De qualquer forma, onde então está o ponto de crítica, o erro no processo ou sistema que leva o crítico a existir? O cidadão individual, mesmo agregado à sua família nunca teve a competência de criar ou modificar estruturas, principalmente, no funcionamento político da União dos Poderes. Cabe ao Congresso Nacional. Afinal, são pagos para isso. O eleitor sozinho pode denunciar, mas qualquer denúncia ao longo do tempo pode ser justificada. O eleitor sozinho pode não concordar, mas terá outros eleitores que enxergarão a realidade de forma diferente e até apoiarão o erro que o eleitor denunciante enxergou. E aí? Como lutar contra isso? Afinal, qual é a maneira certa e a maneira errada de candidatar-se na eleição?

código 148

Capa e Contracapa

© Sistema Mãe - Cleber Alcasar - Radialista 015728