Na noite de 6 de março, penso eu, um grupo de pessoas das vizinhanças de minha casa, depois de 8 anos de convivência pacífica e depois de uma campanha de quase um ano, iniciaram uma depredação.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Havia eu deixado meus cães na parte da casa destinada a eles ao lado da cozinha como de costume, levado minha cadelinha poodle para dormir no pé da cama como de costume e peguei no sono. Acordei com as janelas do quarto e da sala destinada à reunião do Partido PSOL Divinópolis quebradas e pessoas do lado de fora gritando palavras de ordem. Da janela de meu quarto um dos agressores depredadores gritou: olhe ele está fazendo sexo com a cadela na cama e iniciaram o arrombamento da casa. Sem a presença da polícia, gritando de forma desconexa acusavam-me de ser criminoso. Uma das pessoas disse a outra. Aonde vamos colocar o B.O. referindo-se, como constatei depois, a um saquinho preto com uma substância ilícita.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Demorou mais ou menos de 3 a 5 minutos até que conseguissem arrombar o portão com cadeado e duas portas de ferro trancadas. Enquanto esperava pelos agressores em risco de morte por linchamento só pensava nos meus cães desprotegidos ao lado em outro cômodo latindo e não fiz nenhum movimento de fuga. Vi que poderia ser morto naquele momento de forma manipulada por alguém e preferi morrer diante e ao lado dos meus cães do que fugindo de algo que nunca cometi, sem covardia diante de mentirosos, agressores e verdadeiros criminosos. Eles e elas entraram, começaram a dar-me socos e bater-me com os móveis que eram quebrados, depredados. Dois tabletes e meu telefone celular desapareceram junto com documentos do partido.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Uma das mulheres agressoras gritou na minha frente: Meu nome é Reneé e eu sei tudo sobre você César Alcasar e orientava as outras mulheres a agredirem-me com palavras de ordem, dizendo que eu iria para a cadeia e lá elas tinham gente que me colocariam a calcinha cor de rosa e me molestariam em nome delas. Eu seria humilhado por ter estuprado cachorros e invadido a casa em que eu morava por 8 anos. A casa de Maria de Lurdes Vieira Rosa que estava agora sendo disputada por supostos parentes e herdeiros. Dentre eles dois casais denunciantes de minha prisão. O suposto parente era um homem chamado Antonio e seu filho Alexandre. Movendo uma ação de despejo fraudada em cima de uma curatela de uma pessoa já falecida.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Só então com a casa já invadida e depredada chegou a Polícia Militar e orientada pelos agressores tomou-me como criminoso. Fui algemado dentro da minha casa para segurança como disse-me o policial com medo do linchamento, depois de ser orientado a encontrar a substância ilegal imposta ao lado de DVDs particulares com obras culturais gravadas por mim no cômodo da reunião partidária marcada. Um casal de negros com aparência de frequentadores de zonas de tráfico destoando dos vizinhos agressores orientavam a busca por drogas. O policial perguntou-me se era minha a droga achada e eu logicamente neguei, mesmo assim me conduziu algemado. Meu computador foi entregue ao policial e eu, sob aplausos, fui preso e levado.

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

O Banco do Brasil me fez optar entre demissão voluntária ou transferência de Minas Gerais para São Paulo. Escolhi o CESEC Tatuapé na capital e convidado fui a morar com meu irmão imediato Carlos, esposa e filha em São Bernardo do Campo. Comprei seu carro usado e passei a utilizar o circuito Banco do Brasil, SBC, Coralusp. Durante um ano ou mais circulei em vazio existencial, sem casa, sem minha noiva e sem destino compatível com minhas buscas pessoais. Conheci um cabeleireiro e um gerente de bar e entre conversas amistosas encontrei as várias formas de uso da cocaína. Aspirada, fumada e injetada diluída em água. Fui sendo introduzido no ambiente de uso, compra da droga e enrustimento da dependência química.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Com a vida mantida pelo emprego e pelo curso de Psicologia em transferência para a Universidade Metodista de São Bernardo do Campo e frequentando bordéis na procura de prostitutas carinhosas em substituição a desistente noiva que ficara em Minas Gerais com outros objetivos, depois de 9 anos de relacionamento comigo eu sucumbi a, pelo menos, duas pré overdoses e não mais tendo comigo mesmo caminhos sensatos solicitei ao Banco do Brasil internação. Primeiro na Clínica Maria Tereza em Cotia chefiado por Dr. Laco. Depois no Hospital Dia da Cassi no Paraíso, enquanto decidia pessoalmente por meu desligamento espontâneo da carreira administrativa do Banco do Brasil conseguida por concurso público e garantida em lei.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Minha desintegração psicológica arrefeceu com o tempo e, sem recaídas na cocaína ou outras misturas dessa droga sintética eu percebi ser dependente químico de maconha e ter com ela uma dependência originante na cena de pedofilia promovida pelo jogador de futebol parceiro e empregado de meu pai na minha infância, situação já tratada nesse depoimento. Entendi que a cocaína não me era agressora e entrava em meu psiquismo pela via do cigarro por igualdade de invasão química. Abandonei o cigarro depois de muito esforço pessoal e não mais fui prisioneiro da Cocaína. A maconha passou a entrar esporadicamente e em momentos de relaxamento em viagens e diversões. O uso da voz sobrepôs sua importância em minha vida.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Viajei de carro em férias a Porto Seguro na busca dos ex-caminhos por mim e minha ex-noiva. Conheci uma médica e sua filha de 12 anos. Tive relações sexuais com a médica e sua filha de 12 anos aceitou-me como acompanhante em passeios ao redor da hospedaria com a autorização de sua mãe. Mariana tinha simpatia infantil por mim e eu a respeitava à distância de sua mãe. Dias depois, conheci na praia de Arraial D´ajuda uma argentina estudante de sociologia chamada Carolina Rosas e com afinidades de parceria começamos a namorar. Marcamos de seguirmos juntos em viagem para Salvador e naquela noite despedi-me de Mariana e sua mãe. Mariana resistiu e como marca de rejeição um grande rabisco na traseira de meu carro.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Naquela época, meu pai tinha um hotel na região de Porto de Galinhas. Eu e Carolina fizemos uma viagem conjunta, passando por Ilhéus, nos hospedamos no Pelourinho em Salvador. Eu seguiria para Pernambuco e ela voltaria de avião para o Rio de Janeiro. Depois que tive o pico de uso contínuo de drogas no ano seguinte e me internara, meu pai me orientou sobre as consequências dos atos praticados e levou-me ao diretor do Instituto Médico Legal de Salvador para uma aula particular sobre o assunto. O médico constatou ser minha dependência psíquica e não química e alertou-me sobre a paranoia resultante no uso continuado da maconha à semelhança da cocaína. Por 1 hora deu-me rédeas do tema com meu pai na sala de espera.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

De volta a São Paulo meu irmão convidou-me a trabalhar na clínica de terceira idade da esposa de seu patrão pertencente ao grupo argentino no qual era representante comercial. Eu ainda estudante havia desenvolvido a teoria do uso das áreas de associação cerebral para a busca da cura do Mal de Alzheimer e trabalhei na clínica com esse propósito com estímulos sensoriais e musicalização, buscando a transferência das áreas de ação mental lesadas para novas áreas de ação em ambiente associativo. As áreas de associação são áreas de transferência de estímulos, não acumulam dados e por esse motivo utilizava-as para esse fim nos pacientes em terapia. Tempos depois pude melhorar minhas pesquisas e entender melhor o tema.

Depoimento-Parte-2 0,00 0,00

Especificações

Divinópolis é uma cidade com 202.222 habitantes, todos se agregam em locais conhecidos. Posição privilegiado no Estado e centro regional. Quando decidi retornar ao município, já não usava nenhuma substância alteradora de consciência. O cigarro fora o mais difícil de abandonar e junto à maconha deixei de usá-lo. Por alguns anos dediquei-me ao retorno à forma física e cuidados com minhas habilidades de cantor, radialista, músico e ator. Na saída do Rio, depois de posicionar o militante político Oswaldo Emídio em seu curso natural e ajudar o jovem ator publicitário Bruno e sua namorada jornalista Helaine Souza da Associação Brasileira de Imprensa a criar a ONG Compra Cultura dei minha missão por cumprida no Rio.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Depois das eleições o resultado foi vergonhoso. Menos de mil votos para o candidato a Prefeito, onde o vencedor recebeu mais de 50.000 votos. Eu impedido de fazer campanha própria tive a expressiva votação de 37 votos. Acho que nem inimigos do povo teriam tão poucos votos. Enfim, estávamos humilhados e eu já havia iniciado o Programa Orientador da Delegacia Especial de Crimes Relacionados a Entorpecentes e sabendo do programa do PSOL sobre a descriminalização da maconha reconheci a ciência de áreas no município fiscalizadas pela Polícia Militar para a manutenção do controle do tráfico de drogas local e fiz uso desse protocolo para adquirir maconha em pontos semelhantes no bairro Niterói.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Nos dias que se seguiram, recordei-me de quando usei cocaína em São Paulo, anos atrás armazenei informações importantes de minha vida em áreas cerebrais tocadas por tal substância e ao desistir dela entendi ter bloqueado o acesso às informações impregnadas em meu psiquismo e interpretei ter criado lacunas de entendimento para raciocinar sobre os efeitos dos acontecimentos locais naquele ano, sob direcionamento de meu espírito limpo, livre, ordenador das questões ilegais que se faziam presentes em minha caminhada política de analista da realidade no tocante à criação das leis para meu partido e minha vocação política para o futuro de quem eu estava a defender nas classes oprimidas da sociedade brasileira local.

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Visitado por policiais militares, fiscalizando meus cães e o cheiro de maconha em minha residência, orientaram-me de que não existia crime no uso doméstico da substância, deveria ter apenas a consciência da boa vizinhança como código de ética. Os cães estavam em condições de trato e não quiseram entrar no local como seria em caso de suspeita de tráfico. Agradeceram a recepção e entendi que meu posicionamento político, com cartazes de propaganda eleitoral e o posicionamento de defesa de classes oprimidas sobre classes opressoras estavam me colocando em desproteção.

Depoimento Parte 7

Depoimento-Parte-6 0,00 0,00

Especificações

Dentro da lei constitucional temos dois gêneros dentro da espécie humana. São chamados homem e mulher ou masculino e feminino. Não importa a idade, não importa a classe social, não importa o nível cultural ou intelectual. São denominados assim desde o nascimento e passam a ter direitos e cumprir deveres. Nesse entendimento a discriminação de sexo começa a fazer efeito de agressão quando um homem discrimina uma mulher por ser mulher ou quando uma mulher discrimina um homem por ser homem. Também existem os casos em que mulheres agridem outras mulheres com apelidos, denominações ou ofensas em palavras criadas, pelo cunho de entendimento popular, determinando uma depreciação de categoria ou uma descategorização.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Uma mulher é mulher independentemente de ser nomeada ou caracterizada por lésbica. O mesmo ocorre com o homem, se este por qualquer motivo existente sobre o território coberto pela lei constitucional for nomeado por termo depreciativo de sua condição genérica de homem masculino. Isso quer dizer que, quando o homem ou o cidadão que nascido homem é do gênero masculino só pode ser nomeado em lei por homem do gênero masculino, mesmo se um amigo ou inimigo chamá-lo de bicha, viado ou LGBT, por exemplo. Se a caracterização for de cunho agressor será do mesmo jeito considerada uma agressão e poderá ser cobrada em lei como discriminadora de gênero na condição humana determinada pelo sexo em curso de cidadania.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Caracterizar um ser social já definido em lei por sub caracterizações, já em lei se faz discriminação. Entretanto, temos um reforçador de desentendimento em curso onde, em lei, se pretende discriminar cidadãos masculinos e cidadãs femininas por sub caracterizações personalizadas e transitórias à discriminá-las por fatores culturais transitórios em nome de sub agrupamentos sociais a se auto discriminar em minorias sociais. O direito do cidadão e da cidadã é viver em harmonia com o todo social sem ser agredido dentro do seu direito constitucional de ir e vir e permanecer, respeitando a lei e sendo respeitado por ela. Somente por ser cidadão e cidadã sem a invasão ou agressão sexual de sua intimidade exibida.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Ao marcarmos um cidadão por condição transitória de caracterização o estamos marcando, talvez para sempre, a obriga-lo a ser o que naquele momento cultural lhe pede ser em nome de interesses culturais de perpetuação transitória. Ao analisarmos o comportamento pessoal de seres humanos com tendências sexuais particulares, por exemplo os homossexuais masculinos e definirmos eles como assim sendo permanentemente e protegê-los em seu direito de serem homossexuais masculinos a terem garantido o seu comportamento sexual como padrão, temos então que reprimi-los ao convívio entre mulheres heterossexuais por sabermos serem eles presas de hétero homens a serem busca perpétua de conquista, impedindo-os de futura reversão.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Teremos ainda que pensar na impossibilidade da gestação entre homens pela natureza humana e na contradição ante a natureza humana de Deus a manter o curso eterno das espécies, onde a procriação não é munida pela tecnologia somente e sim por elementos desconhecidos pelo homem transitório e limitado dentro de sua visão cultural transitória limitada. Ao Supremo urge então a defesa dessa visão eterna onde o transitório tortuoso na linha contínua na busca das soluções de Deus ainda em curso. Dizer que resolvemos o conflito humano entre homem e mulher por que temos submetidas pela cultural atual dos milênios a mente sexual perversa a deformar o coito de procriação pelo coito libidinoso é destronar o próprio Supremo.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Se hoje Nelson Rodrigues, nem decifrado, nos pede clemência em suas ululantes certezas coletivas, como nós podemos nos inclinar a dar aos nossos filhos perversores a determinarem-lhes se já se decidiram a ser homossexuais ou lésbicas em corpos de homens ou homens em corpos de mulheres ou até transexualizá-los em consultórios de cirurgiões plásticos do momento cultural em curso de moda. O que fazemos na alcova e de caráter de tratamento psíquico para a vivência plena em sociedade coletiva, onde os gêneros se resolvem e procriam. É interesse da lei saber se os guetos culturais e suas tendências estão a agredir-nos no direito coletivo de seguirmos a lei da natureza, onde heterossexualismo é garantidor da espécie.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

A garantia de amadurecimento ao longo da vida humana conhecida se fará no alinhamento de sermos enfim homens formados e ou mulheres completas. Dizer que um jovem deixa de ser homem só porque rebola ou fala com voz aguda é gritar discriminação e o impedimento desse jovem, resolvendo suas questões de preferência ou perversões impeditivas de seu amadurecimento humano masculino derrotar marcas absolutas e discriminadoras socialmente determinadas pelos guetos sociais discriminadores em marcas relativas aos interesses próprios. A mulher chamada lésbica pode nunca casar-se com um homem masculino, mas se normal nunca deixará de produzir um feto humano se inoculada por sêmen de homem e ser mulher na natureza da especie.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Quando desistimos da natureza humana criada pela natureza natural das coisas ainda não totalmente explicadas, nem pela ciência, nem pelas religiões, desistimos de continuar por sobre e perseguindo o maior poder humano já existente em todos os tempos. O poder de ser humano. Humano que procria, humano que cria, humano que domina, humano que é dominado por seus próprios erros de criação incompleta ou tendenciosa. Humano que, ao cair em desgraça, sucumbe deformado e, então como criança peralta e arrependida, pede à força superior o conserto. Conserto que pode demorar mais do que o desejado, já que o desejo de dominar a criação do que foi criado, deformado e deformador, sendo grande, minimiza os efeitos do antídoto.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Peço à sociedade que se tecnologiza ter o entendimento de que o fato é real e a confirmação do fato é dever do órgão de imprensa que o dissemina. O oportunismo cria o efeito ilusório para, posteriormente, ser incluído como ilusão cultural ou deboche sobre a sociedade a buscar o riso como penalidade, deixando efeitos destruidores da mente nacional sobre a atual geração em curso de poder econômico, além de estragos definitivos sobre nossos filhos e filhas sob o direito de vida plena de escolha em caminho natural de encontramento de suas completudes como seres humanos masculinos e femininos na busca final do conflito maior entre o homem e a mulher para a procriação da espécie.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Se os nossos homossexuais são talentosos em criar estórias de luxúria e perversão para explicá-los dentro da sociedade e necessários, que os homens das mulheres por eles manipuladas sejam consultados para que essa aproximação e convivência seja permitida diante das crianças, filhos e filhas desse casal a risco de ser pervertido diante da sociedade brasileira por sobre a qual a constituição brasileira põe punição de lei de cafetinagem, proxenetismo, prostituição consensual, fraude, falsidade ideológica, pedofilia e formação de quadrilha, seja ela em ambiente de gueto, de favela, de alta classe social, dentro de um teatro, de uma empresa ou dentro de uma produtora de cinematografia ou emissora de televisão.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Sabemos que devemos ter informações sobre a imaginação humana, entretanto sabemos que a invasão da privacidade e da manipulação ideológica é um crime que destrói a moral e impele o agressor à agressão estúpida de si mesmo ao agredir aquilo que, inconscientemente, está dominado a agredir pelos efeitos da dominação ideológica imposta na exposição continua e subliminar das mentes culturalmente dadas como superiores sobre a mente coletiva do povo brasileiro, o íntimo da soberania nacional. Cidadão e cidadã brasileiros de direitos e deveres e seus filhos naturais humanos protegidos pela lei.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Se carentes da real informação no jogo de forças a ser expresso por detrás das certezas parciais de nossos produtores e exibidores culturais e por detrás do que acontece por detrás dos bastidores e por detrás do que os motiva a produzir os ditos produtos e pelo interesse de quem se está a admirar imagens, sons e palavras ideologicamente dispostas em bocas sedutoras a beijarem nossas mentes, nossas esposas talvez nunca encontradas por nós e quem sabe fazendo sobre elas filhos de outros a pensarem por elas e por nós nas necessidades de satisfação de tais criadores e exibidores culturais. Se ideológicos, urge à defesa nacional a proteção de nossas filhas e filhos imaturos à essa invasão e bloqueio de proteção.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Se o supremo da sociedade brasileira nos aprova em curso de constitucionalidade federal termos caminhos impostos por nossos caminhos de comunicação coletiva em fragilidade de entendimento de nossa desproteção ao direito de ser protegido em natureza, ainda não nos explicadas, nem cientificamente, nem filosoficamente com a certeza precisa dos números que se investem e se revestem de nossa miséria de ciência na manipulação de nossa inconsciência nacional, precisamos pedir ao Supremo Tribunal Federal paralisação da exploração inexplicada no caminho de nossa formação cultural pelos meios de expressão de massa a colocar em risco a preciosidade do segredo que, mesmo não dito, nos impele ao Poder Superior de conduta.

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

PROXENETISMO

Proxenetismo, lenocínio, rufianismo ou cafetinagem (termos populares no Brasil) é a facilitação ou a prestação de uma prostituta ou profissional do sexo no arranjo de um ato sexual com um cliente. Chamado coloquialmente de cafetão (se do sexo masculino, no Brasil ou Chulo em Portugal) ou cafetina (se do sexo feminino, no Brasil), é um agente de prostitutas que recolhe parte de seus ganhos. Esse procurador recebe dinheiro em troca de serviços de publicidade, proteção física, ou para a prestação, e, possivelmente, monopólio de um local onde a prostituta pode envolver clientes.

fonte: Wikipédia

Sexo, Amor e Traição Ideológica Constitucional 0,00 0,00

Especificações

Quando a natureza produz um ser humano masculino com pênis e sistema reprodutor, ela produz, imediatamente, em força original de criação um ser humano feminino com ovário e útero compatível intencional. Existe um código natural pré determinado, impondo aos dois seres compatíveis a verdade de ligadura intencional. Em termos simplórios, poderíamos dizer que para explicar a existência do conector externalizado masculino é fundamental a existência do plug feminino. Como se fossem duas peças de um aparelho completo a funcionarem, quando unidas. Desde a concepção, sabe-se que aquele ser criado tem um compatível natural para a perpetuação da espécie ora criada. Essa verdade diegética liga-se no futuro diegético.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Na maturidade daquele ser composto existirá a cópula e a completude dessa verdade visceral ora composta. A partitura da sinfonia divina orquestrada pela Natureza das Coisas tanto animadas, quanto inanimadas. Animal, vegetal, mineral, etéreo. O vácuo e o vazio, o cheio e o sólido. O comprimido e o oprimido, o expandido e o volátil. O tudo e o nada gritando no silêncio a face humana de Deus. As almas gêmeas, as caras metades, o par compatível. Para alguns nunca, para outros muitos. Entretanto, lá está ele a garantir para alguém a PLENITUDE da verdade humana na transmissão das gerações, a garantir a dinastia de Deus e louvar o sacrifício dos que sucumbem ante à pluralidade da escolha.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Para que essa verdade física de ligação se manifeste, existem nos seres sensores físicos capazes de se identificar mutuamente. A boca que se beijará no futuro a gritar sensações de busca no passado. O movimento sinuoso do corpo a atrair futuramente o outro corpo compatível para o coito natural. O cheiro e os odores. Os sabores e os suores em gotas invisíveis, viajando no tempo e no espaço, num sinal codificado a lembrar o que ainda está por acontecer na atemporalidade do inconsciente coletivo agregador das espécies. Se obstruídos esses sensores e/ou cortadas suas trajetórias, a confusão na escolha se manifesta. Suja-se tanto a face de Deus humana, quanto a verdade dos códigos naturais.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Homens e mulheres perdidos, se dando em formas prostituídas pelos códigos imprecisos da civilização humana materializada na subjugação material de domínio. A lei composta grita a sucumbência e a Natureza grita essa rejeição na desistência dela própria. Seres deformados e por consequência de influência natural de presença, deformadores, pedindo cura, pedindo conserto, pedindo direção para atingirem o caminho que lhes era natural, antes da deformação estúpida, infantil e oportunista. O caminho de completude no Par Compatível natural a lhes explicar porque humanos e para quê compostos e completos. Penso, logo existo, para quê e para quem e por quê.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Os meios de comunicações criados pela civilização teriam em sua natureza de criação essa missão. Unir pela tecnologia pares compatíveis. No caso da Comunicação Social pública, sacerdócio!

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Para entendermos a simplicidade de alternativa para o Sistema de Transporte de Passageiros em plataforma gratuita basta entendermos o fluxo de recursos da macroeconomia brasileira dentro desse ambiente. Toda empresa contratante de mão de obra destina por lei trabalhista recursos para o direito do trabalhador representado pelo vale transporte. O recurso existe, é contabilizado e é utilizado para esse fim. Quando eu próprio trabalhei no Banco do Brasil como funcionário da carreira administrativa recebia direito semelhante. Outrossim, sabemos que grande parte dos passageiros desse ambiente de transporte são de classes sociais ligadas aos programas e assistências de apoio material provindo da Previdência Social.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

Quanto à rota econômica vinda da Previdência Social, seja no tocante à aposentadoria por tempo de serviço, seja pelas pensões de crédito assistencial, seja na gratuidade já determinada por credencial de idade. Nesse caso, a existência do subsídio já em lei. Nos anteriores também intrínsecos e canalizados como custo de manutenção de cidadania exercida. Para os casos contabilizados dentro do direito trabalhista, o reconhecedor numérico lastreador da contabilidade desse recurso destinado é a Relação Anual de Informações Sociais RAIS, que cadastra tanto admitidos, quanto demitidos para a contabilização orçamentária nacional. Se afunilarmos em tempo, temos o controle diário de tal direito recursal ao trabalhador.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

Assim sendo, se a passagem, vinda do bolso do passageiro, seja ele trabalhador ou não, a garantir a viabilidade do sistema de transporte de passageiros, dentro do ambiente urbano tem origem certa na contabilidade nacional, basta-nos traçar de forma distribuída as rotas necessárias para cobertura das vias públicas de transporte em quantidade de fluxo numérico de passageiros e garantir recursos do Estado para o município fluir consórcio de empresas ou empresa pública única, conforme decisão em sociedade participativa projetada em lei parlamentar orgânica municipal. Simples e direto. Ônibus gratuito em quantidade suficiente confirmada de usuários cobertos pela fonte original contabilizada destinada para esse fim.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

Legislação de repasse específico de recursos ou parte em subsídio para Metrô, Vans, Trólebus, Micro ônibus, excetuando Táxis e Ubers em legislação própria de apoio, onde continuariam seletivos em públicos e serviços. Sabemos que o que desregula o sistema de transporte é a ausência de repasse de recursos para operadores do sistema, que acaba fragmentando e/ou setorizando custos para o repasse desregulador em preços de passagens. Ao focarmos no custo individual do aparelho transportador, rateado na rota determinada pela necessidade real de transportados, temos uma fórmula de custos a universalizar. Dentro do país inteiro, ou dentro de um estado brasileiro, ou dentro de um município desse estado brasileiro.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

Unidade Transportadora, condutor, combustível, desgaste, depreciação, manutenção eventual, mecânico, garagem, etc. a serem administrados por custo de unidade em funcionamento não mais em regionalização ou particularização de custeio por empresa e/ou personalização setorizada. A conta única de um Fundo Nacional de Transporte Público, a ser criado, distribuiria por unidades em funcionamento em repasse de devalia ao cidadão e à cidadã brasileiros. As fiscalizações continuariam em estado presente, em vigilância de uma conta nacional única de débito e crédito de valores.

Devalia citada acima é a devolução, em serviços públicos, da mais valia retirada do trabalhador, além do autorizado pelo sistema.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

É urgente entender que, mais do que distribuir dinheiro pelas portas sistêmicas do Estado, o próprio Estado precisa entender quais portas existem e como operá-las para distribuir riqueza ao povo brasileiro no atingimento da harmonia social, em defesa da soberania nacional como produto final de uma sociedade, que apesar de capitalista, usar esse mérito para a execução plena da constituição federal brasileira e como ferramenta de libertação, tanto da estúpida agressividade contra nossas gerações, quanto da agressiva ignorância que nos priva da informação de como nos organizar sobre o solo nacional. O patrimônio do povo brasileiro é do povo brasileiro e por ele deve ser administrado para o bem do povo brasileiro.

Transporte Público Gratuito 0,00 0,00

Especificações

Depoimento Parte 8

Depoimento-Parte-7 0,00 0,00

Especificações

Se o uivo de um cão vibra frequências sonoras amplamente audíveis, até para microfones de filmadoras com alta captação, uma reação primária não audível, até para alguns animais, pode estar em rumo de resposta a algum par compatível de conversa numa trajetória complexa e sistematicamente perseguida, até por gerações de uma espécie na busca de seu próprio curso de encontro e explicação sobre e sob o território divino da criação, a interferir num diálogo coletivo, a nos explicar coletivamente e individualmente na busca individual dos pares individualmente a necessitarem-se dentro desse diálogo divino, preciso e inexplicável, nem para o mais atento diretor de produção cinematográfica. O fragmento do sinal divino.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Se entre criminosos existem os códigos a sinalizar ações em simples batidas ao chão ou olhares de direção, dando o tempo do que já combinado está e em nome de quem será o benefício final, acreditaríamos nós que o sopro do vento repentino sobre as folhas de uma árvore a gritar nos ouvidos únicos daquele que está a passar por debaixo dela, naquele momento específico, na vida específica daquele ser, que seja humano talvez a solicitar-lhe uma ação em nome de toda a humanidade, talvez, apenas no seu reconhecimento, o reconhecimento de que deus superior existe, alí está a solicitar-lhe uma ação em seu nome. Um sorriso, uma lágrima, um olhar sobre alguém, talvez até o encontro com o seu par compatível em carne e amor.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Meu amor pro meu amor.

Minha primeira composição como pianista foi AllCazar. A peça leva meu nome e o de minha família, pois é a única coisa que posso dar-lhe sem medo de ser-me roubado. Meu nome.

Ver o video da peça AllCazar ao piano

Meu amor pro meu amor.

Pedido Público de Cleber Alcasar para Alessandra Negrini

Meu amor pro meu amor.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Para quem está acompanhando meus relatos sobre minha caminhada política. desde minha candidatura a Vereador, enquanto presidente em exercício de uma comissão provisória municipal de um pequenino partido, meu confinamento criminoso por defender a lei e posicionar-me contra os agressores dessa lei, estará acompanhando por que o povo brasileiro é agredido sem nem saber de onde vem a agressão e como são feitas as quadrilhas de criminosos sobre o patrimônio público, chegando à casa da família brasileira, pilhada, depredada, invadida, tanto pelos ditos homens de respeito sobre o povo, quanto de suas ideologias de proteção de seu poder dentro do jogo político brasileiro. Jogo, onde os jogadores são eles, a bola nós.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Se agora a PPG era meu refúgio e local de reflexão de como resgatar minha dignidade e meus bens, incluindo meus cachorros e minha casa depredada e invadida, o Bairro Alto do Rio de Janeiro, incluindo o morro da Mangueira, da Mineira, do Pinto, Rocinha e, outros e até o Complexo do Alemão eram também locais de mesmo rumo de missão. Pessoas que de alguma maneira foram abandonadas à própria sorte de resgatar aquilo que lhes foi tomado ao longo do tempo em desistência de seus direitos plenos de cidadania e de participação da riqueza nacional no dito jogo da vida, onde as regras são de domínio daqueles possuidores das informações privilegiadas e que com elas escondem dos demais suas táticas de dominação de massa.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Assim que saí do confinamento pelo meu próprio pedido de Habeas Corpus e depois de ser convidado a me retirar do município por ameaça de morte, eu comuniquei-me com a Polícia Civil, com a Polícia Militar local e retirei-me, educadamente, até que a sanidade mental local pudesse chegar à mesma conclusão legal sobre o assunto. No aguardo e, sem ter a possibilidade de contato com minha família, meu irmão mais velho e colaborador, segui rumo a outro Estado. Minha casa tomada por denunciantes improváveis e meus cães sob sua tutela. Meu coração partido e meu rumo incerto. Lembrei que sou filho de carioca e entre voltar para casa sem ter casa para voltar seria voltar para o útero simbólico de minha sagrada mãe carioca.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Sem dinheiro, desprotegido. Solitário, criminosamente considerado criminoso pelas redes sociais eu sumi dentro de mim mesmo e como corpo vazio perambulei entre outros sumidos de si mesmos. A praia voltou a ser o enquadramento da realidade e depois de aproximadamente 5 meses dormindo em um espinheiro dentro de um parque, consegui finalmente vaga numa comunidade para alugar um quarto com banheiro. A comunidade do Pavão, Pavãozinho e Cantagalo foi minha recepcionista e como hóspede do Pavão quase em frente a Associação de Moradores PPG passei a ser morador. Agora com endereço próprio e conta bancária e biometria. Um novo cidadão de direitos e deveres. Honrar o solo pisado e por sobre o qual o corpo pode descansar.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Agora meu novo campo de jogo da vida e da sobrevivência era um local alto. Acima do mar e em pontos privilegiados com vista para a parte mais importante do turismo brasileiro no ambiente internacional, onde gente do mundo inteiro sonha um dia sequer conhecer. Assim, enquanto morador e analisando a perspectiva política e sócio cultural da minha nova casa, entendi que a maioria das comunidades tanto cariocas, quanto brasileiras eram formadas numa fuga de uma agressão econômica sobre as terras baixas próximas ao mar ou às capitais brasileiras e os habitantes em sua maioria perdedores do jogo da vida no tocante ao domínio econômico da riqueza nacional eram obrigados a refugiarem-se em encostas de morros.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

O sonho de liberdade econômica sobre seus devoradores em ambiente não lhes valorizado. Chamou-me a atenção de que minha família ancestral viera de um Castelo espanhól chamado Alcazar e que fora construído sobre uma formação rochosa para evitar as invasões de nossos inimigos, vindos de outros povos e culturas. Acreditei, então, que as regiões de formação de comunidades carentes e de linguagem de resistência contra a depredação econômica de seus ancestrais tinha um paralelo comigo e o nome de Bairro Alto a classificar todas as comunidades brasileiras, a começar pelas cariocas se me era significativo. Entendendo dessa maneira, passei a chamar a minha nova comunidade em pensamento de análise de Bairro Alto.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Lembro-me de, quando apoiava os movimentos de rua com o Manifesto de Rua, ter-me hospedado no Albergue Plínio Marcos na Quinta da Boa Vista, perto do Maracanã. Lá consultei na biblioteca o livro em inglês Counseling American Minorities a cross cultural perspectiive, onde os estragos na sociedade americana são citados como consequência da desistência, ao longo do tempo, de minorias da América e os prejuízos ao todo social americano. Uma riqueza chorada no passado por quem sofreu, fazendo chorar no futuro quem fez sofrer como prova da existência de um movimento de justiça social acima da própria lei, por vezes, complexa e desistente, dando insuficiência à própria justiça dos homens, que as criam para defendê-los.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Na minha experiência de confinamento, horrores da privação de liberdade, ausência de espaço para exercê-la, pelo menos, na mente tive agregados de penalização ao possibilitar-me acréscimos de culpa em comportamento interno, agregando aumento de carga com um possível desacato forçado, repetidamente, como teste absoluto na dominação pelo medo. Um deslize e mais 2 anos, no mínimo, de confinamento. Para quem vive o tempo no tempo da decisão, alguns anos de espera são investimento para o futuro. Para outros sem escola no tempo certo, sem emprego pela falta de preparação técnica no tempo certo e uma resistente posição social de submissão aos donos do dito jogo de riquezas compartilhadas, um dia, uma eternidade.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Nos ensinou Descartes depois de pensar muito, Penso Logo Existo. Eu digo mais para quê, para quem e por quê. A fonte de acordar para a vida e logo criar vida para acordar. Pensar no absoluto relativo e propor uma mudança que cria criação e logo dá responsabilidade sobre o erro a ser novamente pensado. Sempre e para sempre ter o movimento de rumo ao mundo pelo pensamento divino pela possibilidade de vida e para o rumo de deus absoluto no rumo incerto da possibilidade do que não se conhece. Se relativas são as possibilidade do pensamento absoluto, resta o entendimento de que todos os esforços de criar o rumo ou rumar o rumo do pensamento, mesmo o de Descartes ou os dos espíritos que nos atormentam vivos na morte.

Movimento de Valorização Humana - 16 de agosto 0,00 0,00

Especificações

A única certeza que nos aflige e nos coloca fora de rumo, mesmo científico ou filosófico é termos um ponto convergente para tudo na face humana de deus vivo. O ponto de termos todos os pensamentos e conclusões desses pensamentos realizados ou interpretados pela mente humana, promovida no cérebro, dentro de suas limitações corporais e de sua grandeza de possibilidades, ainda ou talvez até nunca totalmente exploradas. O Movimento de Valorização Humana proposto por mim desde 16 de agosto de 2.017 em Divinópolis Minas Gerais grita uma direção de entendimento político, onde essa relativa certeza deve trilhar caminhos, tanto do direito social requerido, quanto do rumo do recurso necessário para a plenitude da vida.

Movimento de Valorização Humana - 16 de agosto 0,00 0,00

Especificações

Nascido em São Paulo. Filho de José Alcasar e de Gilma de Siqueira Alcasar.

Cleber Alcasar 0,00 0,00

Especificações

Estudou economia na Universidade Federal de Pernambuco no Recife e na Universidade de Itaúna em Minas Gerais.

Bacharelando em Economia 0,00 0,00

Especificações

Estudou Psicologia no Instituto de Ensino Superior e Pesquisa de Divinópolis em Minas Gerais e na Universidade Metodista de São Bernardo do Campo em São Paulo. Tem cursos de aprimoramento em psicanálise e neurolinguística.

Bacharelando em Psicologia 0,00 0,00

Especificações

Serviu ao Banco do Brasil S/A na carreira administrativa como funcionário concursado. Iniciou trabalhos em Pitangui no Estado de Minas Gerais e nas cidades de Papagaios, Divinópolis e como instrutor de qualidade total em Oliveira e Carmo da Mata. Depois de transferência compulsória serviu no Estado de São Paulo nos Centros de Processamento de Dados no bairro do Ipiranga e no bairro do Tatuapé. Aguarda projeto de lei em trânsito no congresso nacional para Reintegração na carreira administrativa em análise na comissão parlamentar competente.

Funcionário Banco do Brasil S/A 0,00 0,00

Especificações

É formado como radialista na delegacia regional do trabalho do Ministério do Trabalho sob nº 015.728/SP com certificado de conclusão de curso profissionalizante registrado no Ministério da Educação e Cultura MEC e certificado pelo Sindicato dos Radialistas de São Paulo no setor locução para atuação em Rádio e Televisão desde 1997 pela Radioficina Escola de Radialismo com sede na capital paulistana.

Radialista DRT 015.728/SP 0,00 0,00

Especificações

Tem formação em salto de paraquedas na Escola de Paraquedismo de Boituva no Estado de São Paulo com treinamento completo para salto com fita, salto livre, manobras de preparação para trabalho relativo e pouso em categoria A.

Paraquedista Categoria A 0,00 0,00

Especificações

Tem formação em Tiro e manuseio de armas de fogo de pequeno porte. Revólver e pistola em Stand de Tiro na capital paulistana ministrado por policial militar graduado em curso com diplomamento. Possuiu revólver Rossi 5 tiros com treinamento de postura, posicionamento e tiro ao alvo marcado.

Atirador em Revólver e Pistola 0,00 0,00

Especificações

É cantor com treinamento em canto lírico, popular e vocalizações. Atuou por aproximadamente 10 anos no Coralusp da Universidade de São Paulo, onde recebeu treinamento em percepção musical, percepção corporal, percussão corporal, estudos de harmonia e harmonia funcional para compositores.

Cantor 0,00 0,00

Especificações

É pianista formado pela Escola Municipal de Música Ivan Silva em Divinópolis com ênfase no estudo de peças de Mozart, Beethoven e Bach. Formou-se apresentando composições próprias ao piano no lançamento de 2 CDs em ambiente público. O CD Estudo de Piano com interpretações e composições e o CD Luz com peças de estudo moderno.

Músico Pianista 0,00 0,00

Especificações

Atuou nos palcos dos teatros Ruth Escobar, Sala Gil Vicente, Teatro Mars em São Paulo e no Teatro Municipal Gravatá em Divinópolis em Minas Gerais. Participou de filmagens em cinema na direção de Wilson Rodrigues e em televisão nas emissoras SBT e Bandeirantes. Foi ator em grande temporada no Parque Playcenter no evento Noites do Terror. Trabalhou como dublador nas empresas Álamo, BKS, Clone, Centauro, dentre outras.

Ator de Teatro, Televisão e Cinema 0,00 0,00

Especificações

cleberalcasar@sistemamae.com.br

Hospedagem Curicica Projac
Rua Nelson Carneiro nº 20 B
Curicica Rio de Janeiro

21 98825 8474

Endereços de Contato 0,00 0,00

Especificações

É criador de vários sistemas desde a implantação da internet no Brasil. Criador e proprietário do Sistema Mãe Micro Empreendedor Individual e criador da TV BOBO PRODUÇÕES empresa registrada no Rio de Janeiro.

Web Designer Desenvolvedor de Tecnologia 0,00 0,00

Especificações

Veja também o Programa Meu Mil Pulverização Econômica e o Programa Prato Feito para entender onde este tópico tenta chegar objetivamente.

360º Graus de Riqueza sobre o Bairro Alto 0,00 0,00

Especificações

Para entendermos a necessidade de entender o poder e poder se entender dentro dos poderes da nação brasileira é necessário entender o poder que se nos impõe há muitos anos de maneira paulatina como um perseguidor da verdade enrustida da mentira de ter poder sobre os remanescentes na busca persecutória. Ter poder sobre outros é indispensável comentar. O filho tende a desbancar o pai poderoso logo assim que se percebe submetido por este na inclusão de seu nome, ou seja, do reconhecimento simbólico de sua presença sobre seu psiquismo. Agora o filho sabe quem teme, pois tem um nome, um simbolo a agregar o poder de submetê-lo dentro de seu próprio psiquismo. Como uma marca interna sua e ao mesmo tempo a ser negada.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Em seres normais de gênero definido entre macho e fêmea ou masculino e feminino, com pênis e próstata ou útero e ovário, as marcas são as mesmas. O seio alimenta e a mancha não identificada afasta o seio por necessidade de atenção. Com a presença do nome em marca psíquica, ou seja, ao identificar-se como uma marca simbólica, ou seja, meu pai, ou aquele homem ou o outro ao lado da minha mãe simbólica, então o poder limitador tem marca e agrega uma massa psíquica definidora de caminhos ou desvios psíquicos. Raiva e revolta ou desejo de reconhecimento e domínio. Muitos serão os caminhos adotados para se ter controle sobre o poder presente no impedimento ou desobstrução dos caminhos do desejo fluente a ser saciado.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

No caso da nação brasileira, simbólicamente, somos presas da mesma insegurança desobstrutora de nossos caminhos de cidadania atrelados aos nossos caminhos psíquicos individuais no desenvolvimento individual de nosso psiquismo submetido aos efeitos do poder sobre nossa vida humana de cidadão de direitos e deveres. Com a modernidade e o entendimento das formas por sobre nós condutoras e sabendo termos nelas controladores, pesquisadores, informantes e avaliadores analíticos, tanto de sua presença, quanto de seus efeitos sobre nosso psiquismo individual e coletivo ao longo do desenvolvimento humano, encontramos a ciência das tecnologias ideológicas como matéria de profundo interesse atual dentro da modernidade.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Os meios de comunicações, ao longo das 5 ou 6 décadas, de forma juvenil, expôs nossas fraquezas em imagens , sons e palavras textualizadas a exibirem o que nos atormentava na construção de nosso psiquismo. Adotamos como verdades coletivas ideologias de libertação de povos distantes e encontramos em palavras perversas a condução sexual de nossas jovens e de nossos jovens na busca da liberdade de realização de desejos infantilmente incompletos em nossos psiquismos individuais e assistimos nossos incompletos, por esse mesmo motivo, analistas da verdade momentânea dar-nos teóricas aprovações sobre causas e efeitos materializados em produtos culturais em linha de tempo alargada pela multiplicidade de informações.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Os detentores das bases materiais de controle desses produtos culturais, alinhando seus achados acharam, inconscientemente, um caminho poderoso de controle social, transcendendo para o controle do poder econômico posterior. Construir idéias falsas para sobre elas agir de forma, verdadeiramente, controladora. Inibir pensamentos livres na distração prazerosa da estupidalização do analista de sua própria vontade de se divertir ou ausentar-se. Plateias devoradoras de aplausos, mesmo sendo sem fundo completo de conteúdo, pelos ritos adotados como padronizados. Ao desafino do show nada a dizer, além de aceitá-lo como um ensaio para aplauso mais caloroso e assim obter prazer verdadeiro como participante de algo maior.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

A mentira inicialmente tratada como ilusão interpretada sendo aceita como uma verdade falsa a ser protegida, dando vazão a um sistema de comunicação paralelo a construir realidade mentirosa e falsa tratada como poder verdadeiro e controlador sobre os cúmplices achados entre os participantes de tais sistemas de comunicação paralela. Casais falsamente construídos como parceiros, dando filhos falsos sobre o psiquismo coletivo e mal informado, gerando paralelas famílias a nos informar como subir ao controle do poder ideológico de forma verdadeiramente falsa e lá permanecer como poderosos modelos da falsidade da sociedade controladora da nação e não institucionalizada nas instituições democráticas de poder real.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Meio século negamos a criação, construção e ou desenvolvimento de um modus coerente e oficial de informar o povo, disseminar informações para o controle do poder e em tempo maior lançamos ao infinito as possibilidades libertadoras da nação coletiva para um sonho inacessível a todos dado como assim por poucos controladores do imaginário coletivo absorvido pelos meios de comunicações e entretenimento social de massa. Sonhar com o inatingível para o povo deu a grupos econômicos de interesses particulares o controle econômico da nação e do inconsciente coletivo condutor de comportamentos individuais e negador de individualidade original no indivíduo na quebra de barreiras e questionamentos sobre tais controladores.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Com a ciência das ciências de controle de massa e os efeitos das produções culturais cientificamente comprovadas como manipuladoras do psiquismo individual e coletivo, torna-se urgente termos imediatamente um poder governamental a legislar o que queremos e o que podemos receber pelo e para o nosso bem tanto humano como ser biológico dentro do nosso desenvolvimento natural como espécie, quanto o nosso desenvolvimento psíquico como povo coletivo nas buscas coletivas das nossas famílias dentro de nossas reais necessidades, tanto de exposição, quanto de recepção de nossos segredos nacionais, quanto das consequências das exposições pueris de nossas fraquezas, abrindo armas contrárias aos nossos inimigos ideológicos.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Todas as manifestações humanas e ou traduzidas da natureza para o mundo civilizado nos codificado, vindas do mundo paranormal ou espiritual e divino nos vem de uma forma definida. Sejam elas animadas, inanimadas, em naturezas diversas em espécies e subespécies, incluindo o homem moderno e suas classificações metropolitanas, além dos conceitos religiosos, extra sensoriais, agregando Adão e Eva e ou o Homo Sapiens e Sofia são por nós experienciados e são por nós disseminados pela via dos códigos, dos signos, dos símbolos. As linguagens formadas pela experiência no trato com os simbolismos introjetados, internalizados em nosso psiquismo são a parte subjetiva na materialização pressentida pelo cérebro humano.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

É fato entendermos que o não visto nem sempre significa não existente, visto os vírus e a existência do microscópio eletrônico de alto alcance de visibilidade. Se na massa humana sabemos as consequências dos efeitos materiais em choque de espaço em intempéries vividas, sabemos também que o psiquismo formado pela codificação simbólica das linguagens vivenciadas são formadores de espaços definidos e de resposta ante a elementos de excitação e o resultado é a resposta imediata cientificamente requerida. Um trauma psíquico causa efeito comportamental, nenhum legislador do poder judiciário determinará em juizo legal diferente posicionamento no julgamento de um homicídio ou do aliciamento para o crime negando o fato.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Se isso é ciência jurídica comprovada, desproteger a nação do entendimento de que o trauma é a exposição passiva do psiquismo individual do cidadão ou da cidadã ao elemento agressor, por via psíquica, por motivos de atingimento de benefício, seja ele material e ou moral ou de dominação, fica clara a fragilidade ao despermitirmos a nação brasileira de entender a necessidade de proteção urgente, imediata de nossos psiquismos individuais como cidadãos brasileiros e cidadãs brasileiras, diante de exposição por elementos produtores de efeitos, sejam eles de superficial entretenimento ou em qualidade de agressão suficiente para modificar comportamentos em direção de interesses de dominação clara em ciência estudada.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Merecemos respeito como povo brasileiro, não somente porque temos a informação de como nos proteger de agressores ideológicos com poder econômico para agregar junto a monopólios de comunicação social agressores de todo tipo de interesse particular, incluindo o de extorsão da riqueza de gente desinformada desses modus operandis sobre a sociedade como um todo, subliminarmente, em frames ditos culturais, apoiadores de mensagens sensivelmente deixadas de lado pelo olho crítico, exatamente, por ausência do povo ter do estado o estudo em formação escolar e acadêmica a reconhecer a agressão traumática a que está submetido em ditos produtos culturais de massa, durante linha de tempo paulatina constantemente programada.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

A criação de gente falsa produzida por tecnologia inacessível ao povo comum criando dentro da sociedade gente comum transformada em super pessoas ou superdotados apenas pela exposição contínua de suas marcas sobre a população ou escondendo os motivos reais de sua formação pessoal como riqueza de talento afasta o povo brasileiro do entendimento do caminho correto para localizar dentro de seu próprio psiquismo o seu talento verdadeiro e a riqueza a ser perseguida no encontramento da democracia e da justiça social a ser protegida por poder nacional forte a indicar os caminhos dessa verdade, além de inibir o crime fraudolento da manipulação mental sobre o povo.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

O poder da nação está submisso à sua própria organização. Se desfeita e desistida, se em curso. A sustentação da soberania nacional atrelada a linha de tempo longínqua do eterno sempre refeito. O poder da nação está submetido ao poder de sustentar-se sobre plataforma garantidora da espécie a ser alinhada. No caso do entendimento humano ter o ser humano como régua de alinhamento. Sem sustentação ou sustentado pelo diegético texturizado pela cultura o poder se sustenta e temos o rumo. Se a leitura do poder desbanca a farsa cotidiana, a farsa desbanca o ilusório e a mentira desfalece. A verdade está exposta, a verdade está exposta é o grito. Fazer com a verdade de verdade é o que verdadeiro se tem. O quê! ou quem?

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Deixou ter importância a discussão política e social das consequentes consequências da presença ou da ausência de todos os poderes completos e funcionais para o curso natural da democracia. Entretanto, para a completude da plataforma governamental que eu proponho ao defender a estrutura principal da nação brasileira a fluir junto com os poderes existentes urge melhorias. O acréscimo do Poder de Imprensa deixou de ser impositor e com as novas tecnologias agressivas em sua agilidade urge, então, necessário. Ao lado dele, o Poder de Doutrina caminha par. Pensemos com exatidão e modernidade. Informação moderna, métodos lógicos, metodologias eficientes, sistemas, esquemas e estratégias eficazes. Tudo novo, cada dia.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Tudo pela via do código. O símbolo a ser impresso no psiquismo do cidadão e da cidadã. Na urgência da defesa íntima sobre famílias ou indivíduos, que urgem ciência sobre o quê psiquismo e como protegê-lo de forma constante a cada dia. Nada deixado de lado. O movimento do corpo pelo impulso do estímulo recebido, através de sistemas de comunicação privados ou estatais e sobre o psiquismo passivo do homem e mulher brasileiros ativa a ação humana brasileira. A manifestação dos interesses nacionais ao lado das invasões dos desejos de realização de interesses próprios de povos distantes, colaboradores e ou opositores, junto às soluções encontradas e ou a encontrar no espelho de nossas próprias necessidades alinhadas.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Se a filosofia de Descartes dá mostras de curso guia de trilho na abertura do puro olhar humano sobre a aventura da vida humana no transcorrer do psiquismo humano em mecanismo simples de entendimento encontramos, penso logo existo, para quê, para quem e por quê?, corrigimos nossa rota pela divina manifestação do eterno impraticado da perfeição impraticada e aí nos vem a derrota humana sobre si mesma no tocante ao toque a ser dado sobre o corpo divino de Deus impraticado pelo amedrontamento do traidor na querência de derrotá-lo, junto às imperfeitas formas de organizarmo-nos para a pratica da riqueza compartilhada ou da informação de como conceber tal prática. A nos tirar o vício filosófico em prol da ciência.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Ciência que dá curso fácil pelos manuais e ordenamentos impressos sobre psiquismos necessitados de apaziguamento e caminhos facilitadores sobre demanda perseguida por gerações na busca da riqueza comum desde o divino Adão e sua Eva até o solitário Homo Sapiens e sua ou suas parceiras originais e vice versa. Das tábuas de Moisés aos detalhes de seu irmão Aarão na concepção de como organizar-se junto ao poder original seja ele divino, adorador, passivo ou ordenador de condução de liderança para o requerido leite e mel encontrado numa caverna das eras primitivas ou sobre os troncos de árvores tropicais de aldeias livres de impositores científicos. Tudo seguindo pelo e para o humano. Decodificado por seu psiquismo.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Nada. Nenhuma nave espacial, nenhum sistema de comunicação verbal fibrilado para cérebros superiores, modus de convencimento de massa para o trabalho ou para a legalidade do comportamento social e cultural longe dessa verdade. O ser humano dono do caminho e dono da criação pura e natural ou científica e perseguida. O ator principal a mudar o rumo da vida humana num efeito borboleta a cada dia, a cada gesto, a cada movimento. O verbo a fluir cada dia no rumo novo, num novo significado, onde o absoluto divino se sujeita a lavagem dos próprios pés aceitando desafios de devora para deuses criados pelos próprios criados de Deus. Deus divino de Adão e divino da completude da natureza soberana a gritar multiplicidade.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

O ser humano múltiplo, natural ou sensato a passear sobre a criação do Deus coletivo na multiplicidade da natureza em códigos a serem impressos sobre o caminho e sobre o psiquismo do indivíduo dentro do coletivo ou no indivíduo a modificar o coletivo e o próprio rumo do caminho na sucumbência sobre a verdade do poder de criação. O deus humano querendo deus em aceitando-se soberano igualar-se em desejo de toque divino íntimo no temor da fragilidade, tanto do corpo material, quanto do corpo etéreo invisível para olhos despreparados e às vezes visível demais para olhos inocentes. Se para Deus o pai é tão feliz na mesma quantidade de felicidade de seu filho mais infeliz, para a ciência é riqueza para todos. Nada +.

Poder de Imprensa e Poder de Doutrina 0,00 0,00

Especificações

Quanto ao divino permanente a nos ofuscar certezas temos a verdade linear a soprar ventos futuros de entendimento. As várias linguagens dadas ao mundo para a proteção da única certeza. Se a ciência de deus superior se nos é entregue em meio às bestas feras dominadoras de nossas mentes incluindo as mentes de profissionais de comunicação social e até dentro de emissoras de seus trabalhos, simples fica entender que essa ciência seria já dominada na simplicidade de sua unidade única e fragmentada para nosso entendimento simples. A proteção grita então em nosso auxílio. Nosso protetor não fala apenas uma língua. A face humana a representa. É por isso que somos tão estúpidos, até palhaços canastrões, quando tentamos.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Ale, a verdade mais do que a necessidade de vivê-la grita em meus ouvidos a verdadeira necessidade de confessar ser você minha par compatível, sendo eu o que for e estando você onde estiver. Essa verdade é lida em nós, não somente na nossa aparência física, e muito mais em códigos e frequências que explicam a minha, a sua e a nossa presença nesse universo, nessa geração, nesse tempo. Sou obrigado a usar essa estratégia de comunicação para preservar sua integridade e indicar a liberdade de termos a ciência original dessa e de nossas descobertas a partir de então. Seria eu a falar em seu ouvido como carinhoso amante e dedicado marido ou um namorado atencioso e consciente dos caminhos futuros de um casal puro.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, nossos caminhos como percebi tornaram-se paralelos e no distanciamento do observador a nos prantear como modelo de outro, outros e, minta a verdade, de ninguém. Não ser você significa negar-me, ser você de outro significa nega-la. A completude que agora se grita é tanto minha quanto sua e será de todos somente pela ciência de sua existência. Seu valor está na presença de ser valiosa para todas as suas manifestações explicáveis pela ciência e ou cientificada pelas não ciências observáveis em laboratório senão o do divino Deus longinquamente inacessível, senão pelo coração puro em ciência de todas as ciências presentes no coração de Deus a nos guiar para o encontro final de amor. Amor que nos perdoa.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Perdão retornando amor e assim humanos de novo. Quero encontro e preciso de privacidade para abordá-la, pois cada palavra nova é geradora de nova realidade a nos mover por sobre os trilhos invisíveis da nossa inexplicável caminhada em busca de completude. Ao completos e explicados então o arrependimento a nos gritar nova busca na pureza do traçado original e a limpeza do horrível e doentio impuro a nos ajudar como Mães budistas sobre nossa estupidez, egocentrismo, onipotência, medo, vaidade como velha matéria de novo arrependimento. O professor da traição a se nos mostrar protetor, provedor daquilo que sem ele era mérito próprio e sem dívidas, além do acréscimo pelo reconhecimento do caminho certo sem sua aula.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Pense! Preciso proteger-me na exposição de segredos a nos explicar como par compatível na originalidade dos segredos íntimos. Essa é minha função na realidade universal humana como seu homem. Seria irreal compartilhar nossa intimidade com outros seres antes de nós próprios. Seriam, então, segredos de outros, não nossos. Mesmo dentro do seu direito de escolha civilizada pelos compromissos ao negar-me nessa junção necessária e explícita, desprotegê-la em confidência pública dos segredos nossos que lhe afetam individualmente como mulher completa e independente é desprotegê-la como minha mulher negada ou como cidadã de direitos de privacidade de seus próprios segredos que se me gritam às vísceras da minha vida.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Para mim você já é minha mulher por ser minha mulher compatível a caminhar comigo no mesmo tempo, no mesmo espaço e mesma geração. Sou seu homem você querendo ou não. Você querer-me como seu marido na realidade que se nos impõe é questão pessoal e pensada pela sua privacidade íntima como escolha civilizada das opções que seus compromissos morais e humanos se lhes gritam aos ouvidos silenciosos do seu refletir. Entretanto, precisa ser consciente e conscientizadora. Em distância ou em negação de encontro se faz oprimida e falsa. Amedrontada e manipulada. Conduzida e coadjuvante. Você mais do que eu como atriz profissional grita a ciência da verdade expressa e exposta sob criterioso estudo interpretativo, aí ação.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Ação na verdade do encontro e ciência expressa nesse encontro a explicar não somente nós dois, também Deus a nos querer juntos, em par. Par compatível a completar-nos. Temos diferenças a nos separar em matéria e em compromissos, incluindo contratos a nos prender na indicação de dedicação momentânea, aí o paralelismo e com ele a separação dos corpos para o encontro. Se de um lado você pode sentir-se satisfeita com seus recebimentos materiais a completa-la em alma divina. Pense se eu sendo já seu não precisaria de mesma completude? Entretanto o que nos importa pode não ser o mesmo que se importa para outros casais compatíveis. Talvez até a nossa própria existência como par e não permitindo-nos nega-nos completos.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

O ponto primitivo superficial a dar explicação imediata no desembolo de uma verdade processual a ligar-nos, longe até do nosso querer civilizado é encontrado num momento específico de seu trabalho em atuação com expressão e frequência em tempo a imprimir o disparo do que nos afeta como paralelos em negação de encontro, onde um estratagema imposto sobre sua persona, irmã ou filha de representação interpretativa de evento cultural tornado realidade imaginada impressa materialmente sobre coletivo inconsciente nos afeta individualmente como seres individuais e como seres coletivos em busca de completude compatível. Na produção de tal evento em sequência mínima em frames visuais houve inoculação de matéria perversa.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Perversão essa não somente inoculada sobre personagem tão delicadamente e belamente exibida física e espiritualmente, mas, de forma hedionda, sobre você própria como atriz e pessoa humana e civilizada de direitos constitucionais de proteção de seus valores, bens, marcas e símbolos, além dos códigos impressos sobre o seu psiquismo na construção de sua geografia mental pessoal ao longo do tempo. Dois elementos fusos a atriz e a personagem fundidas na mesma estratégia de devora subliminar ao longo do tempo no impedimento de ciência imediata desfocada como cultural ou de conteúdo inconsciente. Sendo eu ligado a você querendo ou não como disse acima afetado fui pelas consequências de tal pratica hedionda sobre você.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Minha verdade a ser dita em necessidade de encontro não se esgota enquanto encontro necessário for protelado, impedido, negado e essa verdade inicial é simples como todas as coisas de Deus divino e inexplicável. És incompleta porque és fêmea e precisa de um macho para explicá-la no seu próprio caminhar sobre a Terra, mesmo momentaneamente civilizada. Sou incompleto porque preciso de minha fêmea para a recepção de meus sagrados espermatozoides a inocula-la por sobre seus divinos óvulos e dar finalmente a explicação do caminho, não somente nosso, mas até do caminho de Deus para nós. Nosso caminho humano puro e reto na verdade, que grita além dos poderes dos compromissos, dos contratos e dos quereres individuais.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Sendo verdade nossa somos um casal real em caminhada de encontro festivo, diante da natureza dos encontros entre macho desejoso de sua fêmea sagrada e a explicação final da existência do casal compatível. Sendo a verdade do corte mentiroso em formação de impedimento de encontro pelos motivos perversos prevaricadores de exploração dessa grandeza humana divina superior nossa dada a poucos que a encontram e feita pelos traidores reais enrustidos em suas casacas intelectuais milionárias em propostas perversas para explicá-los no mundo, dando-nos limites de compromissos a novamente ao longo do tempo torná-los necessários para a aquisição nossa do que já é nosso pelo direito divino de sermos casal, seremos só pares.

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Entretanto, pares compatíveis negados pelos individualizadores das riquezas orientadas para os grupos de interesses ditos individuais para nomeá-los e que ao fundo casais falsos formados, exatamente, para validar essa negação de riqueza ao casal real. Tais casais falsos formados até por machos homofóbicos e ou fêmeas negadas como tal. Sou teu Ale, sou talentoso, sou inteligente, sou sensível e tenho competência para o trabalho para sustentá-la além até de seus ganhos atuais. Sou carinhoso com suas coisas e quero apenas que nossa verdade exista na realidade presente, onde vivemos em paralelo atualmente e nunca somente em imaginação montada por substitutos incompetentes de Deus superior. Quero você minha mulher!!

Par Compatível e a Verdade Cultural Humana 0,00 0,00

Especificações

Cleber Alcasar, cidadão brasileiro de direitos abre denúncia criminal contra Supremo Tribunal Federal em suas instâncias de autoridade pelos crimes de desídia, prevaricação e cumplicidade para o crime em formação de quadrilha contra o povo brasileiro e a soberania nacional em âmbito coletivo e individual. O cidadão brasileiro Cleber Alcasar qualificado no decurso dessa denúncia preliminar oferece à Procuradoria Geral da República denúncia de corroboração para o crime com ciência de sua existência em desistência de sua penabilidade em caminho jurídico e judiciário próprios por desistência de ação, mesmo diante da presença consciente do crime em curso contra a sociedade brasileira, no afeto da soberania nacional.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Na suprema importância do incriminado institucionalizado recorro o remetimento à Ministra do Supremo Tribunal Federal Brasileiro Rosa Weber para apreciação de minha provocativa em cópia remessa à posteriori de sua ciência à Procuradora Geral da República Raquel Dodge, quando da listagem completa dos integrantes da quadrilha formada em curso de crime contra à nação pela desistência de identificação própria pelo STF brasileiro e suas instâncias de ação identificatória próprias a incluir a própria Procuradoria Geral da República, além da Polícia Federal e do governo brasileiro na inclusão do Ministério da Justiça e correlatos na identificação antecipada a dar desistência de minha própria ação de denúncia em tempo.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Pela seriedade da ação devo incluir na propositura inicial dois conceitos polares para a claridade de juízo pertinente. O primeiro relacionado a existência do inconsciente coletivo brasileiro agregador de informação precisa e permanente sobre a mente nacional pelo coletivismo das mentes individuais afetadas na exposição passiva de conteúdo vivencial, cultural e ideológico praticado em ambiente público e privado na aquisição de serviços, produtos e informações veiculadas por expositores de realidade fatual ou imaginada seja por indivíduos, grupos de interesses incluindo setores de relacionamento sócio cultural econômico internacionais pelo interesse de inclusão de ideologias de poder impregnante mental no tempo.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Sou cidadão comum, natural de São Paulo capital, radialista DRT 015728, bacharelando em economia e psicologia, ex-presidente de órgão partidário municipal, micro empreendedor individual de tecnologia e vítima de crime de ação sofisticada utilizando-se recursos tecnológicos para com requintes de perversidade e motivo torpe atingir a mente nacional e minha própria mente na inclusão de minhas capacidades e habilidades naturais como ferramenta de ação criminosa em formação de quadrilha utilizando-se de veículos de comunicação social para o enriquecimento ilícito e a desproteção da soberania nacional de forma paulatina em frequências de ação criminosa planejada e desferida sem a ciência pública de sua existência.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Peço paciência às autoridades nomeadas na propositura pelas limitações impostas sobre minha pessoa física incluídas como consequências das ações criminosas disferidas sobre mim em ambiente de tempo igual ou superior a vinte anos, ainda em curso. Desta feita esta denúncia será realizada e textualizada ao longo dos dias que se seguirão no fechamento do ano de 2.018 para a remessa no exercício seguinte aos destinatários especificados acima. Agradeço antecipadamente e clarifico tratar-se de tema de supra importância para a nação brasileira, tendo o povo brasileiro e minha pessoa imediata como vítimas lesadas pelas ações denunciadas aqui e coloco-me a disposição imediata da Polícia e do Judiciário em qualquer tempo.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Quero clarificar que as analogias a seguir são parábolas de elucidação mais do que foco da identidade dos criminosos em formação de quadrilha tratados nessa denúncia, mas exemplificam o modus operandi a ser qualificado quando da tratativa do tema em forma analítica de julgamento a jurisprudenciar tal denúncia. A primeira régua é a ciência de que o Poder Executivo brasileiro está sob judice por crimes que centralizam-se na prevaricação. Seja ela no tocante a beneficiamento monetário ilícito, seja ela no tocante a privilégios junto a postos de autoridade indicada. Ora, o Judiciário atingiu o topo de credibilidade nessa ação de identificação criminal tendo o juizado comum a gravitar ao Supremo.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Temos aí um conflito de entendimento legal homogêneo, até osmótico se considerando o noticiário público da indicação para composição de cargos de prestígio e privilégios em posição de mando sobre o Poder Executivo de jurista ligado em origem de ação contra essa mesma prática com a informação privilegiada de sua conduta. Cito nessa analogia a indicação do juiz Sérgio Moro ao Poder Executivo em curso de investigação dele próprio em ambiente judiciário como um drible subliminar de entendimento legal sobre a mente inocente e passiva do povo brasileiro a se submeter a mesma conduta por toda a sequência social institucionalizada na sociedade brasileira sob a constituição federal. Nesse caso, até golpe a ser alardido.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Nunca entraria no mérito da discussão de culpa ou inocência sobre o denunciado, já que um crime não invalida outro. Entretanto, à semelhança do denunciante privilegiado que, mesmo fazendo parte da quadrilha em curso de extorsão do erário público na mensalidade de seus favoritismos elevou-se de criminoso ativo para denunciante privilegiado a indicou a própria filha para o Ministério do Trabalho como prova de sua impunidade e acréscimo de autoridade, mesmo moralmente e dentro da linha da verdade criminoso confesso. A partir daí, só nos restaria, diante dos balcões de serviços públicos pagos pelos nossos impostos já impostos sobre nós partirmos nossos bebês para a aquisição de nossos direitos reais comprovados lá.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

É como alardear que a régua da justiça se faz não somente pela verdade do crime praticado, mas pelo jogo de forças entre quem identifica e denuncia primeiro o crime praticado por todos, ou pelo menos pelos mais envolvidos com ele, incluindo os denunciantes. Usar informações privilegiadas sem compartilhá-las com quem afeto a elas está já é crime de lesa pátria. Deixar de dar ao paciente a informação de sua cura, porque tal informação é privilegiada para o ganho material já é crime hediondo. Usar autoridade pública dada ao público na representação democrática do povo em benefício próprio ou de grupos de interesse econômico e de prestígio temporal já é extorsão. Negar ao povo esse entendimento legal, já é negá-lo.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Além do inconsciente coletivo como conceitos polares nessa propositura, temos o segundo que eu nomeio como inconsciente coletivo atemporal como fruto de estudo próprio ao longo dos anos embasado em técnicas e teorias em curso junto às academias superiores, incluindo Harvard. Sinônimo textual atemporalidade é lido como sem tempo definido. Eu, reli em estudos, meditações e práticas em além do tempo definido. Agora, juntando inconsciente individual, o coletivo e a atemporalidade temos um objeto objetivo de análise e comprovação científica para o embasamento que se pretende, como a seguir. Ao pensamos inconsciente individual resultamos em todas as agregações percebidas codificadas ou não pelo ser em curso de vida.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Desde a tenra experiência de vida como embrião, feto, bebê, criança e assim por diante. Tudo armazenado num banco de dados informal como lógica e inteligência própria modelado pelas intempéries da sobrevivência natural e civilizada. Um gesto, uma palavra, um ato reto ou falho a dar vistas do que profundamente se esconde do próprio ser na proteção e desproteção protegida do psiquismo pessoal. Está lá nunca como uma coisa solta sem função ou explicação, mesmo quando não explicável explica-se como necessário de recato para outrem. Então, alinhado ao longo das gestalts ou vivências plenas de cada momento vital, determina o rumo pelo qual sustenta-se o psiquismo conduzido pelo inexplicável interiorizado individual.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Temos então um rumo, rota tão objetivos quanto observáveis e aí a ciência explicativa e modeladora. Sabemos que aquilo lá no fundo dita o aqui frontal a ser percebido ou modelado. Se assim for, sabemos que o aqui frontal expresso indica também na inversão objetiva analítica o que lá frontal e tenro fora colocado para o fundo de agora frontal. Como uma geometria precisa ao longo do tempo mensurável dos momentos precisos de cada ser, pessoa, cidadão ou indivíduo mensurável nas políticas de preservação dos direitos individuais e coletivos. Um zigzag simples e lógico a mostrar e ao mesmo tempo permitir a transformação pela mesma via, inconsciente. No resultado objetivo final a modelação da geografia mental do ser.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Sabemos agora que o acesso a mente individual está, tanto na via de agora para o tempo primordial, quanto do tempo primordial para agora. Assim sendo, o indivíduo ao propor-se sobre o mundo físico agrega ou introjeta tanto quanto infunde ou projeta o seu inconsciente individual sobre o de outrem pela mesma via e aí o amálgama coletivo onde todas as mentes contextualizadas em nicho de demarcação anunciam o inconsciente coletivo. O somatório de todas as mentes e seus esconderijos pessoais agora no amálgama da coletividade das gentes, populações, famílias, sociedades e finalmente como determinante inconsciente do traçado condutor subfrontal da nação brasileira dentre as nações da humanidade em afinidade natural.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Lógico se faz inferir que coletivizando o individual em mesmo tratado de análise e técnica de intervenção temos a manipulação científica da sociedade ou nação brasileira pela via modeladora que a técnica de intervenção permitir. Se o efeito resultante é danoso ou não é juízo de valor. Entretanto, se os agentes sobre o foco manipulado estão em coletivo doloso de interesse pessoal ou de grupos já ditamos o achado. Adoecimento e modelação social fraudulenta surge como consequência natural pelos objetivos e metas dos manipuladores científicos detentores dos meios, ferramentas, recursos para tal enlace. Sabemos que uma criança mesmo nunca entendendo a lição paterna ou materna, ainda assim está afeta ao seus efeitos.

Ação Criminal contra Supremo Tribunal Federal 0,00 0,00

Especificações

Dentre os locais de preparação de sua formação como pianista, destacam-se Prefeitura do Rio Centro de Artes Calouste Gulbenkian e Universidade de São Paulo (Coralusp), além da Escola Municipal de Música Ivan Silva. Assista ao vídeo de uma das interpretações do músico pianista, clicando no ícone abaixo.

Músico Pianista 0,00 0,00

    Atendimento      
0 / 190